Blogs

 
     
 

Claudia Tajes

Claudia Tajes trabalha em criação publicitária, escreveu alguns roteiros para televisão e tem 6 livros publicados, entre eles Dez (Quase) Amores, As Pernas de Úrsula, A Vida Sexual da Mulher Feia e Louca por Homem.

E-mail: claudiatajes@saraueletrico.com.br


Sarau de volta no dia 15. E olha o primeiro convidado!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/03/2011 - 19:07

Comentar - Comentários (2066)

a gente morre e nao ve tudo

Grêmio fez proposta de R$ 6 mi de luvas e salário de 600 mil, mas Jonas negou

"O Grêmio não foi enganado, o contrato foi feito nesses termos, o Grêmio sabia, não pode reclamar", assim Paulo Odone, presidente do clube, iniciou sua manifestação referente a ida de Jonas para o Valencia, da Espanha. O mandatário ainda confirmou proposta de R$ 6 milhões de luvas e R$ 600 mil de salário ao atacante, que não aceitou. Descontente, o mandatário seguiu o tom de seu vice de futebol e criticou a gestão anterior.

Jonas deixou o Grêmio pelo pagamento de sua multa rescisória pelo Valencia. 1,25 milhões de euros serão depositados na conta do Grêmio, que por contrato não pode evitar a saída do jogador. O valor é considerado irrisório pelos dirigentes atuais do clube portoalegrense.

"Eu também me pergunto: por que um valor tão baixo? Está no contrato, o salário do jogador era R$ 119 mil e a multa este valor. Não quero personificar nada, mas foi o presidente Duda Kroeff e seus colegas que assinaram, está no documento, pronto. O Grêmio sabia disso, não foi surpresa", reclamou Paulo Odone à Rádio Gaúcha.

Segundo o presidente do Grêmio, o clube está tentando há muito tempo resolver esta situação. "Não perdemos tempo em nenhum momento. Conversamos com os irmãos do Jonas alimentando a vontade de ficar no Grêmio. Chegou um momento em que fizemos uma proposta de R$ 6 milhões de luvas e R$ 600 mil de salário. Isso era mais do que os russos tinham proposto, era tudo que poderíamos oferecer. Depois veio o comunicado que tinha essa proposta da Espanha, que seria muito maior, e que ele queria jogar na Europa, não pudemos fazer nada, já estava aceito", lamentou Odone.

As reclamações sobre o contrato firmado pela gestão anterior seguiram em toda manifestação do presidente gremista. "O pior é que, além do valor irrisório da multa, o contrato não prevê renovação, não tem data, ele abre a possibilidade de saída a qualquer minuto", explicou.

Por fim, Odone tentou reaver a moral do torcedor prometendo reforços imediatos. "Posso dizer para nosso torcedor que não tinha nada que pudesse ser feito para evitar a saída do Jonas, mas, vamos nos reforçar para superar esta dificuldade", disse.

Jonas deixou o Grêmio com 147 jogos e 78 gols pelo time tricolor. A passagem dele pelo Olímpico começou em 2007, foi interrompida com uma ida para a Portuguesa em 2008, e teve seu ápice nas temporadas 2009 e 2010, quando Jonas foi artilheiro do time. Goleador do último Brasileirão, Jonas deixa o Grêmio como 5º maior marcador da história do clube.

(Por isso que o mundo não dá certo. O cara recusou R$ 600 mil por mês e R$ 6 milhões de luvas, considerou pouco. A proposta é realmente ofensiva, mas para os milhões de brasileiros que sobrevivem com salário mínimo. Mais uma dessas e eu largo o futebol pra sempre. Alguém sabe se tem mais algum jogador com irmão empresário no Imortal?)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/01/2011 - 18:43

Comentar - Comentários (2463)

O que esperar dos a$$i$?

Quem não sabia que ia terminar assim? Meu querido amigo Gremista (aquele que, na verdade, é colorado) acreditava na honestidade dos irmãos Assifras. Mas a entrevista do presidente Paulo Odone acabou de vez com as ilusões de que estava em vigor uma negociação limpa. O mano empresário mudou o contrato sete vezes, cada uma delas para ganhar mais e ter mais vantagens. E o mano jogador, esse sempre se comportou como se o furdunço nem fosse com ele.

Vale a pena ler a entrevista pra saber que a iniciativa de procurar o Grêmio foi dos Assifras, que o Grêmio se limitou a aceitar todas as condições, como fazem os apaixonados na primeira fase do amor, que a negociação virou leilão já na segunda rodada. Quem muito se abaixa, a bunda aparece, diz a sabedoria popular. Ainda bem que o Grêmio parou de se abaixar.

E, como disse o meu irmão Duda,  o Renato é muito maior que o Ronaldinho Gaúcho. E o time já está todo certinho. Sabe-se lá o que ia acontecer com a entrada da mega-estrela dentuça.

Parece conversa de perdedor, mas não é. De mais a mais, o Pelé já tinha encerrado o assunto ontem, quando disse que o Ronalduço devia jogar de graça, se é que ama tanto o Grêmio.

Fico pensando, aqui no meu canto: por que os A$$i$ querem tanto dinheiro se tudo o que fazem na vida é ouvir pagode e se vestir de rapper?

E também: o que esperar de uma família que vai fechar a fundação que mantém em conjunto com a Prefeitura para atender crianças carentes da Restinga porque considera que está gastando demais com um projeto educacional?

A fila andou. Ainda bem.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/01/2011 - 17:01

Comentar - Comentários (15)

Retomando os trabalhos

Acabou a moleza, feliz 2011. E saudades da vida de todos os dias.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/01/2011 - 10:15

Comentar - Comentários (1454)

Outros filmes do periodo (2)

Somewhere

Essa Sofia Coppola é boa. Bem nascida e bem educada, superou a avacalhação sofrida na estreia como atriz em Drácula de Bram Stocker, filme do senhor seu pai, pra virar uma diretora e roteirista das melhores. No novo filme dela, Johnny Marco (Stephen Dorff) é um ator metido a malvadão que vive no Chateau Marmonts, lendário hotel de Hollywood conhecido pelas celebridades que o frequentam. Johnny é obrigado a rever sua vida ao receber a visita inesperada de Cleo (Elle Fanning), sua praticamente desconhecida filha de 11 anos. Ainda no elenco, Benicio Del Toro.

Mais um filmaço do Sofião.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/12/2010 - 18:16

Comentar - Comentários (4)

Tonho Crocco e a Gangue da Matriz

Há tempos não se via alguém protestando com inteligência contra os absurdos que se vê na política. Grande Tonho Crocco, deu nome aos bois. Inspira a gente a não parar de se indignar com certas coisas.

http://www.youtube.com/watch?v=SukPLNWgY7M

(Era pra ter ter postado o vídeo, mas claro que a anta-mor aqui não conseguiu. Vale muito a pena acessar.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/12/2010 - 21:54

Comentar - Comentários (0)

outros filmes do periodo (1)

Cisne Negro

Natalie Portman é Nina, uma bailarina obcecada pelo posto de estrela da companhia. Típico caso de filha que está vivendo os sonhos da mãe, Nina é contida e infeliz. Entra na jogada uma bailarina descolada interpretada por Mila Kunis, e já não dá pra saber o que é verdade e o que é delírio da protagonista. O filme tem o famoso beijo gay entre Natalie Portman e sua rival em cena, além de outros lesbian moments. Dirigido por Darren Aronofsky, é um filme sombrio e assustador, mas não deixa lá muita coisa pra lembrar depois que o medo se vai.

Cisne Negro poster

 

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/12/2010 - 18:45

Comentar - Comentários (0)

Filme de hoje: The Fighter

De David O. Russel, com Christian Bale e Mark Wahlberg. Mais um bom filme sobre o mundo do boxe, que periga ganhar um título do tipo Lutando contra o Destino ou alguma coisa dessas.  O enredo é inspirado na história verídica do boxeur Irlandês Mickey Ward (Wahlberg) e na sua trajetória de lutador sem brilho, até chegar a Campeão Mundial de Pesos-Leves. Mick tem uma família exploradora e um irmão mais velho, Dickie (Bale), ex-boxeur que chegou a nocautear Sugar Ray Leonard, mas acabou viciado em drogas. O filme é americano e obviamente vai pintar uma redenção no final. Mas valeu a pena ver, ainda mais porque chove sem parar nesta terra. Pelo menos, o cinema é lugar seco.

http://2.bp.blogspot.com/_ATP-c1l0KJY/TL2YwHrzbMI/AAAAAAAAFcU/k5icnbK-qHM/s1600/the_fighter_poster.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/12/2010 - 06:30

Comentar - Comentários (7)

Feliz Natal e um super 2011 pra todo mundo

1.Saldos Futebolísticos

.O Tricolor, mais uma vez, provou que é imortal mesmo. Sem euforia e sem menosprezar os adversários, que a gente acaba de ver que isso não funciona, lá vamos nós para a Libertadores (depois de passar pelo Liverpool del Uruguay, por supuesto). E, dessa vez, a gente vai com o Renato.

.Frases que ficaram disso tudo:

"O Inter comeu o pão Kidiaba amassou."

"Paulão é rei, Kalango é príncipe."

"O sonho acabou, mas as prestações da CVV, não." (contribuição do grande Sergião Moreira.)

2.Saldos Pessoais

.Depois de 16 anos de DCS, saí da propaganda. Outra vida é possível, mas tem que correr atrás.

.Sarau Elétrico mais forte do que nunca, com muitas ideias pra 2011. Pelo jeito, vai ser bacana.

.Um novo livro enfim começado.

.Um grande engano enfim superado.

.Um filho encaminhado.

.Um Natal e um início de ano longe da família e dos amigos, mas com grandes desejos de coisas boas, felicidades e sucesso pra todos.

Até 2011 e valeu por tudo!

 (É Natal, muito amor no coração e perdoem a brincadeirinha!)

 

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/12/2010 - 15:32

Comentar - Comentários (8)

O blog gremista comemora

Quem quiser que chame de paranóia gremista: se o Flamengo ou o São Paulo tivessem feito uma campanha de recuperação como a do Grêmio, não se falaria em outra coisa no SporTV. Foi uma tarde daquelas pra não esquecer, o time jogando muito encaixadão e a torcida em festa. Não tem alegria maior que gritar PAULÃO cada vez que o nosso gigante de ébano toca na bola.

Não dá pra saber se vai ter Libertadores pra gente (o Renato diz que vai), mas se alguém conhecer um macumbeiro bacana, favor mandar o contato. Se eu fosse da nova diretoria, renovava com todo o elenco e não contratava ninguém. Esse time aí tem raça. Que eu me lembre, sempre foi assim que deu certo.

Assim e com o Renato, claro.

Agora é rumo ao Gre-Nal da Libertadores. Sem esquecer que, quando o Clementino entra, é gol.

http://wp.clicrbs.com.br/mariomarcos/files/2010/12/aagre.jpg

(A foto eu roubei da Zero Hora. Mas por uma causa justa.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/12/2010 - 21:12

Comentar - Comentários (2302)

Pra quem reclamou que nao consegue comentar aqui

Também não consegui. Acho que deu crepe.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/12/2010 - 13:58

Comentar - Comentários (5)

30 anos na noite de ontem

Não tem como não sentir um carinho especial pelo Ocidente, e não apenas porque é a casa do nosso querido Sarauzito. Quem é de Porto Alegre ou esteve por aqui dos anos 80 em diante, com certeza viveu muitas histórias ali pela João Telles e arredores. Algumas não dá pra contar, mas todas tiveram o seu valor. A festa dos 30 anos do Ocidente, ontem, foi uma espécie de reencontro não com outras pessoas, mas com quem a gente foi um dia. A casa veio abaixo quando o Jimi Joe cantou Sandino. Todo mundo de todas as bandas legais tocou um pouquinho por lá. E o som foi de altíssimo nível (e altíssimo volume, como não podia deixar de ser) a noite inteira. Destaque pra Cikuta, deslumbrantemente vestida de sereia, pra bebida à vontade (e olha que o povo bebia) e pra Gorda (que hoje é magérrima), que saiu do bolo vestindo um maiô dourado. Minha história mais ocidental da noite: um cara queimou meu braço com o cigarro, acho eu que sem querer. Eu reclamei e ele se atracou no braço, em uma mordida primal, pra dor da queimadura passar. Isso eu nunca tinha visto. E a dor não só não passou, como hoje não dá pra mexer o braço.

Coisas que só acontecem no Ocidente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/12/2010 - 13:56

Comentar - Comentários (2)

No ar, www.katiasuman.com.br

Pra quem acha que a Katia Suman tem que ter um programa de rádio (eu acho), a partir de segunda, dia 6, a rádio da magrona na web entra no ar. Programa diário das 11h às 12h esperando os radiouvintes e os cyberouvintes. Oba!

Porthus Junior

Papo bom e música boa, agora pelo computer. Dá-lhe, Katia Suman.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/12/2010 - 18:36

Comentar - Comentários (1)

Sarau da Fantasia/Texto de ontem

Aí vai, para quem pediu, o trecho de Pornopopeia que li ontem. Antes, porém, a melhor frase da noite, que foi do professor Moreno: "Homem, ou está com fome, ou com tesão. Se não estiver de pau duro, dá um sanduíche que ele sossega.

Pornopopéia (trecho)

Reinaldo Moraes

 

Sozinho em casa. Foi quando me lembrei das minhas lulas no congelador. Estavam lá, cadavéricas.

 

Catei a lula maior, pálida, semicongelada, a única decapitada e limpa.

 

O bicho, mesmo gelado, cheirava a buceta, aquele perfume excitante de mar mijado. Tesei. A lula na minha mão era um tubo abaulado com uma aleta na cauda.

 

Cheirei mais uma vez: sem dúvidas, bucetão. Apalpei com volúpia aquele corpo frio e borrachudo.

 

Abri a torneira da pia e deixei a água enxaguar o tubo por dentro.

 

A carne visgosa da lula se abrandou na minha mão. Fechei a torneira, virei a lulagina de boca pra baixo, deixando escoar toda a água, e entalei a desgraçada na minha rola. Era perfeita. Era a vagina solitária, a buceta sem mulher, pronta para ser instalada em qualquer fantasia. Num minuto minha parceira já se punha toda complacente e lânguida, e até mesmo coquete, a safada.

 

Chocchocchoc, eu fazia dentro dela, de bunda apoiada na pia da cozinha, fodendo a lula com um sentimento nada menos que oceânico. Um resquício do visgo natural nas paredes internas do bicho exercia uma competente ação lubrificante, fazendo a coisa ainda mais parecida com uma vagina apaixonada.

 

Atrás da pia, a ampla janela de vidro fixo da cozinha se abria pra mata noturna lá fora. Se algum bugio de dentro da escuridão me flagrasse naquela atividade lulonanista teria certa dificuldade em acreditar em seus olhos arregalados.

 

"Puta merda!", ele diria. "Um bicho-homem fodendo uma lula morta! Foi nisso que deu a evolução da espécie?! Ô lôco, mano! Quero morrer macaco!"

 

Deixei rolar o ejaculão. Acho que a lula teve orgasmos múltiplos na minha mão, mesmo mortinha e decapitada daquele jeito. Findo o conúbio calamarino, joguei aquele cadáver esporrado na cuba da pia, lavei a mão e me entreguei à rede, satisfeito e exaurido. Nem precisei sacar depois o famigerado Foi bom pra você?, fumando um Marlboro pós-coito. Com uma lula morta você pode pular essa parte.

 

Fiquei fumando e contemplando a enseada lá embaixo. Era reconfortante pensar que naquele exato momento todo um contingente de vaginas-do-mar nadava debaixo daquele espelho prateado pelo luar, só esperando pelo meu amor.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/12/2010 - 18:13

Comentar - Comentários (0)

11/11, niver do fabricio sortica

Exatos 11 dias depois do aniversário do amigo Fabricio Sortica, parabéns tri atrasados e muitas coisas boas sempre.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/11/2010 - 17:55

Comentar - Comentários (1)

A coluna do David Coimbra e os japoneses

Não se se vocês viram, mas o David Coimbra escreveu uma coluna inteirinha sobre a participação dele no último Sarau. Tem até ilustração da Katia Suman, entre muitos elogios à ela. E como o David falou de um texto que eu li sobre as hipotéticas dimensões do órgão sexual dos japoneses (tudo brincadeira e sem a menor intenção de ofender os povos orientais!), muita gente escreveu perguntando que texto era esse.

Buenas, o texto em questão saiu da coletânea do Planeta Diário, o jornal de humor que deu origem ao Casseta & Planeta, publicada há alguns anos pela editora Desiderata. Como o tema do Sarau do David eram Mulheres, peguei um trechinho de uma página, assinada pela colunista (fictícia) Eleonora V. Vorsky, intitulada Como tirar prazer das pequenas coisas da vida. Aí entra (sem trocadilhos) o tal texto sobre os japoneses, que transcrevo abaixo. Leitura desaconselhável para crianças e sensíveis.

Japoneses

Piroca é como presente de Natal: você só descobre que o tamanho é pequeno depois que já desembrulhou o pacote. Arruinada a festa, não há nada a fazer além de esperar o dia seguinte e trocar por outra maior. Ou passar adiante para a sua irmã caçula. Claro que você tem como evitar decepções certas, fugindo de japoneses e de artistas multimídia. Mas não devemos fechar as olhotas para uma realidade: os japoneses estão dominando o mundo. Acabam de comprar a Bloomingdale's e só Deus sabe onde isso vai parar. (...) Aquilo grande é ótimo, mas uma piroquinha de vez e quando não vai estragar a sua reputação. Além disso, a sensação não é tão ruim assim. É mais ou menos como um dedo sem unha ou uma Coca-Cola One Way. Em última análise: pegue a manjubinha com dois pauzinhos, enrole numa alga, mergulhe no molho de soja e coloque na boca. Não pode ser pior do que peixe cru.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/11/2010 - 21:54

Comentar - Comentários (5)

Tem macho em casa

O Inter não entregou. Nunca respeitei tanto os colorados na minha vida.

 

Um dia a gente retribui.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/11/2010 - 18:54

Comentar - Comentários (3)

Quase voltando

Pois depois de uma longa ausência (onde aconteceu de tudo), aqui está um ensaio de volta. Desculpem não ter respondido os comentários, fazia um tempão que eu não entrava aqui no blog. Logo mais, apareço pra uma postagem decente.

Colorados, não briguem comigo, mas vou deixar um link que SÓ interessa aos gremistas. Não acessem pra não se irritar: http://www.youtube.com/watch?v=QGy7lGW0n2E. A qualidade das imagens é medonha, mas o espírito da coisa, vamos combinar, é esse. Gurias gremistas, o final é pra nós (desconsiderando o mangolão que aparece antes da última cena, claro).

Beijo pra todo mundo e já volto.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 10/11/2010 - 11:03

Comentar - Comentários (8)

E o Jonas ataca, ataca e ataca novamente

O Goboesporte definiu assim Grêmio 4 x 0 Prudente: Foi um lance de futebol dominical, solteiros contra casados antecedendo o churrasco. Passeio que eu perdi, mas desejo que todo gremista tenha conseguido ver. Na foto, a dancinha do artilheiro. Pessoalmente, não gosto. Mas o cara merece comemorar do jeito que bem entender.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/10/2010 - 23:02

Comentar - Comentários (13)

De courinho dos outros a melhor campanha do returno

Noite de luxo. Alegria total. Felicidade completa. E quero ver outro treinador usar babylook e jeans colado, com tamanha galhardia, na beira do gramado. Dá-lhe, Portaluppi!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/09/2010 - 11:33

Comentar - Comentários (5)

Drops eleitorais (jamais eleitoreiros)

.O candidato Dr. Cristaldo (não sei a que concorre) é igual ao Hélio de la Peña.

.A testa da candidata Ana Amélia Lemos comporta a frase pichada "RBS MENTE" e ainda sobra espaço.

.Os cabos eleitorais da Ana Amélia são os mais inconvenientes. Não há dia em que não chegue um e-mail com razões pra votar nela, e não adianta devolver o e-mail pedindo pra ser removido da lista. Dali a pouco chega outro.

.Quem imprimiu a propaganda do candidato Eliseu Padilha errou muito a mão. Ou então ele é cor de laranja mesmo e eu que não sei.

.Ao menos ao longo da Nilo e da Nilópolis, os cavaletes de muitos candidatos continuam firmes depois das dez da noite.

.Em tempos de filmes inspirados no Chico Xavier, a foto do Brizola em P&B, aplicada em um fundo de céu azul e ao lado da foto colorida da neta Juliana, parece o retrato de um espírito.

.Não existe candidato com rugas, barriga e outras imperfeições nesta eleição. É tanto photoshop que fica até difícil reconhecer os candidatos ao vivo.

.Vou votar na Marina. Meu único medo é que o Edir Macedo e a bispa Sônia terminem sendo nomeados Ministros, e não da igreja.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/09/2010 - 09:53

Comentar - Comentários (8)

Pra quem estiver de banda no dia 30

A Coordenação do Livro da Secretaria Municipal de Cultura convidou a Cíntia Moscovich e eu para o encontro Mais que Prosa. Vai ser às 18h30 na Biblioteca Josué Guimarães. Como não consegui postar o cartaz de um jeito que dê pra ler, e caso alguém se interesse, as informações estão em http://coordenacaodolivro.blogspot.com

Um pouquinho depois, pelas 21h, a sugestão da casa é o show do Nando Reis, ali no Opinião.  Um showzaço.


 
 



Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/09/2010 - 21:21

Comentar - Comentários (12)

Segunda via do titulo de eleitor

Como todo bom brasileiro retardatário, deixei pra fazer a segunda via do meu perdido título de eleitor na última hora, e no feriado. O pessoal do TRE está se virando e atendendo todo mundo com rapidez e boa vontade. Não levei dez minutos pra sair com o título na mão, apesar de uma fila razoável. Ah, se todos os serviços públicos fossem assim. Pra quem está sem título, e nesse ano só dá pra votar apresentando o próprio mais documento de identidade, o endereço é Av. Padre Cacique, 96, fone 3230-9600, das 9h às 19h.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/09/2010 - 15:45

Comentar - Comentários (1)

Tudo azul na segunda-feira

Domingo feliz, segunda perfeita

O que pode ser melhor que ver o time ganhar (com folga, finalmente) no conforto do seu lar? Ver o time ganhar, com folga, no meio de uma torcida animada e em pleno estádio alheio. Avaí 0 X 3 Grêmio: eu fui! A trabalho, mas fui. Desde já, um dos bons domingos da minha biografia, ainda mais porque a segunda amanheceu feriado. E de sol.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/09/2010 - 15:38

Comentar - Comentários (3)

Removi o post dos 107 anos

Não trazia boas lembranças. Esperemos os 108 anos pra comemorar.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/09/2010 - 14:17

Comentar - Comentários (6)

Um presente da L&PM

 

SE, NO DIA 15 DE SETEMBRO, VOCÊ ENCONTRAR

UM LIVRO DE AGATHA CHRISTIE, NÃO ESTRANHE:

É UM PRESENTE DE ANIVERSÁRIO DA L&PM.

 

NOS 120 ANOS DE AGATHA CHRISTIE, A L&PM VAI DEIXAR LIVROS PERDIDOS EM SHOPPINGS DE PORTO ALEGRE, RIO DE JANEIRO,

BRASÍLIA E NATAL. E TAMBÉM ESPALHADOS POR SÃO PAULO.

 No dia 15 de setembro de 2010, o mundo inteiro comemora os 120 anos de nascimento de Agatha Christie, escritora que só perde para a Bíblia e para Shakespeare em vendas. Neste dia, a L&PM Editores fará uma ação especial para comemorar o aniversário da Rainha do Crime.

Durante toda a quarta-feira, dia 15/09, serão deixados livros de Agatha Christie “perdidos” em shoppings de quatro capitais brasileiras e em diversos pontos da cidade de São Paulo. Quem encontrar, leva pra casa de “presente”.

Serão colocados livros de Agatha Christie da Coleção L&PM POCKET nos Shopping Iguatemi em Porto Alegre, Shopping Rio Design Barra no Rio de Janeiro, Shopping Conjunto Nacional em Brasília e Natal Shopping em Natal. Os livros estarão em locais diversos, muitos deles inusitados. Achou. Levou.

em São Paulo, os livros serão colocados em diferentes locais públicos. Pode ser um banco de praça, uma escadaria, a entrada do metrô.

Divirta-se, divulgue, procure o seu.

Contatos para maiores informações com

Paula Taitelbaum – Núcleo de Comunicação L&PM

(51) 3225-577 e (51) 9269-3592

paula@lpm.com.br


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/09/2010 - 21:57

Comentar - Comentários (1)

Um conselho: evitem a Webjet

Eu também evitaria, mas dessa vez me mandaram passagens da Webjet para um compromisso em São Paulo. O avião é tão apertado, mas tão apertado, que não tem espaço para as MINHAS pernas. E eu tenho 1m60. E o corredor da autodenominada aeronave não comporta um adulto médio de frente, ele tem que se virar todo para passar. Pior: o voo sempre atrasa. POA-SP até que atrasou pouco para os padrões Webjet, uns 40 minutos. Mas agora já estou há quase duas horas esperando o voo que deveria ter saído às 16h05. A previsão é de que o embarque seja às 17h20. Duvido muito. Da próxima vez, vou de ônibus que dá no mesmo. E ainda posso esticar as canetas.

[sardinhas.jpg]

Eu sou aquela ali sentada no banco do meio.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/09/2010 - 16:59

Comentar - Comentários (6)

Nem lembrava mais: ganhar faz bem

Lavada da Chapa 1 e azar se só vai ter uma corrente no Conselho do Grêmio. Meu voto foi conservador, mas de olho no pessoal da Chapa 3 pra uma próxima. Já Duda, Cacalo, Obino, Meira, Guerreiro & grande elenco: até nunca mais pra vocês. Na sequência, pra tarde ficar melhor ainda, vitória merecida contra o Corinthians em pleno Pacaembu. Ganhar é bom e enche o cara de energia. Tomara que continue assim.

gol Grêmio

Perdeu, playboy. (Foto da Agência Estado)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/09/2010 - 22:50

Comentar - Comentários (7)

Fui de chapa 1 nas eleicoes do Gremio

Como diz o sábio candidato a deputado Tiririca, pior do que tá, não fica. Já cumpri com o meu dever e votei nas eleições pra eleger os 150 novos membros do Conselho Deliberativo do Grêmio: Chapa 1 e o Paulo Odone de volta. Engraçado é que o nome da chapa é Renova Tricolor, mas só tem raposa velha ali. Que vençam pra encerrar de vez a triste era Duda Kroeff. Importante: dá pra votar até às 17h lá no Monumental, com carteira de sócio e documento de identidade. Depois é só ver o jogo com o Corinthians. Ai.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/09/2010 - 13:10

Comentar - Comentários (0)

A vista do meu apartamento

Desde que a campanha eleitoral começou, meu apartamento tem vista para um cavalete do Paulo Odone, instalado em um canteiro no meio da avenida. Eu abro a janela e lá está o Paulo Odone a me olhar nos olhos, posando na sua propaganda para Deputado Estadual.

Só pode ser um sinal.

Dia 11 de setembro (mas que dia escolheram para as eleições...), vou votar nele pra Presidente do Grêmio.

"Se eleito for, e serei, prometo levantar os mortos na Azenha."

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/08/2010 - 14:33

Comentar - Comentários (15)

HISTORIAS DA VIDA REAL

(Da série Diálogos ao Telefone.)

Um

- Alô, é da Sul-Americana?

- Sim!

- O Grêmio está?

- Não, acabou de sair


Dois

- Alô, é da Libertadores?

- Sim!

- o Grêmio está?

- Não, e faz tempo que não aparece por aqui.
 

Três

- Alô, é da Segundona?

- Sim!

- O Grêmio está?

- Não, saiu. Mas já,  já esta de volta...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/08/2010 - 15:13

Comentar - Comentários (2000)

Conheci o Gremista do blog

Muito chato escrever sem ninguém poder comentar (nem eu), mas o acontecimento merece um post.

Tomei um café com o Gremista do blog. E o mais inacreditável: ele é COLORADO! Se disse Gremista por cavalheirismo, para responder a certos torcedores co-irmãos que andaram deixando algumas grosserias por aqui.

O Gremista, quer dizer, Colorado, é do mundo do esporte, superquerido e me deu uma flâmula do Grêmio de presente. Só não sei muito bem como chamá-lo de agora em diante...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/08/2010 - 18:46

Comentar - Comentários (11)

Aqui nao daria um quilo

Moradores de rua viram guias turísticos da Londres dos sem-teto

Em Londres, um grupo de moradores de rua deixou os cobertores de lado e conseguiu um trabalho pouco provável: o de guia turístico. No passeio a pé, estão alguns dos principais pontos da capital inglesa. A diferença é que a programação é permeada por "atrações" inusitadas, como os lugares onde os sem-teto costumam dormir, e histórias da vida na rua.

São dois roteiros diferentes, um começa na London Bridge e outro, na Old Street, ambos na região central da cidade. Os turistas têm a chance de conhecer locais menos visitados, como o cemitério onde está enterrado o poeta inglês William Blake, e ver coisas pitorescas, como as janelas da casa onde vivia John Wesley, um dos fundadores da Igreja Metodista, fechadas com tijolos. "É que, até o século 19, era cobrado um imposto pela quantidade de iluminação natural que a casa recebia", afirma o irlandês Sean McDerby, "40 e poucos anos", um dos guias sem-teto da Old Street.

Logo em seguida, o seu colega, o letão Henri Sturmanis, 34, mostra a porta de um prédio onde vivem sem-teto forrada com moedas coladas: "É um protesto contra o capitalismo", diz.

Reinserção na sociedade

Curiosidades à parte, a ideia principal do projeto é colocar em contato dois mundos diferentes: o dos sem-teto e o do turista comum. "Queríamos ajudar a reinserir essas pessoas na sociedade de uma forma criativa e sem paternalismo", diz Lidija Mavra, 28 anos, idealizadora do Unseen Tour (na tradução literal, "roteiro não visto"). Ela coordena a organização não-governamental The SockMob ("o grupo da meia").

"Quando comecei a fazer ações para ajudar moradores de rua, há sete anos, descobri que o que eles mais precisam é de meias, mas pouca gente sabe disso. Então, passei a arrecadar meias e o grupo ficou conhecido por isso", diz Lidija.

(Do UOL)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/08/2010 - 09:26

Comentar - Comentários (0)

Seguem as dificuldades no blog

Agora nem postar mais eu consigo. Quando entro no gerenciador, o troço fica pensando horas e não responde (noto aí uma leve semelhança com meus neurônios). Tentei postar algumas coisas lá da Bienal de São Paulo, mas não rolou mesmo. Ou seja: o blog não me quer mais.

Sergião, help me!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/08/2010 - 22:18

Comentar - Comentários (0)

Cada um tem o lider que merece

Livre da voz balofa do Meira nas entrevistas pós-jogo, ainda resta ao pobre e derrotado torcedor gremista aguentar as entrevistas do presidente  Duda Kroeff. Interessante como, mesmo nas raras vitórias, as entrevistas do dirigente são uma manifestação de baixo astral, falta de vigor, ausência de entusiasmo. Sem falar que algum repórter invariavelmente comenta que o presidente está com os olhos marejados, seja na alegria (quase nunca) ou na tristeza (geralmente). Homem sensível é maravilhoso, mas vamos combinar: não comandando o futebol.

Hoje o presidente se limitou a dizer que não sabe o que aconteceu. Essa até a minha mãe, que nunca jogou bola e até já faleceu, sabe: o time foi mal para cacete e abusou do direito de errar. Não lembro de ter visto um chute sério a gol. E o Victor ainda nos salvou de um vexame maior.

Lá vamos nós tabela abaixo. O Renato vai ter que rebolar mais que as moças da tia Carmen para reverter o quadro. E, pelo andar da carruagem, o meu já convocado Santo Expedito tende a passar uma longa temporada de cabeça para baixo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/08/2010 - 22:09

Comentar - Comentários (0)

Continuo com problemas pra acessar os comentarios

Não tem jeito. Os comentários do blog não abrem pra mim. Se alguém precisar de respostas, eu não posso dar. E, pior ainda: eu não tenho (mas sigo me esforçando pra encontrar).


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/08/2010 - 16:34

Comentar - Comentários (0)

deu pau nos comentarios do blog

Pra quem me escreveu dizendo que não consegue comentar no blog, eu também não tenho conseguido.Vou pedir ajuda pra Katia Suman (isso já aconteceu antes, acho que tem a ver com o tamahos das fotos que eu posto, algo por aí).

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/08/2010 - 14:46

Comentar - Comentários (2177)

A era Renato Portaluppi

Se não der certo, a culpa não vai ser do Renato (ou não só dele, pelo menos). O Imortal Tricolor está perdidaço e, se tem coisa de que me orgulho, é de não ter votado na atual diretoria. Dói ver a torcida vaiando o time em campo, coisa que eu nunca tinha presenciado nos meus já longos anos de torcedora praticante. Hoje foi horrível. Mas, como disse o Renato na sua primeira entrevista, melhor sair logo da Sul-Americana e se dedicar a um campeonato só. Um fracasso de cada vez, é o meu lema. Domingo, chova ou faça sol, pretendo fazer a minha parte e ir ao Olímpico para ajudar a nos tirar do buraco. Estádio vazio deprime. A hora é de puxar o time, já que, sozinho, parece que ele não vai.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/08/2010 - 23:42

Comentar - Comentários (0)

Um grande filme pra ver mais de uma vez: A Origem

Eu simpatizo com o Leonardo diCaprio. Sempre trabalhando com bons diretores, tira sarro dele mesmo, fica um tempão namorando a mesma bonitona (o que incluiu até a ilustre übercidadã de Horizontina, Gisele Bunchein), continua a ver os amigos dos tempos pré-fama. E é bom ator, mesmo que faça o papel recorrente de anti-herói a cada novo filme. Em A Origem, em cartaz na cidade, Leonardo diCaprio é um especialista em invadir mentes alheias para roubar segredos do subconsciente. O filme (do diretor Christopher Nolan, de Amnésia e O Cavaleiro das Trevas) começa com uma missão que deu errado e que deixou diCaprio, na pele do seu personagem, Dom Cobb, na obriga de implantar uma ideia na mente de um rico e mauricinho herdeiro. O mais bacana do filme é que tudo se passa em sonhos dentro de outros sonhos. Se não tivesse ido ao jogo do combalido Imortal hoje, eu teria assistido pela segunda vez. Mas amanhã vou ver de novo, e recomendo para quem interessar possa. O final é sensacional. Aqui, várias críticas bacanas: http://pipocamoderna.mtv.uol.com.br/?p=38942. Na minha cotação, entra na categoria Filmaço.

origem A Origem: Sinopse e Primeiro Cartaz

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/08/2010 - 23:26

Comentar - Comentários (0)

Sem mais delongas

O Inter é bi da Libertadores. Celso Roth chegou lá. Este blog entrega os pontos oficialmente e agora conta com o Renato Portaluppi (porque gaúchos somos todos) pra manter a dignidade tricolor.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/08/2010 - 01:33

Comentar - Comentários (3)

O Sarau dos Uruguaios

A Claudia Krauthein, também conhecida por Kadica, mandou gentilmente essas fotinhos do nosso Sarau dos Uruguaios. Valeu, guria!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2010 - 19:14

Comentar - Comentários (3)

Robert Crumb na Flip

"Tenho vergonha de viver no planeta Terra", diz Crumb na Flip

R Crumb self-portrait, February 1986

Um dos mais importantes e influentes criadores de quadrinhos do mundo, o norte-americano Robert Crumb deixou de lado a sua aversão por jornalistas e, por 45 minutos, expôs sua visão do mundo. Uma visão muito pessimista, por sinal. “Tenho vergonha de viver no planeta Terra”, disse. “Mas não tem jeito”, suspirou, fazendo uma de suas famosas caretas.

Se não pode viver em outro planeta, ao menos fora dos Estados Unidos Crumb consegue. Estabelecido desde 1991 no sul da França, o artista falou muito do seu desprezo pelo país natal. “Não quero voltar aos Estados Unidos. Tenho vergonha de dizer que sou americano.”

Na visão do criador de “Fritz the cat”, “Mr. Natural” e, mais recentemente, de uma versão do Gênesis em quadrinhos, o presidente Barack Obama é bem intencionado, mas não terá capacidade de fazer muita coisa. “Os Estados Unidos viraram um estado corporativo fascista”, disse Crumb, sem alterar o tom suave de voz. “É um dos piores países do mundo. Obama não pode fazer muito. Estamos em perigo”.

(Do UOL)

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2010 - 13:35

Comentar - Comentários (0)

De onde menos se espera...

Ah, o sábio Barão de Itararé. Agora é rumo ao vice da Libertadores e do Mundial.

http://www.color-page.info/images/bambi.jpg

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2010 - 09:51

Comentar - Comentários (1)

Profe Fischer candidato a patrono

Na Zero Hora de hoje:

A Câmara Rio-Grandense do Livro divulgou nesta quarta-feira (4/8) a lista dos cinco indicados a patrono da 56ª Feira do Livro de Porto Alegre. Dos cinco, três já haviam sido indicados na edição do ano passado: Aírton Ortiz, Juremir Machado da Silva e Luís Augusto Fischer. A escritora Jane Tutikian e o folclorista Paixão Côrtes completam o elenco.

A Jane Tutikian é uma grande pessoa e escritora e os outros patronáveis merecem o respeito de todos. Mas, por aqui, a torcida não podia deixar de ser pelo nosso profe Fischer. Dessa vez, vai.

http://1.bp.blogspot.com/_BJYVlhJFNpc/S8Ro0j7gsGI/AAAAAAAAOqo/XdoUdqLfBWI/s1600/LUIS_AUGUSTO_FISCHER.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/08/2010 - 14:56

Comentar - Comentários (4)

Atendimento ao Consumidor

Um amigo de quem eu muito gosto me disse ontem que este é um blog pessimista e que eu me lamento muito. Amigo, se você estiver lendo, este post é pra você: essa nunca foi minha intenção. Tirando as achincalhações ao Luiz Onofre Asneira e ao Dúvida Kroeff (porque esses dois cavalheiros, realmente, me deprimem), os outros posts eram pra ser divertidos. Se não está dando certo, prometo rever os meus conceitos. Mas que hoje eu acordei precisando de um Chivas, acordei.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/08/2010 - 10:59

Comentar - Comentários (3)

Vou me entorpecer bebendo chivas

Eu sigo só. É o meu caminho. (Mas que rabo tem essa gente.)

http://i.s8.com.br/images/emporium/cover/img7/21298597_4.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/08/2010 - 10:56

Comentar - Comentários (2)

Um grande programa para o domingo

Nessa semana, ouvindo o Cafezinho da Pop Rok com o Renato Godá, cantor e compositor paulista de quem já conhecia alguma coisa, me interessei muito pela música dele. Na mesma noite, por uma feliz coincidência, fui ao Camarote da TVCom e o Renato estava lá.

Meus amigos, o horário do show dele hoje, às 18 horas, não é o mais apropriado para um dia de Grenal (eu, pessoalmente, não vou ver o jogo, então gostei). Mas o show é imperdível. No site www.renatogoda.com.br é possível ouvir as músicas, ver fotos acessar links y otras cositas.

Divulgação
O show lança o CD Canções para Embalar Marujos, uma pérola. No site, Renato é definido como " um cantor que leva ao palco a atmosfera enfumaçada de um cabaré onde jazz, folk, música cigana e a chanson francesa convivem entre a elegância e a vulgaridade". E tudo isso sem aquele ar pretenso-cabeção tão comum aos paulistas mais inovadores.
 
Bom é pouco.
 
Serviço: Renato Godá neste domingo, às 18h, no Santander. Ingressos a módicos 10 reais.
 
Aqui, o link para ouvir Canção de um Velho Marujo: http://www.youtube.com/watch?v=koDkXXOYOgQ

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/08/2010 - 12:57

Comentar - Comentários (4)

Nosso diretor de baboseira: viva o meira

Declaração do poderoso e inteligente dono do futebol do Grêmio, o Luis Onofre Meira, demonstrando conhecer o futebol e a alma humana na mesma medida: "Confio no retrospecto do Celso Roth em Grenais".

Ele devia era olhar para o retrospecto dele antes de falar asneira. Viva o grande Meira.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/08/2010 - 12:37

Comentar - Comentários (1)

Enfim um santo confiável

Para animar uma fiel, nada como ficar por muitas quadras atrás de uma lotação com o Jesus Luz de cueca na traseira (da lotação). Esse Jesus salva.

                                            http://www.modelsbrasil.com/crbst_mash-jesus-luz-05.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 29/07/2010 - 09:59

Comentar - Comentários (5)

santo inútil

                                               


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 29/07/2010 - 09:51

Comentar - Comentários (4)

A foto que ninguem tem: Dolores no Sarau

Em foto exclusiva do Sérgio Moreira, colaborador do blog que voltou à ativa (oba!), Dolores Solá, a cantora argentina que apareceu de surpresa no Sarau do Conto levada pelo secretário Sergius Gonzaga e pelo músico Arthur de Farias. Dolores cantou dois tangos e um fado acompanhada por dois de seus músicos. E agora mesmo está no palco do Teatro do CIEE, para alegria de todos os que conseguiram ingresso (não foi o meu caso). Valeu, Sergião!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/07/2010 - 21:52

Comentar - Comentários (4)

para gremistas

Esse é o famoso Santo Expedito, o santo das causas impossívels e urgentes. Hoje, nem ele pode ajudar. Mas aí vai a oração, caso alguém queira tentar...

The image “http://2.bp.blogspot.com/_PR04b_fxauQ/SiSfXk1lQhI/AAAAAAAAAS4/uGtkwggMmcE/s400/SantoExpeditoQuadro.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.

Meu Santo Expedito das causas justas e urgentes, interceda por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Socorra-me nesta hora de aflição e desespero, meu Santo Expedito, Vós que sois o santo dos desesperados. Vós que sois o santo das causas urgentes, proteja-me, ajuda-me, dá-me forças, coragem e serenidade. Atenda o meu pedido. (ATENÇÃO, GREMISTAS: AQUI ENTRA O PEDIDO). Meu Santo Expedito! Ajuda-me a superar essas horas difíceis, proteja-me de todos que possam me prejudicar, proteja minha família, atenda o meu pedido com urgência. Devolva-me a paz e a tranqüilidade, meu Santo Expedito! Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Muito obrigado.

Rezar 1 Pai-Nosso, 1 Ave Maria, fazer o sinal da Cruz.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/07/2010 - 14:26

Comentar - Comentários (4)

A prova de morte

O novo/velho filme do Tarantino em cartaz na cidade (é de 2007) mostra que o diretor, além de doente, é francamente pró-mulherada. A história: Jungle Julia, DJ famosa em Austin, sai com três amigas rumo à casa no lago de uma delas. No caminho, as queridas param em um bar de última categoria, cujo dono é o próprio Tarantino, para encher a cara e esperar o namorado da Jungle Julia (a morenona encostada na jukebox). Lá elas encontram o Doublê Mike (também conhecido por Kurt Russel na vida civil) e, aí, só vendo o filme.

http://www.revistamoviola.com/wp-content/uploads/2007/10/aprovademorte.jpg

Uma cena boa: uma das meninas, a Butterfly, é convidada por um dos caras do bar a dar um amasso no carro. Ela não quer porque o toró está desabando lá fora, mas o cara, todo macho, mostra um guarda-chuva e promete que ela não vai ficar molhada na companhia dele. Butterfly responde: poucos homens se orgulhariam de dizer isso. Toma!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/07/2010 - 08:14

Comentar - Comentários (18)

Imagina a tragedia que seria

Do Globoesporte:

Grêmio quase perdeu Borges para o Santos no recesso da Copa

Peixe ofereceu R$ 1,5 milhão e R$ 100 mil a mais de salários para o atacante

Um dos destaques do Grêmio no primeiro semestre, o atacante Borges recebeu uma sondagem de peso no recesso da Copa. O Santos fez uma proposta milionária ao jogador. O atleta, que tem contrato com o Tricolor até o final do ano, recebe cerca de R$ 180 mil de salário. A oferta do Peixe era de R$ 1,5 milhão na mão e mais R$ 280 mil mensais.

Borges decidiu recusar em razão do contrato que tem com o Grêmio. O jogador deu a garantia à direção que cumprirá seu acerto com o clube.

(Bom como é e com caráter. Nao tem muitos desses dando sopa por aí. E é nosso.)

 

Borges treino do Grêmio

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/07/2010 - 16:25

Comentar - Comentários (4)

Utilidade publica

E já está faltando pantufa nas lojas da cidade. Ainda bem.

http://farm4.static.flickr.com/3522/3997679544_304aee8931_m.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/07/2010 - 00:08

Comentar - Comentários (4)

Pitacos futebolisticos em uma noite gelada

.Nós, os gremistas da minha família, não estamos esperando nada do nosso time nesse ano. Se acontecer alguma coisa vai ser lucro.

.Apesar do frio desgraçado, não dá pra não ir ao Olímpico. O time não se mobiliza se a gente não vai lá, é incrível. Antes eu ainda tinha uma casa da sorte para ver os jogos quando a preguiça batia e o conforto chamava. Agora, está decidido: é frio e cadeira dura e não tem mais desculpa.

.Celso Roth começou bem, mas ele sempre começa bem.

.Um amigo colorado, o João Pedro Vargas, tem uma opinião bem interessante: cada vez que o Silas fala mal do Mário Fernandes durante as entrevistas, ele deprecia o patrimônio do clube. Se o nosso pastor continuar dizendo que o Mário não sabe cabecear, não sabe chutar, não sabe nada, daqui a pouco esse guri vai embora. E vai barato.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/07/2010 - 00:01

Comentar - Comentários (5)

Charada do professor Moreno

Adriano Imperador, Wagner Love e o goleiro Bruno estão num carro. Quem dirige?

 

A polícia.

(Grande momento do profe Moreno na edição Homens Dependentes de ontem. Pra quem não foi, noite lotada, tri engraçada e com muuuitos homens na assistência. Gurias solteiras, apareçam no Sarau que vale a pena.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/07/2010 - 09:31

Comentar - Comentários (1)

Hoje estreia a terceira temporada de Californication

As aventuras do melhor escritor (ao menos da ficção) de todos os tempos, Hank Moody (David Duchovny, conhecido em outras épocas como o protagonista do Arquivo X) voltam ao ar hoje, às 23h, na Warner. Uma das minhas séries preferidas, sugestão do dia para todos os amigos.

http://rd1audienciadatv.files.wordpress.com/2009/11/californication2.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/07/2010 - 11:44

Comentar - Comentários (2)

Duas alegrias

 

http://hexabr.blog.terra.com.br/2010/07/11/beijo-de-casillas-em-reporter-e-manchete-em-canal-espanhol/

Getty Images

Forlán, o melhor da Copa, e o beijo do Casillas na Sara Carbonero. Eu adoro futebol (só falta o Grêmio se aprumar...)!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/07/2010 - 20:47

Comentar - Comentários (11)

100% polvo paul

http://im.r7.com/outros/files/2C92/94A4/29B0/589F/0129/B6DA/A57B/3F82/Polvo%20Paul%20450x338.jpg

Sem Uruguai, Argentina e Brasil, restou torcer para o Polvo Paul ganhar. Ganhou.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/07/2010 - 18:09

Comentar - Comentários (0)

Meu dia de Anonymus Gourmet

Fui jantar em um restaurante novo na Nilo. Uma aula prática para entender a razão da mortalidade precoce de alguns lugares de Porto Alegre.

O restaurante estava quase vazio, poucas mesas ocupadas. Da rua não parecia grande, mas tinha várias salas, todas iluminadas demais. Luz branca e nada aconchegante para uma noite fria. Uma tevê ligada na novela Passione e o rádio sintonizado em uma emissora dessas que só tocam música chata completavam o ambiente.

Éramos quatro pessoas e os pratos vieram cada um de uma vez, sendo que o primeiro a receber o seu jantar já tinha terminado há tempos quando o meu risoto chegou. O garçom me entregou o prato dizendo: que estranho, veio tão pouquinho. Vou ver na cozinha o que aconteceu.

Ainda bem que era pouquinho, porque o arroz estava duro demais, apesar da demora. Os ingredientes descritos no cardápio não achei (mentira: procurando bem, encontrei uns cinco camarões duros e pequenos entre o arroz duro), mas cebola, que não era para ter, tinha. E muita, o que poderia agradar alguns clientes, mas eu não gosto de cebola. Já tinha desistido de me torturar com aquele rango quando o garçom parou ao meu lado com outro prato: o seu risoto. E eu: mas já veio. E ele: mas era pouco, pedi um reforço.

Acho que foi uma gentileza da parte dele, mas não deu pra aceitar. O garçom ficou visivelmente magoado, mas eu já tinha sofrido demais. E ainda por cima estava começando o Zorra Total na tevê bem à minha frente.

A conta chegou com o tal reforço que eu não pedi incluído, mas o próprio garçom disse que havia sido um engano. Como tudo dava errado, e todo mundo ainda estava com fome, a gente ria de tudo. Um desavisado pensaria que o jantar tinha sido um sucesso.

Tomara que os novos empreendimentos que a Copa 2014 promete nos trazer venham junto com treinamento, qualidade, bom gosto, essas coisas tão básicas para se conquistar e manter clientes e turistas. Enquanto isso, talvez seja melhor continuar indo aos lugares certeiros, ao menos em ocasiões de muita fome.

Nao voltaremos.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/07/2010 - 17:34

Comentar - Comentários (1)

Foi bom enquanto durou

http://www.diegoforlan.com/media/news/DiegoForlan.jpg

Azar em tudo nos últimos dias. Mas o Uruguai fez bonito. O velho Forlan deve ter gostado.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/07/2010 - 18:18

Comentar - Comentários (10)

Metodo CT para esquecer alguem de quem voce gostou

Recebo e-mails de mulheres e de homens, das idades mais variadas, pedindo um ou outro conselho para lidar com situações amorosas complicadas. Nunca entendi por que as pessoas confiam em mim para essas coisas, mas confiam. De qualquer jeito, ajudar os mais jovens que eu é sempre mais fácil. Quase sempre o drama de quem tem vinte e poucos já foi o meu drama um dia, e o de todos os que passaram dos vinte e poucos. Já os conflitos da vida adulta, para não dizer os da vida madura, esses são bem mais complexos para apontar qualquer esperança. Ainda assim, eu me esforço. Não consigo ver ninguém sofrendo sem tentar fazer alguma coisa.

Sempre deixo bem claro que as respostas são apenas sugestões para tentar ajudar um pouquinho, mas sem qualquer garantia. Minha torcida é para que todo mundo se acerte no final. Mas às vezes não tem mais jeito. Porque um ou outro fez o que não devia (não necessariamente no sentido da traição clássica), e quase sempre os dois fizeram, o lance desgastou, o caldo entornou, o encanto acabou. Deu, já era, terminou.

Nos últimos dias, por coincidência, andam chegando diversos e-mails pedindo algum conselho para esquecer um amor desses sem salvação. Bem difícil. Amor faz falta até quando a gente nem tinha bem certeza se era amor mesmo. Basta parecer com um amor para ninguém querer perder. Se a companhia era boa, as afinidades existiam, havia vontade de estar junto e saudade por não estar, daí pode-se prever algumas dificuldades para deletar o alguém da sua vida. Nada que não se consiga, mas dá trabalho.

Com base na observação do mundo, em alguma experiência no assunto e até na literatura, desenvolvi um pequeno método que uso em causa própria quando tudo se vai pelo ralo. Sempre digo a quem pede o meu método que só o aplique se tiver absoluta certeza de que a coisa não tem volta, porque ele funciona. É o contrário daquelas mandingas que vinham anunciadas nas revistas de fotonovela para conquistar alguém, mas a advertência é a mesma: jamais utilize esses ensinamentos para o mal. Para o seu mal, no caso.

 Aí vai o meu método para todos que me escreveram pedindo. Mas na esperança de que ninguém esteja precisando dele neste momento.

 1

Já que não se esquece alguém de uma hora para outra, ao menos apague a pessoa de todas as suas agendas. A pior coisa é ver aquele nome cada vez que se procura por algum telefone. Claro que, de tanto ligar, você já sabe o número em questão de cor, então trate de chacoalhar a cabeça para embaralhar os algarismos e atrapalhar a lembrança. O bom de deletar da agenda é que também evita a decepção do telefone tocar e você não enxergar no visor o nome que tanto queria ver. Obviamente, delete também todos os e-mails, fotos, todos os vestígios da passagem daquela pessoa pelo seu computador. Mas faça de verdade, sem artifícios como salvar tudo em uma pastinha que você promete a você mesmo/a que jamais vai abrir. Você vai viver mexendo na pasta, vai rever tudo sem parar e vai sofrer muito de novo.

 2

Nos momentos de cabeça parada (oficina do diabo), em lugar de ficar remoendo os bons momentos,  faça um não-vale-a-pena-ver-de-novo com tudo o que não lhe agradava na pessoa. O time pelo qual ela/ele torcia (se não for o seu, obviamente), as implicâncias, alguma mesquinharia, tudo o que puder prejudicar a imagem idealizada que você construiu da/o outra/o. Até porque, como a gente sabe, esse ideal só existe por alguns dias. Depois é vida real pelo resto da vida.

 3

Se a pessoa costumava tratar você por algum apelido ou expressão que você detestava (Gordo, Fofa, Negrinha, Cabeça-de-Bagre ou Boca-Aberta, por exemplo), procure lembrar o quanto isso lhe irritava. E console-se pensando que agora, pelo menos até sua próxima história de amor começar, você só será chamada/o pelo seu verdadeiro nome. Só tomara que não seja Jurandina ou Glauvecyr.

 4

Não ouça música nenhuma. Toda música traz alguma lembrança, mesmo as que você nem ouvia com a pessoa.

 5

Não veja filmes de amor, nem os que dão certo e muito menos os que dão errado. É a hora perfeita para pegar na locadora todos aqueles filmes de guerra que vocês, gurias, sempre ignoraram completamente -e com toda a razão. Para os homens, sugiro todas as temporadas do Sex and the City, para pegar nojo de mulher por um bom tempo.

 6

Se ela/ele cozinhava para você, vai ser mais difícil ainda esquecer. É comprovado que as memórias gastronômicas são fortíssimas (basta ver a quantidade de livros de memórias que partem da cozinha) porque, a elas, se associam outros prazeres decorrentes daquele momento. A tradução leiga: coisas boas puxam coisas boas. Estou ainda em busca do antídoto para essas lembranças. Minha sugestão particular, mas nem todos gostam da ideia, é começar uma dieta. Comigo funciona e sempre emagreço um pouquinho, o que ajuda na recuperação da auto-estima. E você ainda pode repetir para você mesma/o: ainda que ela/ele quisesse fazer um jantar para mim hoje, eu não poderia porque estou de dieta.

 7

Volte a ser quem você era. Se deixou o cabelo crescer porque ela/ele gostava, corte sem dó e nem piedade. Ou se tentou usar curto por causa dela/dele, vire testemunha de jeová e não tesoureie nunca mais. É muito bom fazer coisas que agradam quem a gente gosta. Por isso mesmo, os vestígios precisam ser apagados o quanto antes. Senão você não esquece.

 8

Não amoleça o seu coração revivendo as muitas vezes em que ela/ele esperou por você no frio, na chuva, no vento, no sol, na neve, na noite. Pelo contrário, fique lembrando de todas as vezes em que ela/ele alegou as horas que passou esperando por você você no frio, na chuva, no vento, no sol, na neve, na noite.

 9

Defeito é a coisa mais fácil de achar nos outros. Mas não em alguém de quem você gostou: você não teria ficado com aquela pessoa se não sentisse por ela atração, admiração, tesão e tantas outras sentimentalidades terminadas em ão. Diminuir quem a gente gostou depõe contra a gente mesmo, no fim das contas. Mas sempre dá para arrumar alguns fatos desabonadores. Por exemplo: fique remoendo as lições de moral que ela/ele passou em você (isso é fatal, não há quem não passe uma lição de moral no outro). Se ela/ele desconfiou de você alguma vez, qualquer que tenha sido o motivo, reviva a sensação de injustiça. Se você foi acusado/a de mentiroso/a pela pessoa, não esqueça jamais. Pense também nas surpresas que você fez e que deram totalmente errado. Pense em como você, muitas vezes, se sentiu abandonado/a. Em outras, teve a sensação de que não inspirava lá muito orgulho no outro.

 10

Você é um/uma ciumento/a controlado/a. Daquela pessoa específica você tinha um pouco mais de ciúme, nada nem perto de escândalos, barracos e falta de noção. Então pare de se martirizar por causa disso e vá ler Mulher Perdigueira, o livro novo do Carpinejar, que também serve para os homens. Diz o Fabrício que a doença não é o ciúme, doença, nos relacionamentos, é a indiferença.

 11

Trabalhe como um condenado. Sobra menos tempo para pensar em coisas boas, ou em coisas que foram boas.

 12

Se você tem mãe, acione. Tem coisas que só uma mãe faz por você.

 13

Aquela máxima de que sempre existe um sapato chutado para um pé desprezado é a mais pura verdade. Impossível não haver no mundo alguém que simpatize com você. Nem é para fazer nada de que você vai se arrepender dez minutos depois, é só para ter alguém por perto dizendo que você é bacana, razoavelmente apresentável, honesto/a, nem um pouco chato/a, não de todo burro/a, uma boa pessoa, enfim. Este método sugere que você reative os seus antigos contatos assim que seus olhos desincharem, e antes que dê vontade de chorar de novo.

 14

Muito importante: jamais deite se não for para dormir em um segundo. Ficar fritando na cama é absolutamente desaconselhável nessa fase da vida. Faça ginástica, assista a todos os DVDs do mundo, escreva, leia, se ofereça para cuidar dos seus oito sobrinhos, limpe a casa como faxineira alguma jamais fez, conserte a pia, instale uma antena externa. Só não vá para a cama sem estar morto, senão você vai pensar.

 15

O mundo tem muita gente legal, atraente, com um corpo que vai agradar você, que vai falar coisas que você vai gostar de ouvir, que vai fazer planos interessantes com você, que também tem bom gosto, que vale a pena conhecer. Agora não parece, mas tem. Só não pode é achar que você nunca mais vai encontrar nada parecido com o  que já teve (esse é um conselho meio de auto-ajuda porque a tal imagem idealizada do outro vai ficar indo e voltando na sua cabeça, e a ideia aqui é dar argumentos para afastar as lembranças).

16

O Márcio, amigo e escritor mineiro, tem duas sugestões: a leitura de Não se pode amar e ser feliz ao mesmo tempo, da ultrarrealista Myrna, pseudônimo de Nelson Rodrigues. E, diz ele com muita propriedade, "talvez valesse acrescentar no item 1, em caráter preventivo, um alerta aos incautos: jamais tatue o nome da pessoa amada, pra não sentir na própria pele o fogo que arde sem se ver".

17

Contribuição de João Otero para o esquecimento -ou a diminuição do sofrimento, ao menos: "Sugestão pra receita: tome o vinho e coma os bombons que você guardou para a última "ocasião especial", ou a última "surpresa" - e que nunca chegou a acontecer de fato. Sem remorso! Afinal, se você está seguindo "O Método" é porque já tem absolutamente certeza de que não resta esperança alguma de que "algum dia, sei lá... talvez" possa ter a chance de abrir o vinho novamente, ou entregar os bombons pra ela/ele... Aliás: Hey! Acorda! Não viaja na maionese: isso não vai acontecer mesmo! É melhor ir se acostumando. Abre o vinho e come os bombons duma vez (ok; doe os bombons se você estiver naquelas da dieta do passo acima)."


E este é o método CT, bastante simples, mas não indolor (ninguém nunca disse que seria fácil). Ele pode ficar mais completo com sugestões de quem quiser colaborar. Basta postar nos comentários que eu incorporo aos passos originais. Os/as necessitados/as agradecem.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/07/2010 - 18:30

Comentar - Comentários (17)

De volta ao normal

Screen shot 2010-06-08 at 11.23.17 AM

Sai a turma do Dunga, volta o Tricolor com Jonas e Borges matando a pau (certo que o Vasco é ruim de doer, mas já está 3x0 pra nós no tal Torneio da Hora).

E agora é Uruguai lá.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/07/2010 - 20:25

Comentar - Comentários (1)

inter na libertadores. Eu vou!

http://blogs.southflorida.com/citylink_dansweeney/mick_jagger2_dpa_400h.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/07/2010 - 14:22

Comentar - Comentários (18)

Silas viajou

Mário Fernandes perde a posição para Oséia e vira reserva do Edílson.

E depois eu falo mal do Celso Roth.

The image “http://esporte.ig.com.br/images/425/174/73/7243883.us_silas_ig_esporte_224_298.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.

Papelão é pouco.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/06/2010 - 10:31

Comentar - Comentários (5)

Paul Auster mestre em Invisivel

Agora que terminei de ler pela segunda vez o romance Invisível, do Paul Auster, confirmei o que a primeira leitura já tinha me apontado: é um dos meus top livros dos últimos tempos. A história de Adam Walker começa nos anos 60 quando ele se envolve com um casal, um professor de ciências políticas (e hediondas opiniões políticas) e sua mulher, a francesa Margot. A dupla influi para pior no destino do jovem Walker, então com 19 anos, que ainda vai manter um caso incestuoso com a irmã, Gwyin. A história avança no tempo, muda de narrador, tem livro-dentro-de-livro, tudo como Paul Auster faz como ninguém (acho eu). Parte da crítica americana detestou o romance. Deve ter sido muito para a cabeça. Mas o livro é maravilhoso.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/06/2010 - 22:20

Comentar - Comentários (3)

Yankees, go home

Este sábado foi um dia normal na agência, com todo mundo trocando o merecido descanso do final de semana por mais trabalho e mais reprovações de trabalho. Engraçado é que todos os assalariados presentes torciam para Gana surrar os americanos, uma torcida muito mais apaixonada que em jogo do Brasil. Pena que o próximo embate dos africanos seja contra o Uruguai, time do coração dos Tajes e que, se tudo correr bem, há de avançar no campeonato. Mas que foi lindo ver os limpinhos e bem alimentados americanos tomando dos ganenses, foi.

 

Donovan lamenta Estados Unidos

Donovan, a caminho do chuveiro, em foto do Globoesporte.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/06/2010 - 21:48

Comentar - Comentários (2)

Meu segundo time passou

Uruguai 2x1 Coreia do Sul. Também, com esse Lugano em campo, só podia passar mesmo. Dá-lhe, Celeste.

The image “http://3.bp.blogspot.com/_z-zpEFXi5tg/SqM1h5L-B-I/AAAAAAAACqE/YsBS-NBULpg/s400/90356221.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/06/2010 - 15:07

Comentar - Comentários (0)

Sarau na ZH de hoje!

(O Carlos André Moreira, editor de Literatura da Zero Hora e dono do blog Mundo Livro, esteve no Sarau do Carpinejar, na última terça, com a fotógrafa Adriana Franciosi.)

SARAU

Velas, vinhos e leituras

Em noite de casa lotada, Sarau Elétrico debate o ciúme, tema do novo livro de Carpinejar

Em noite de Sarau Elétrico, obsessões podem ser cômicas e até o ciúme pode causar risos. A reunião etílico-músico-literária, um dos eventos noturnos mais tradicionais de Porto Alegre, está para receber na noite de terça-feira o poeta e cronista Fabrício Carpinejar. O público do Sarau costuma ser bom, mas o convidado de honra garante casa cheia, todas as mesas lotadas e um bom número de gente se acotovelando em pé no balcão. O tema do dia, inspirado pelo novo livro de Carpinejar, é o ciúme.

– Ele defende uma namorada meio obsessiva, que fique olhando o celular o tempo todo, liga umas 20 vezes... Discordo totalmente, mas quero ver qual é o espírito – comenta o estudante de Relações Internacionais Felipe Schmechel, 26 anos.

Felipe estava lá com a namorada Mareike Kremer, alemã nascida em Bonn que o conheceu há aproximadamente um ano, ao se mudar para o Brasil. Ambos foram ao sarau com um grupo de amigos. Mareike, garante Felipe, é tranquila com relação a ciúmes, então ele está curioso pela defesa que logo se seguirá da mulher ciumenta às raias do desespero.

Em um canto, quatro banquetas à frente de um número igual de microfones são ocupados pelos Katia Suman, Cláudia Tajes e Claúdio Moreno. Na extrema direita, senta-se o convidado da noite, trajando com brio uma inacreditável calça vermelha. O ambiente remete a romantismo decadentista. A penumbra do bar Ocidente é quebrada por um único foco de luz apontado para um globo espelhado, espalhando pontos luminosos pelo teto e pelo piso. Nas mesas de madeira escura, velas acesas no gargalo de garrafas vazias.

Katia abre os trabalhos e passa a bola para o primeiro leitor da noite, o convidado Carpinejar. De modo até bem conveniente, dado que o sarau faz da palavra declamada seu esteio em um dos bares mitológicos da noite porto-alegrense, a ideia de reunir literatura e boemia ocorreu a Katia durante a audição de um disco.

– Ouvi um disco em que um poeta beat, agora não me lembro qual, se o Ginsberg ou o Burroughs, lia os poemas dele com aquele ruído de bar ao fundo. Eram umas pintas lendo e zum-zum-zum, barulho de copo, murmúrio, o pessoal não calava a boca nunca, e o cara lá, lendo sem empostação, sem frescura, um troço completamente rock’n’ roll – conta Katia.

Sentado no banco da extrema direita, o convidado Carpinejar já transcendeu o rock e avançou pelo terreno da performance. Lê crônicas reunidas em seu livro mais recente, A Mulher Perdigueira, intercaladas com textos mais recentes já publicados em seu blog mas não editados em livro. Ao falar sobre brigas de casal, interpreta as vozes dos litigantes, vocifera os palavrões da discussão como se mirasse um desafeto na plateia. Lendo um ou outro trecho peremptório, interpela diretamente os companheiros de palco:

– Tajes, tu já mediu o tamanho do desespero de um homem durante a transa? – pergunta o poeta, incisivo.

– Do desespero não – responde a afiada Cláudia Tajes.

Nas mesas, os espectadores se dobram de rir. No momento em que Kátia lê a crônica A Infidelidade Masculina e chega à frase “um homem está traindo quando lembra de cortar as unhas dos pés”, o médico catarinense Pedro Antonelli, 31 anos, quase cai da cadeira. Pedro é um neófito no sarau, estava lá na última terça-feira levado por uma amiga, a advogada Ana Elisabete Reis, leitora assídua do blog de Carpinejar. Antonelli riu por identificação.

– Este foi o primeiro Dia dos Namorados em muito tempo que passei sozinho aqui, e eu cortava as unhas dos pés antes de sair. É bem essas: o cara tá pro crime, corta as unhas dos pés – ri.

A leitura prossegue com uma espontaneidade que flui natural – depois de 11 anos de Sarau Elétrico, a dinâmica da noite já é bem conhecida pelos participantes, mesmo que o elenco não seja o mesmo da estreia. Cláudio Moreno ora lê, ora intercala histórias da mitologia grega. Cláudia Tajes saca contos e citações de um humor brejeiro – Katia acumula a leitura com a mediação. E o convidado interage dentro de suas possibilidades – que no caso de Carpinejar são épicas.

– É muito bom, ele escreve coisas que a gente ri porque se identifica muito – comenta a técnica em enfermagem Viviane Goulart, 31 anos, que ia pela primeira vez ao Sarau com a amiga Patrícia Ribeiro, 30. Ambas há anos combinavam uma vinda ao Ocidente nas terças de Sarau, mas não acertavam as agendas. Quando finalmente compareceram, não se decepcionaram.

– Aprovado cem por cento – finaliza Patrícia.
 

CARLOS ANDRÉ MOREIRA


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/06/2010 - 10:42

Comentar - Comentários (8)

2 x fim de semana

.Sábado estive na Feira do Livro de Ribeirão Preto e sinto informar: a Feira deles ficou melhor que a nossa. Ao contrário da Feira de Porto Alegre, cada vez mais econômica nas atrações, a de Ribeirão teve palestras, eventos e papos com autores o dia inteiro. Estiveram lá Moacyr Scliar, Zuenir Ventura, Luis Tatit, Cristovão Tezza, Ziraldo, Tatiana Levy e muitos outros, mas muitos mesmo. A lista completa está em www.feiradolivroribeirao.com.br. Fora isso, um show encerrava a programação do dia, e não um show qualquer: cantaram por láTom Zé, Erasmo Carlos, Maria Gadu, Nana Caymmi, Roberta Sá e grande elenco, teve de tudo e para todos os públicos. Sei que o modelo deles é diferente do nosso. Mas que o resultado é melhor, é.

.Para ver no DVD: O Contador de Histórias, do Luiz Villaça. A história real do menino mineiro Roberto Carlos, levado pela mãe para a Febem aos 7 anos para "virar doutor", segundo prometia a propaganda da instituição. Não é preciso dizer que o guri se formou em violência, mas teve a sorte de conhecer uma pedagoga francesa que mudou a vida dele. Hoje, o Roberto Carlos do filme é considerado um dos dez maiores contadores de histórias do mundo. Filmaço.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/06/2010 - 15:25

Comentar - Comentários (12)

candidato nao tem limite

"A assessoria da candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou que ela vai comparecer ao velório do escritor e Prêmio Nobel de Literatura José Saramago ainda neste sábado."

Não parece meio demais?

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/06/2010 - 14:30

Comentar - Comentários (2)

mulher perdigueira, o novo livro do Carpinejar

No seu novo livro de crônicas, o Fabrício sai em defesa das mulheres que farejam pistas e procuram indícios. Ele vê o lado bom do ciúme e dos excessos e fala de outras complicaçoes dos relacionamentos, como a indiferença dos homens e a insegurança geral. Já está entre os Mais Vendidos da Livraria Cultura e deve chegar nas listas todas logo, logo. Aqui, as dicas do Fabrício para identificar uma mulher perdigueira.

                                               

- Usará apenas "meu homem", "meu namorado" ou "meu marido", altamente possessiva;
- Não espera para discutir em casa. Parte do princípio terapêutico de que a raiva depende da espontaneidade do momento;
- Acredita que toda gafe poderá ser corrigida com sexo de noite;
- Pergunta de novo aonde ele vai, somente para confirmar os dados;
- Aparece de surpresa nos lugares avisados e afirma que é coincidência;
- Ao atender os amigos dele, puxa papo para garimpar histórias e informações privilegiadas;
- É uma leoa-de-chácara. Qualquer mulher que se aproxime mais melosa de seu companheiro, já chama de piranha ou vadia;
- Não pergunta quem ligou, pois considera uma atitude mal-educada, é independente, mexe direto no celular para verificar o número;
- Disca para números suspeitos como se fosse pesquisadora do IBGE, além de apagar nomes femininos do catálogo de endereços;
- É a provedora do Orkut dele, controlando os scraps e os recados;
- Parte da tese de que não importam os meios, mas o fim;
- Esquece o que fez de errado com repentinas declarações de afeto;
- Cheira a camisa e alega que é capricho, somente para confirmar se ele ainda põe o perfume que comprou;
- Tem um ciúme preventivo. Avisa o que ele pode aprontar antes de qualquer coisa e antecipa o julgamento;
- Investiga sua caixa de mensagens e ainda o culpa por deixar tudo ligado e à mostra;
- Decide mostrar sua lingerie nova justo quando ele tem algum compromisso;
- Pede desculpa com a mesma facilidade que xinga;
- Propõe constantes testes, em especial surpresas que terá que corresponder à altura. Ai se ele se atrasar para algo, mesmo não desconhecendo;
- Cria aniversário de tudo, do primeiro beijo, da primeira transa, do primeiro presente, do primeiro jantar, do primeiro cinema;
- É uma agência de notícias: manda mais de dez torpedos ao dia e conta suas novidades a cada meia hora;
- Instala a discussão perto de dormir, aproveitando o cansaço, e depois se faz de vítima, repetindo as ofensas recebidas;
- Quando ele chega tarde, finge estar dormindo;
- Na separação, amaldiçoa com "Nunca mais será feliz" ou "Ficará broxa com outra mulher".


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/06/2010 - 07:55

Comentar - Comentários (4)

anti-propaganda sentimental depois do dia dos namorados

As gurias da editora L&PM me pedem pra divulgar aqui o pior consultório sentimental do mundo: o meu. Na verdade, a gente faz uma brincadeira respondendo e-mails muito estranhos que comecei a receber, certamente porque meus livritos têm sempre essa temática de relacionamentos e tal. A ideia do consultório é da Paula Taitelbaum, que também produz junto com a Chris Kirst. Vai ao ar no site da lpm.com.br e toda semana tem programete novo. Em todos, meu desempenho é péssimo e meu cabelo fica horrendo, mas é a vida. A partir desse link aqui dá pra ver todos. E mandar e-mails também, please!

http://www.lpm-editores.com.br/multimidia/default.asp?MidiaID=646154


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/06/2010 - 10:35

Comentar - Comentários (11)

Nosso primeiro reforco para o Brasileiro

Por essa ninguém esperava.

Tudo parecia tranquilo enquanto a Katia Suman e eu íamos de kombi para o Sarau Elétrico em Canoas, às 17h de sábado. Então, a notícia de que  o Inter divulgaria o nome do novo técnico por torpedo para os sócios nos afastou totalmente dos propósitos literários da tarde. A Katia chegou a pressionar um contato quentíssimo dela para saber antes, mas acho que a fonte não teve coragem de contar a verdade.

Já em Canoas, chega a mensagem do meu irmão: é o Celso Roth. Primeiro a gente achou que fosse brincadeira, depois começaram os telefonemas e mensagens de colorados e gremistas e então chegou o professor Fischer com jeito de quem tinha levado um grande golpe da vida.

Era mesmo o Celso Roth.

O público grande, e de maioria colorada, que foi nos ver em Canoas, não falava em outra coisa. Ainda bem que a gente levou uns textinhos certeiros, senão teria afundado na tabela, Não tem como concorrer com uma bomba dessas e em plena tarde de Inglaterra X Estados Unidos, ainda por cima.

Um amigo me disse que o Roth, bom de arrancada, veio só pra final. No Mundial, o técnico já vai ser outro (pra ele eu dedico a música Sonho Meu). Meu filho, sempre um homem cauteloso, ficou preocupado, achando que o Celsão, dessa vez, vai acertar. Eu confio que ainda não vai ser dessa vez. O motorista colorado da kombi que nos levou de volta pra casa já estava com saudade do Fossati. E assim as manifestações de pasmo se seguiram noite a dentro, no restaurante onde jantei e em uma festa onde fui. Não que o Imortal esteja em grande fase, mas como é bom não ser com a gente.

Fica, Silas. Fica muito.

http://gremio1903.files.wordpress.com/2009/03/celso-roth-mauro-vieira-09-03-09.jpg

O que será que deu no Fernando Carvalho?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/06/2010 - 10:21

Comentar - Comentários (6)

Romantismo mesmo para as(os) sem-namorado(a)

Na linha romantismo pingando, que às vezes até é bom. Cartas para Julieta é quase um pote de leite condensado goela abaixo, mas eu gostei. Resuminho bem sem-vergonha: a encarregada do checking (como se diz em português...) da revista The New Yorker, que quer virar repórter a todo custo, viaja em lua-de-mel com o espetacular e maravilhoso noivo, Gael García Bernal (só aí já valeu o ingresso e ainda eu poderia pagar uma pipoca para o bilheteiro) para Verona. Lá ela conhece as Secretárias de Julieta, senhoras que respondem as cartas que mulheres apaixonadas enviam inspiradas pelo amor de Romeu & Julieta. E dê-lhe romantismo a partir daí.

O detalhe é que vi muitos rapazes com os olhos marejados na saída da sessão. E isso que o Celso Roth ainda nem tinha sido contratado.

Abaixo, o casal do filme. a loira bonita Amanda Seyfried e o me-faltam-palavras GGB.

159760http://imstars.aufeminin.com/stars/fan/gael-garcia-bernal/gael-garcia-bernal-20050312-30592.jpg



Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/06/2010 - 10:17

Comentar - Comentários (3)

Maldito Futebol Clube

Parece a biografia do Celso Roth, mas não é. Maldito Futebol Clube, que nem chegou a passar no cinema, conta a história de Brian Clough e seus fatídicos 44 dias como treinador do Leeds, time campeão da primeira divisão do futebol inglês, depois de levar o pequeno Derby a vencer a segundona da Inglaterra. O problema é que, antes de assumir, Bryan (que se acha genial e não aceita críticas -isso não lembra alguns técnicos que conhecemos?) briga com o parceiro Peter Taylor. E daí a coisa fica osca, como diria o profe Fischer. Bom programa pra manter o clima futebolístico desses dias. Só consegui postar o cartaz gringo, aí vai ele.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/06/2010 - 10:03

Comentar - Comentários (0)

azar no jogo. Apenas no jogo
 
Foto: clicrbs
Tudo pode melhorar de um dia para o outro. E, além de tudo, o Hugo existe. (A foto é do ClicRBS.)

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/06/2010 - 18:08

Comentar - Comentários (4)

Padaria colorada avisa

O sonho acabou. Só sobrou Cuca!

http://semfirula.files.wordpress.com/2008/07/felipao-chelsea01.jpg

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/06/2010 - 09:59

Comentar - Comentários (18)

aerosmith e o melhor de porto alegre

Vale muito a pena ver:

http://www.youtube.com/watch?v=ctFNeKgULkw


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/05/2010 - 14:56

Comentar - Comentários (5)

Derradeiro post sobre futebol em tempo de vacas magras

Apanhar de paulista é dose.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/05/2010 - 18:51

Comentar - Comentários (2365)

Dando um tempo no futibas (por motivos obvios)

E o Javier Bardem foi o Melhor Ator em Cannes pela atuação no filme Biutiful, do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu. Até que enfim alguém por quem eu torço vence alguma coisa.

  Foto: Divulgação

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/05/2010 - 15:30

Comentar - Comentários (2)

Fabricio

http://lidyaraujo.com.br/wp-content/uploads/fabricio-carpinejar-2.JPG

 

No dia 13, ainda nas nuvens depois do jogo, recebi um telefonema do Fabricio Carpinejar pedindo o telefone de uma amiga em comum. Como o Fabricio estivesse um tanto irritado, talvez mesmo inconformado, com a vitória do Grêmio, disse a ele que havia um lado bom: tinha sido o meu presente de aniversário. Falta de tato, a minha. O Fabricio ficou constrangido por não saber, mesmo eu garantindo que o meu amor por ele é muito maior que as coisas do calendário. Então, hoje, o Fabricio postou o texto abaixo no blog http://carpinejar.blogspot.com. É ou não é pra gostar ainda mais do homem?

   

CLAUDIA

 
Aniversário tem desses paradoxos, a gente não avisa, mas quer ser lembrado.

E se avisa não tem graça receber parabéns. Parece jogada ensaiada. Parece caridade de esmola. Não há maior complacência do que festejar na hora em que se é avisado pelo próprio aniversariante.

Ruim é quando ele se antecipa, preenchendo cheques imaginários:
- Sabe que data é hoje?

É evidente que responderemos qualquer coisa menos o óbvio. O óbvio é o último a ser lembrado.

Todo pensamento esconde uma confissão. Uma de minhas melhores amigas, Claudia Tajes, estava trocando de idade. Não me lembrei porque não anoto e dependo de uma rede de amigos para dobrar a agenda.

A tragédia é que telefonei para ela no dia do seu aniversário para não falar disso. Pedi ainda um favor. Formal. Como se ela fosse uma operadora de telemarketing.

Não ligo sempre, mas inventei de apertar seus números logo na culminância de seu mapa astral. Não duvido que tenha sido na exata hora em que nasceu, quando Saturno belisca Júpiter.

Dói supor que ela atendeu com aquele ar misterioso de aniversariante, nem dizendo muito alô para não estragar a surpresa, controlando a respiração, sufocando as letras. Pois vivia um medo alegre, entendo; no aniversário, não conversamos, soletramos. Qualquer Silva é um nome estrangeiro.

Do outro lado da linha, ela planejava meus pulos, meus gritos de incentivo, meu arcadismo. E fui rápido, desconcertantemente seco, concretista, com pressa para pegar outro número de um conhecido em comum.

Por que não disquei um dia antes? A premonição é uma roleta russa.

Ok, estava em São Paulo, o que me mantém um pouco desligado de Porto Alegre, mas tive sinais que poderia encomendar o presente e me redimir em tempo hábil. Encontrei seu irmão Duda durante uma de minhas aulas. Não processei a informação:

Duda=Claudia=maio=aniversário

Talvez tenha ficado na segunda fase da operação. Vi seu livro "Louca por homens" na vitrine da Livraria da Vila. Não decifrei que era um telegrama para a delicadeza.

Ligar no aniversário desconhecendo o aniversário é encarnar um engano. Tudo é engano quando sabotamos a intimidade. O telefone deveria ser bloqueado para qualquer tema diferente. Não poderíamos receber cobrança, pressão do trabalho, muito menos linhas de crédito de banco.

Demorei tanto para comentar o que interessava que Claudia perdeu a esperança e desabafou que completava 47 anos. Triste, jurou que meu suspense era de propósito.

Veio a ânsia de bater o telefone na cara dela, coitada dela, coitado de mim. A vergonha me põe ofendido e aumenta a violência. Qualquer violência foi uma ternura desajeitada. A vergonha carrega nossa pior agressividade. Temos vontade de matar quem nos flagrou em erro. Só murmurei:
- Já ligo de novo.

Lavei a cara, tirei os três dedos de espuma da testa, e orquestrei a voz:
- Feliz Aniversário!!!!

Fui mais ridículo do que quando não recordava. No segundo telefonema, não tinha mais o que dizer a não ser soprar seus ouvidos. Soprar bem forte.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/05/2010 - 21:34

Comentar - Comentários (5)

Ontem teve show no monumental

É coincidência, mas aconteceu de novo. No ano passado, bem no dia em que eu nasci, teve o show do Oasis em Porto Alegre. Nesse ano, em que se dizia que os meninos da Vila iam humilhar o Tricolor, o show foi do Borges e da torcida. E também do Silas, do Mário Fernandes e do Ganso, vá lá, que não tem como não reconhecer que o guri é craque. A gente tomou 3 gols que vão nos complicar a vida na Vila Belmiro. Mas quem ousaria dizer que não vai dar depois dessa noite de 12 de maio?

 


Borges comemora gol com pirueta

A foto é da Agência Estado. E o Borges é o cara.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/05/2010 - 01:39

Comentar - Comentários (8)

Respondendo ao Claudio Coloradaco (o ce cedilha desconfigura...)

Querido xará, esse abandonado blog não comemorou o Gauchão e anda bem na moita quanto aos resultados da Copa do Brasil por aquela velha, e verdadeira, máxima: em tempo de muda, jacu não pia.

Mas deixa os dias 12 e 19, principalmente o 19, passarem, que vou romper o silêncio com a participação da torcida, inclusive.

http://farm3.static.flickr.com/2672/3739245182_786560d10c.jpg

Olha aí um jacu de tonalidade azul. Bem quietinho, só no aguardo dos acontecimentos.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/05/2010 - 18:40

Comentar - Comentários (7)

Indiada no Dia das maes

Com todo o respeito a quem fez isso hoje, mas caminhando pelo Nilo Peçanha ANTES do meio-dia, vi famílias inteiras em grandes filas diante dos restaurantes, esperando a abertura das portas para... fugir das filas. O tal almoço ritual do Dia das Mães fez o pessoal pular cedo da cama e almoçar ao meio-dia em ponto em pleno domingo.

Por essas e outras que não tem como ficar em casa nessas datas comerciais que a propaganda nos empurra.

http://img.estadao.com.br/fotos/BE/4B/E2/BE4BE265F13B4315B45BA325254B5BF5.jpg

Fila em restaurante é como coração de mãe. Pegando a senha, sempre cabe mais um.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/05/2010 - 18:21

Comentar - Comentários (2)

dois programas para o domingo de las madres

Meio em cima da hora, mas ainda dá tempo.

Recomendação do Fabricio Sortica, da turma do blog (o Fabricio foi assistente de direção do filme Ato de Vida). Maiores informações em http://institutont.blogspot.com


Dia das Mães na Sala NT

Em comemoração ao dia das mães, no dia 09 de maio, domingo, O Instituto NT de Cinema e Cultura e a distribuidora Zapata Filmes reverterão toda a bilheteria da sessão do filme Ato de Vida ao Instituto do Câncer Infantil do RS. 

 

Sinopse: O ato do nascimento. O primeiro olhar de uma criança sobre o mundo. Os primeiros momentos de vida. O primeiro encontro entre mãe e filho. Tudo isso gravado em um vídeo. Ato de Vida documenta o dia a dia de Susana Pacheco, mulher que trabalha há anos com filmagens de parto, sendo a única a registrar estes momentos na cidade de Pelotas no Rio Grande do Sul.

E aqui, a recomendação do Arthur de Farias:

Áurea Baptista e Lívia Dávalos levam "Simples Aparência" ao Palco Giratório do SESC, neste domingo, às 20h. Uma produção da Casa Elétrica, com apoio da Casa de Teatro de Porto Alegre (Garibaldi, nº. 853). Única apresentação de um espetáculo que há muito não voltava aos palcos. E sabe-se lá quando vai ter de novo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/05/2010 - 15:00

Comentar - Comentários (1)

Nao parece sorte de campeao?

http://flusocio.com.br/blog/wp-content/uploads/2009/05/fred_camisa2008.jpg

Fred não jogou o jogo de ida, foi operado de apendicite e não joga no Olímpico quarta-feira. E antes disso, Gre-Nal. Mas ainda não é hora de falar nada. Só de sonhar.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/04/2010 - 17:25

Comentar - Comentários (12)

A coisa mais linda que existe

É a bola entrando bem no cantinho da goleira. Do Inter, obviamente.

Borges é rei. E agora é fazer o resto do trabalho direitinho pra ser feliz no próximo domingo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/04/2010 - 21:04

Comentar - Comentários (11)

Mais uma boa

 

 

Talk Show com Vitor Ramil na Livraria Cultura hoje, 23 de abril, às 19h, pra lançar o CD
Délibáb - Milonga de la Milonga.

Antes disso, às 12h30, o Vitor vai estar no Cafezinho da Pop Rock. E quando vai ao Cafezinho ele canta, fala, conta causos, ou seja: ouve lá que vai ser bom.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/04/2010 - 10:51

Comentar - Comentários (11)

Fica, InVictor!

The image “http://4.bp.blogspot.com/_SclW6TU7hTU/SpVJKYvLbkI/AAAAAAAAAYE/tCp9sivOyBA/s400/victor+gremio.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.

(Porque, se não ficar, a coisa tá feia para o nosso lado...)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/04/2010 - 09:35

Comentar - Comentários (5)

Atendendo a gemidos: o livro do Reinaldo Moraes

Tem quatro pessoas no mundo que não suportam mais o conto do Viagra que eu leio no Sarau: Luis Augusto Fischer, Cláudio Moreno e Katia Suman, porque sempre estão presentes nessa hora, e o Cléo, cujo caso é mais complexo: basta eu separar o conto que o Cléo vai ao Ocidente, em uma espécie de maldição que nos une. O pobre do Cléo também não aguenta mais a leitura.

Para todos os outros que me pediram a informação, aí vai. Infelizmente, não encontrei o texto integral na internet e, algumas vezes, ele ainda aparece atribuído ao Luis Fernando Verissimo. O livro, portanto, é o Umidade, do Reinaldo Moraes, lançado em 2005 pela Companhia das Letras. E o conto em questão é o Sildenafil.

                          

Uma curiosidade: em 2009, o conto virou um curta dirigido por Clovis Melo (ótimo diretor de publicidade que fez e faz a maioria dos filmes da Havaianas, entre dezenas de outros) e ganhou os prêmios de melhor curta-metragem, melhor ator (para Ricardo Petraglia) e melhor atriz (para Marília Medina) no 3º Festival de Cinema Brasileiro de Toronto. É Reinaldo Moraes, Horácio & Maria Helena em carreira internacional.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/04/2010 - 14:36

Comentar - Comentários (5)

No Correio do Povo de hoje

Sobre o atendimento ao Índio, zagueiro do Inter que deu entrada todo cortado no Hospital Cristo Redentor: "coincidentemente, o Cristo Redentor é o hospital de referência no atendimento a indígenas, como os das etnias Caigangue e Mbya-Guarani". E isso sem falar que ontem, 19 de abril, era Dia do Índio.

Pelo menos, o cara procurou ajuda na data e no lugar certos...

http://3.bp.blogspot.com/_jmk_7vzta4s/Rz2br7skW_I/AAAAAAAAArY/ConezgH-1-M/s400/suia%2B5.JPG


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/04/2010 - 10:30

Comentar - Comentários (5)

Efeitos sonoros para a vida

Sabe aqueles momentos em que a vida precisa de um efeito sonoro? Por exemplo, quando a gente leva um fora, paga um mico, tem um baque, essas coisas de todos os dias? Os efeitos estão todos aqui: http://instantsfun.es/


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2010 - 11:03

Comentar - Comentários (4)

A vida sexual das croatas

Esta é a capa do livro A Vida Sexual da Mulher Feia... na Croácia! Por incrível que pareça, saiu lá pela editora Algoritam e ainda entrou na lista dos Mais Vendidos. Quem diria que a mulher croata ia se interessar por esse assunto?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/04/2010 - 07:26

Comentar - Comentários (2227)

A colunista que virou suco

Um amigo querido, o Minwer Daqawiya, que edita o Blogo do Torcedor do Grêmio no Globoesporte.com, me convidou para, muito de vez em quando, escrever uma coluna lá. Por enquanto, mandei só duas e furei a terceira, que deveria ter entregue no sábado que passou. O fato é que os leitores dos blogs de esporte exigem personalidade de macho de quem escreve nesses espaços. Começa que a participação do pessoal é intensa e os comentários são muitos (mais pra muitíssimos, eu diria). E, junto com os torcedores que ou apóiam, ou fazem críticas inteligentes e pertinentes, existe uma turma raivosa e violenta que xinga até os antepassados mais remotos do colunista. Não é gremista de verdade, zicada e retardada foram alguns desaforos leves que eu levei. E isso sem escrever nada de ofensivo, polêmico ou importante para o destino do meu amado clube.

Antes que o Cláudio Coloradaço diga que isso é coisa de gremista, já adianto que dei uma volta pelo Blog do Torcedor do Inter e a situação é a mesma, xingamentos e pancadaria comendo soltos. Sem falar na incrível quantidade de erros de português cometidos pelos torcedores de ambos os times.

Resumindo: arrepiei e não entreguei a terceira coluna. O Minwer me disse pra não levar a coisa tão a sério, e falou que nem sairia de casa, se fosse se importar com a virulência dos leitores. Enfim, é isso que dá o cara se meter de pato a ganso, como dizia o meu pai.

(Numa hora dessas, quando o bagual que mora na gente desmonta, é muito bom passar aqui no blog do Sarau. Eu devia fazer isso com mais frequência, inclusive.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/04/2010 - 22:31

Comentar - Comentários (9)

Coisas

.Um filme: Os Estados Unidos contra John Lennon. Quem curte os Beatles certamente vai gostar -e quem não é um profundo conhecedor (como é o meu caso), talvez goste ainda mais. O documentário mostra todo o contexto político da época e traz muitas entrevistas com ativistas, direitistas, jornalistas, artistas e, claro, com a Yoko. Está tudo lá, a Guerra do Vietnã e da Coréia, Nixon, a paixão de Lennon e Yoko (que aparece até bonitinha nas imagens dos anos 60/70), a mudança do casal para os Estados Unidos. Ameaçados de deportação, eles foram investigados e perseguidos pelo FBI e tiveram a sorte de encontrar o advogado Leon Wildes, que ganhou a causa depois de ter perdido todos os casos similares anteriores. Duas frases geniais entre os muitos depoimentos interessantes do filme:

O patriotismo é o refúgio dos patifes. (Gore Vidal)

Eu me dediquei a lutar e a fumar maconha em igual quantidade. Devia ter feito mais de um ou mais de outro, para conseguir sucesso em algum deles. (John Sinclar, ativista político e maluco beleza que escapou de ficar 10 anos na prisão por uma mobilização popular que começou com Lennon)

foto de Os Estados Unidos x John Lennon

Depois do filme, a sensação que fica é a de que o John Lennon foi mesmo O cara. E isso que eu nem simpatizava com ele até às oito da noite da última sexta-feira.

.No futibas: e o Grêmio quieto, esperando Inter ou Pelotas. Ninguém disse que ser gremista é fácil, só que não precisava ser tão difícil (e todo mundo no Monumental na próxima quarta, pra mandar logo o Hawaii para as profundezas do inferno).


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/04/2010 - 21:24

Comentar - Comentários (0)

Agora eu gostei

Do Blog do Zini: Grêmio esboça o Projeto Victor

O presidente Duda Kroeff começa a arquitetar o Projeto Victor. Vai chamar o seu goleiro, conversar e projetar o futuro.

Duda quer convencer Victor a ficar no Olímpico, fazer uma longa carreira no clube. Lembrará das histórias de Lara, que está na letra do hino tricolor, e de Danrlei, um colecionador de faixas.

Junto com o papo, virá a compensação financeira, um salário condizente com a importância do jogador. Duda acha que ele será mais feliz no Grêmio do que em qualquer outro clube do planeta.

Victor é um grande goleiro. O Grêmio acerta na tentativa de investir nele. Dificilmente um clube europeu pagará mais do que 5 milhões de euros por um goleiro brasileiro que nunca saiu do país, por mais qualificado que seja, e ele o é. Eleito o melhor goleiro do Brasileirão por dois anos consecutivos, Victor vale bem mais do que os estrangeiros pretendem pagar.

O grande negócio para o Grêmio é garantir Victor e suas defesas no Olímpico.

A propósito:
Duda explicou que o Grêmio antecipou só 50% dos direitos de TV de 2010.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/04/2010 - 14:31

Comentar - Comentários (10)

Dois bons motivos pra quebrar o radinho de pilha

A nossa ex-primeira dama municipal cantando a música símbolo do aniversário da cidade (chega logo, dia 26 de março!)

MAIS

o todo-poderoso do Grêmio, Luis Onofre Meira, dando entrevista com aquela fala de Senador Heráclito que ele tem.

http://zerohora.clicrbs.com.br/rbs/image/6182466.jpg

Porto Alegre é demais e esse cidadão aí é demaaaaaaaaaaaaais pra paciência de qualquer gremista.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/03/2010 - 14:51

Comentar - Comentários (2000)

Dia 22 tem sobrescritos na palavraria

Um dos meus escritores preferidos vem a Porto Alegre para lançar seu livro mais recente. É o Sérgio Rodrigues, autor, entre outros livros, de Elza, a Garota e O Homem que Matou o Escritor. O novo livro, Sobrescritos, sai pela Arquipélago do Tito Montenegro, e reúne contos humorados, tragicômicos, irônicos e humanos, às vezes tudo ao mesmo tempo, sobre a escrita, o escrever e os escritores. Para minha grande honra, o Sérgio, que até então eu não conhecia pessoalmente, me convidou para bater um papo com ele antes dos autógrafos. E eu, cara de pau, aceitei mesmo, que não é todo dia que a gente encontra alguém que admira. Como disse o Sérgio, gremistas e colorados, estão todos convidados. Mais sobre o autor no ótimo site que ele edita: www.todoprosa.com.br


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/03/2010 - 21:47

Comentar - Comentários (7)

Na foto, Victor com Fernando Carvalho

É só 50% do caminho, e tem que melhorar muito pra ganhar o outro turno. Mas a gente chega lá.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/03/2010 - 11:46

Comentar - Comentários (12)

Fernando Carvalho no Monumental

Então parece que todo mundo voltou da praia e o Sarau recomeça no dia 2 de março. Antes disso, no domingo que vem, dia 28, tem Grêmio e Novo Hamburgo na final da taça 

Fernando Carvalho. Nada como voltar à rotina em grande estilo.

 

(A foto eu roubei da zerohora.com)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/02/2010 - 21:03

Comentar - Comentários (9)

SOS William e Natalia da Livraria Saraiva!

Please, me escrevam novamente! Perdi todos os nomes que vocês me mandaram!

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/02/2010 - 11:14

Comentar - Comentários (0)

O amor perdido de J.D.Salinger

Chaplin roubou o grande amor de J.D. Salinger, diz biografia

Londres - O primeiro amor de J.D. Salinger, escritor que morreu quinta-feira, em New Hampshire (EUA), foi Oona O'Neill, filha do famoso dramaturgo americano Eugene O'Neill e que foi tirada dos braços do autor de "O Apanhador no Campo de Centeio" por Charlie Chaplin.

Segundo o livro "A Life Raised High", escrito por Kenneth Slawenski, biógrafo de Salinger, o rompimento de Oona com Salinger e o casamento dela com o comediante britânico foram "a grande tragédia romântica da vida" do escritor.

"Não havia como escapar daquilo: as capas dos jornais estampavam fotos de Chaplin enquanto tiravam as impressões digitais dele em um caso de investigação de paternidade", escreveu Slawenski em seu livro, que teve trechos publicados hoje pelo jornal "The Times".

"Os jornais também publicaram artigos em que o ator era acusado de montar uma armadilha para a jovem e inocente filha do dramaturgo favorito da América, em um diabólico caso de tráfico de brancas para prostituição", acrescenta.

"O episódio também foi publicamente humilhante para Salinger. Todo mundo sabia quais eram seus sentimentos por Oona O'Neill. Os companheiros do Exército aos quais ele, orgulhoso, tinha mostrado fotos de Oona agora se compadeciam", diz a biografia.

Apesar de tudo, "o orgulho e a tenacidade de Salinger o impediram de se lamentar em público". "Pelo contrário, ou fez caso omisso do ocorrido ou fingiu uma indiferença impassível".

"Fora reclamar de incessantes mas leves problemas de saúde, Salinger evitou mostrar qualquer sinal de ressentimento. Só em julho daquele ano (1941) é que ele finalmente admitiu que odiava Chaplin", conta Slawenski.

(Do UOL)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/01/2010 - 17:45

Comentar - Comentários (6)

Maneiras educadas de se dizer que vai ao banheiro

Ontem, no Sarau do Humberto Gessinger, que foi tri bom, lemos a lista das maneiras educadas de dizer que se vai aos pés. Aliás, expressão que a dona Katia Suman e eu não entendíamos, até que um moço da plateia explicou: ir aos pés, expressão que ninguém usa e muito menos entende fora do Rio Grande do Sul, é porque a pessoa se acocora na hora de fazer as necessidades. Quer dizer, se acocorava antes da invenção da patente, outra denominação para privada que só se usa em terras gaúchas. Segundo o Humberto Gessinger, é uma expressão do tempo em que se usava um sabugo para fazer a higiene, no pré-desenvolvimento do papel higiênico.

O fato é que, quando tudo começou, essa lista era para ser lida no Sarau do Vítor Ramil sob o título: Maneiras educadas de um pelotense dizer que vai aos pés. Isso porque Pelotas tem a merecida fama de cidade refinada. Só que a lista ficou deslocada demais diante da elegância do Vítor e volta agora dirigida não apenas aos pelotenses, mas aos gaúchos educados de todas as querências.

Aí vai.

MANEIRAS EDUCADAS DE SE DIZER QUE VAI AOS PÉS

Eu vou abolir o apartheid.
Eu vou abrir a gaiola do João de Barro.
Eu vou afundar o navio negreiro.
Eu vou apontar a luneta pro bueiro.
Eu vou arrancar a cabeça do Playmobil.
Eu vou botar a carta de alforria no correio.
Eu vou colocar um BBB no paredão.
Eu vou conhecer o Ari Barroso.
Eu vou construir uma barragem.
Eu vou contar azulejos.
Eu vou cortar o rabo do macaco.
Eu vou dar banho no mulato.
Eu vou dar um tchau pra um amigo que vem do interior e está indo pro rio.
Eu vou depositar no Bank of Boston.
Eu vou desatolar a carroça.
Eu vou descomer.
Eu vou escorregar o milkybar.
Eu vou fabricar a perna que o saci perdeu.
Eu vou fazer rapel sentado.
Eu vou inundar Chicago.
Eu vou na casa do Pedrinho.
Eu vou levar o Mussum pro riacho.
Eu vou liberar o Robinho da concentração.
Eu vou ligar a máquina de churros.
Eu vou mandar o elevador pro térreo.
Eu vou matricular o Pelé na natação.
Eu vou mergulhar o Toblerone.
Eu vou murchar as flores do azulejo.
Eu vou nocautear o Maguila.
Eu vou parir a sucuri.
Eu vou passar um fax pro Coronel Barroso.
Eu vou pintar a porcelana de arte barroca.
Eu vou romper o pacto de Kyoto.
Eu vou soltar a marmota da toca.
Eu vou submergir o Kursk.
Eu vou testar se o Blackberry é à prova d’água.
Eu vou tirar o plástico da mortadela.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/01/2010 - 11:24

Comentar - Comentários (901)

Dois borges de alto valor

http://conceitoeideias.files.wordpress.com/2009/09/jorge_luis_borges.jpghttp://www.gremio.net/upload/news/dsc02813_l.jpg

O mestre Jorge Luis e o artilheiro do Grêmio, que fez mais um contra o Caxias. Desculpa, profe Fischer, mas surgiu mais um grande Borges na história.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/01/2010 - 22:37

Comentar - Comentários (6)

Renova logo

Agência Estado

O Jonas assinou o gol dele de novo. Agora vê se assina logo o contrato.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/01/2010 - 22:26

Comentar - Comentários (0)

Livraria Cultura apresenta Nelson Rodrigues

Ideia superbacana do pessoal da Livraria Cultura. Lembrando os 29 anos da morte de Nelson Rodrigues, o pessoal estreou em dezembro uma peça que reúne situações,citações e personagens da obra de Nelson. Pouco amor não é amor é a história de Jurema, uma jovem que, às vésperas do casamento, passa a ter dúvidas sobre o passado de seu noivo, Afrânio, graças às intrigas de sua melhor amiga, Alaíde, e de um grupo de companheiros nada confiáveis do futuro esposo.

O texto é de Clênio Viégas. No elenco, Alvaro Chaves Neto, Clênio Viégas, Daniele Canez, Dayane Gomides, Ederson Quadros, Fernanda Copetti, Fernanda Romão, Juliana Goulart, Katia Sousa, Leonardo Carneiro, Lizandra Mendes, Mely Paredes e Rodrigo Corrêa.

Serão duas apresentações: dia 23 de janeiro, às 20h, e dia 24 de janiero, às 18h, no auditório da Livraria Cultura, no Bourbon Country. O ingresso é um quilo de alimento não perecível.

Todo mundo lá.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/01/2010 - 15:17

Comentar - Comentários (2)

Por outro lado...

O que um sujeito na flor da idade escolheria: morar em Porto Alegre com o Meira ou em Roma com a Wanda Nara?

http://4.bp.blogspot.com/_OxCK7SMS1hw/SvnWSwOxsRI/AAAAAAAAAzo/efknOjfW-_E/s320/luiz-onofre-meira-integrante-do-dp-futebol-2008.jpg   OU http://wags.lesdessousdusport.fr/imgs/grande/wanda.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/01/2010 - 00:17

Comentar - Comentários (29)

Mini Lopez

Nome sugerido pelo coloradíssimo Profe Fischer para a gremistada chamar o ex-atacante máximo do Tricolor depois da presepada que ele aprontou.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/01/2010 - 00:05

Comentar - Comentários (0)

Feliz Natal e um super 2010

Pra todos os amigos do Sarau e, muito especialmente, pra todos os queridos que participam do blog e me acompanham em tudo, um superfeliz Natal cheio de coisas boas. E um 2010 com tudo de melhor que a gente merece. É muito legal ter uma turma tão bacana por aqui. E dia 5 a coisa recomeça lá no Ocidente. Um beijão!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/12/2009 - 18:24

Comentar - Comentários (5)

Animicamente

Teria que confirmar com os professores Fischer e Moreno para ter uma certeza acadêmica do que vou dizer, mas me parece que está havendo um erro semântico quanto ao uso do adjetivo "anímico". No meu tempo de leitora de poesias clássicas, que já vai longe, anímico tinha a ver com alma (e o Houaiss confirma isso). Mas da forma como os narradores e comentaristas esportivos gastam sem dó a palavra hoje em dia, anímico tem a ver com ânimo. O estado anímico dos jogadores sofreu um abalo, o time está animicamente decrescente e outras formas, muitas delas, são ouvidas até cansar durante a transmissão de um jogo de futebol. Se alguém souber responder, por favor:  "anímico" ganhou outro sentido e eu é que não sei?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/12/2009 - 22:50

Comentar - Comentários (3)

A pior cena de sexo do ano

(Claudia Laitano, a cronista convidada do último Sarau de 2009, levou um texto dos mais bacanas: o prêmio dado a pior descrição de sexo do ano na literatura de língua inglesa. E o grande vencedor do período foi ninguém mais, ninguém menos, que o grande Philip Roth. Aí vai.)

Todos os anos, a revista Literary Review, de Londres, premia com o Bad Sex Award o autor da pior, menos excitante e mais canhestra cena de sexo da ficção. Uma disputa sempre duríssima num dos terrenos mais traiçoeiros que um escritor pode enfrentar. E os vencedores, ao contrário do que se pode esperar, são sempre nomes consagrados da literatura em língua inglesa.

Em 2008, o prêmio foi dado postumamente a Norman Mailer por “O castelo na Floresta” (Companhia das Letras, tradução de Pedro Maia Soares), ficção histórica sobre os anos de formação de Adolf Hitler. Eis um trecho da cena campeã, na página 68 da edição brasileira:

  
  Assim, Klara virou-se para os pés da cama, pôs sua parte mais indecente sobre o nariz e a boca ofegantes de Alois e tomou em seus lábios seu velho aríete de guerra. "Titio" estava tão mole quanto um rolo de excremento. Não obstante, ela o chupou com uma avidez que só poderia vir do Maligno – isso ela sabia. Era de lá que aquele impulso tinha de vir. Assim, ambos estavam agora com as cabeças no lado errado, e o Maligno estava ali. Jamais estivera tão perto.

    O Sabujo começou a voltar à vida. Dentro de sua boca. Foi uma surpresa para ela. Alois estivera tão flácido. Mas, agora, era homem de novo! A seiva de Klara escorria de sua boca, ele virou-se e cingiu o rosto dela com toda a paixão de seus lábios e sua face, pronto finalmente para moê-la com seu Sabujo…


Neste ano de 2009, o premiado foi o hoje considerado maior escritor vivo em língua inglesa, o americano Philip Roth, por The Humbling (“A Humilhação”), seu livro recém-lancado nos Estados Unidos, que ainda não tem previsão de lançamento no Brasil. O livro narra a história de sedução entre um velho ator de teatro e uma lésbica, com direito a um terceiro e marcante personagem: um consolo verde. Pelo absurdo da trama e pelas cenas de sexo descritas,
ninguém poderia duvidar que ele mereceu o prêmio (a tradução é do site especializado em literatura O Livreiro):

Ele deixou que Pegeen se autoproclamasse a líder e se propôs não participar até ser convocado. Ele olharia sem interferir. Primeiro, Pegeen pisou na geringonça, ajustou e firmou as correias de couro e posicionou o consolo de forma que ele apontasse para fora. Então ela agachou sobre Tracy, pincelando seus lábios e mamilos com sua boca e bolinando seus seios, e então ela deslizou para baixo e vagarosamente penetrou Tracy com o consolo. Pegeen não teve que forçá-la. Ela não teve que dizer nada – ele imaginou que se qualquer um deles começasse a falar, seria em algum idioma desconhecido para ele. O pau verde entrava e saía do corpo abundante embaixo dele, primeiro devagar, então mais rápido e mais forte, então ainda mais forte, e todas as curvas e gemidos de Tracy se moviam em uníssono com ele. Não era soft porn. Não eram mais duas mulheres despidas trocando carícias e beijos em uma cama. Havia algo de primitivo naquilo agora, uma violência de mulher contra mulher, como se, naquele quarto cheio de sombras, Pegeen fosse uma mescla mágica de xamã, acrobata e animal.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/12/2009 - 16:57

Comentar - Comentários (7)

Boa sorte para o amigo Fabricio Sortica

Que nesta segunda enfrenta a banca. Tudo de bom e entra lá com a tradicional garra tricolor. Beijo (certamente de todo o pessoal do blog) e muito sucesso.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/12/2009 - 23:29

Comentar - Comentários (6)

Desceram a lenha no novo livro do Paul Auster. Quem se importa?

A notícia é do final de novembro, mas eu só li agora. A New Yorker, a tradicional revista literária americana, trouxe um artigo do crítico James Wood, considerado o mais importante crítico de literatura em língua inglesa do mundo, metendo o pau não apenas no mais recente livro de Paul Auster, Invisible, que acaba de ser lançado nos Estados Unidos, como em toda a obra do escritor americano.

Com o título de Covas Rasas, o artigo chama Auster de "um pós-modernista de almanaque, um diluidor que incorpora de modo ornamental e chamativo ("Atenção, eu sou pós-moderno!") elementos como a narração autorreflexiva, o ceticismo e o pastiche a histórias que no fundo exprimem uma visão de mundo convencional, impregnada de clichê e sentimentalismo".

E não para por aí.

"Paul Auster é, provavelmente, o mais conhecido romancista pós-moderno dos Estados Unidos; sua "Trilogia de Nova York" deve ter sido lida por milhares que geralmente não leem ficção de vanguarda. Auster claramente compartilha [com autores modernos e pós-modernos] um compromisso com a mediação e o tomar emprestado - daí seus enredos com jeito de cinema e diálogos de segunda linha - e no entanto ele não faz nada com o  clichê a não ser usá-lo".

(...)

"Auster é sempre mais solene naqueles momentos de seus livros que são os menos plausíveis e os mais insípidos.(...) O resultado é que ele, com frequência, consegue o pior de ambos os mundos: realismo fake e ceticismo superficial. As duas fraquezas estão relacionadas. Auster é um contador de histórias envolvente, mas suas histórias são asserções em vez de persuasões. Elas se declaram; elas perseguem a próxima revelação. Como nada é construído de modo persuasivo, a desconstrução pós-moderna deixa o leitor em boa parte intocado".

O crítico é influente, é cabeção e deve saber o que está falando. Para o leitor, na minha opinião, nada disso importa. Paul Auster é um dos grandes escritores vivos de hoje, e não por obra do marketing. Ele É grande. Resta esperar o lançamento de Invisible e discordar do James Wood com conhecimento de causa (eu não li ainda e já discordei).

                                                                    http://farm3.static.flickr.com/2622/4108877209_a3c5867615_o.jpg



Postado por: Claudia Tajes
Postado em 10/12/2009 - 17:00

Comentar - Comentários (0)

Perdemos bonito

Pra calar a boca de quem dizia que o Grêmio ia entregar, o jogo foi limpo e nosso time apenas confirmou o que fez no campeonato inteiro: não ganhou. Menos mal, dessa vez. Mas não acho que nenhuma honra ficou pelo caminho e nenhuma história foi abalada. Azar de quem dependia do resultado dos outros para ser campeão.

A todos os que jamais prejudicariam um time rival (!) e nunca entraram com reservas em campo numa final de campeonato(!), a homenagem deste blog.

      POEMA EM LINHA RETA

    Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
    Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

    E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
    Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
    Indesculpavelmente sujo,
    Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
    Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
    Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
    Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
    Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
    Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
    Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
    Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
    Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
    Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
    Para fora da possibilidade do soco;
    Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
    Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.

    Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
    Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
    Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...

    Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
    Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
    Que contasse não uma violência, mas uma cobardia!
    Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
    Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
    Ó príncipes, meus irmãos,

    Arre, estou farto de semideuses!
    Onde é que há gente no mundo?

    Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

    Poderão as mulheres não os terem amado,
    Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
    E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
    Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
    Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
    Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.

     

    (Fernando Pessoa como Álvaro de Campos)

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/12/2009 - 22:00

Comentar - Comentários (5)

Em time que está perdendo não se mexe

Amanhã, como fizemos durante todo o Brasileirão, meus poucos parentes e eu assistiremos a Flamengo X Grêmio aqui em casa. Deu errado durante todo o campeonato (o Grêmio geralmente perdeu) e deverá dar certo amanhã, com a vitória do Flamengo.

Mas que dá uma dor no coração não querer que o time da gente ganhe, isso dá.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/12/2009 - 22:36

Comentar - Comentários (4)

E aconteceu de novo...

Celso Roth é demitido do Atlético-MG

Saída do treinador foi anunciada após derrota para o Corinthians

A diretoria do Atlético-MG anunciou neste sábado, logo após a derrota da equipe para o Corinthians por 3 a 0, a demissão do técnico Celso Roth. O treinador assumiu o time mineiro após ser demitido pelo Grêmio.

(Tá na zerohora.com. Esse não acerta a mão mesmo.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/12/2009 - 22:32

Comentar - Comentários (1)

Ideia fixa

Na remota e inviável hipótese do Grêmio ganhar do Flamengo, imaginem a flauta que a gente teria que aguentar dos colorados. Imaginem a Katia, o Fischer e o Moreno dizendo que sabiam que o Grêmio ia ajudar o Inter. Imaginem os colorados falando que o Grêmio deu o título para o Inter, que o Grêmio trabalhou para o Inter, que o Grêmio serviu de escada para a glória do Inter.

Quanto mais eu penso nesse assunto, mais encontro nobres e plausíveis justificativas para não querer a nossa vitória no Maracanã. O Zé Pedro Goulart defende que o Grêmio pode ganhar do Flamengo e levantar a bandeira da honra por toda a eternidade. Mas alguém deu a mínima quando chamaram o Brasil de Campeão Moral da Copa? O Marcos Rolim tem um argumento convincente para não entregar: seria usar da mesma malandragem que a gente tanto condena na política.

Ele está certíssimo. Por isso, a saída não é entregar. É apenas deixar de ganhar e deixar de empatar.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/12/2009 - 14:24

Comentar - Comentários (13)

Programa do Tricolor para o jogo de domingo que vem

(Copiei do meu amigo gremista Maurício Oliveira. Antes que o Campeão do Mundo Fifa me chame de vadia de novo: é apenas uma brincadeirinha, viu?)

Sábado
12:00 - Embarque para o RIO
15:00 - Cerveja na beira da Praia de Copacabana
17:00 - Futevôlei com Edmundo e Ery Johnson
18:00 - Banho de mar e uma cervejinha
18:45 - Maxi Lopez dá uma volta de bicicleta pelo calçadão e Souza vai comer um xis.
19:30 - Rospide faz uma roda de samba com Zeca Pagodinho e Júnior (Ex-Fla)
21:00 - Janta
22:00 - Banho
22:30 - Inicio da concentração na casa do Adriano. Douglas Costa sobe o morro.
24h00min - Souza, Maxi Lopez e Leo Moura vão buscar umas mulher e, como já é tarde, Mario Fernandes volta para o Hotel.

Domingo

02:00 - Putaria total na casa do Adriano 15 jogadores e 25 mulatas, Victor se envolve em uma briga num baile funk.
05:00 - Jogadores vão embora da casa do Adriano.
05:30 - Jogadores são vistos metendo um hot dog na rua.
06:30 - Todos os atletas se encontram no hotel descansando, menos o Douglas que ainda não voltou do morro.
12:00 Thiego é cortado do jogo porque pediu concentração total na partida
16:45 - Jogadores chegam no Maracanã.
17:00 - Time do Grêmio entra em campo.
19:00 - MENGÃO CAMPEÂO.
19:45 - Chopp na Gávea.
21:30 - Douglas Costa volta do morro.
22:00 - Retorno a Porto Alegre.
24:00 - Chegada em Porto Alegre com recepção triunfal da Geral do Grêmio


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/11/2009 - 15:22

Comentar - Comentários (9)

Imortal ou imoral?

É o que pergunta o Fabrício Carpinejar sobre uma possível entrega de jogo do Grêmio. E quando o Inter entregou para o São Paulo no ano passado, qual teria sido a pergunta do Fabrício?

Mais detalhes no blog de futebol do Carpinejar e do Mário Corso, com uma amostra aqui:

O Inter fez sua parte vencendo o Sport, a outra parte é mais cara


O blog Rolo Compressor tenta acompanhar a mudança inédita de lado da torcida gaúcha: gremistas torcem contra o Grêmio e colorados torcem pelo tricolor.

Confira o nosso raciocínio:

"O Grêmio vive o maior dilema de sua história.

Agora está entre a imortalidade e a imoralidade.

Se deixar o Flamengo vencer no próximo domingo (6/12), seus jogadores abandonarão sua masculinidade e a fama farroupilha (no retrospecto de Marcelo Rospide, são duas vitórias e um empate, a tendência seguia para o alto).

Todo o país estará assistindo ao vexame de um dos maiores times brasileiros, capaz de se rebaixar a um conchavo. E não importa se jogarão com reservas, juniores ou dente de leite, é a estima da camisa que está na vitrine. O valor dela mais do que o preço. Ficará conhecido como o clube que entregou o campeonato. Por longo e maldito tempo. Daí pode tirar definitivamente a espada da mascote. O mosqueteiro seguirá desarmado para o Juízo Final."
 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/11/2009 - 14:39

Comentar - Comentários (2)

santa ingenuidade

Amigos colorados que estão morrendo de raiva porque acham que o Grêmio vai entregar para o Flamengo: não é que o Grêmio vá entregar. É que o Grêmio não ganha fora de casa. Se ganhasse, estaria em outra situação hoje. É incrível que os co-irmãos não se deem conta dessa verdade tão simples.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/11/2009 - 11:44

Comentar - Comentários (3)

Curtinhas

.Este pobre blog anda muito abandonado. Não é uma promessa, porque tenho furado todas as que faço aqui, mas tentarei reverter esse quadro.

.Se me permitem convidar, o Sarau da próxima terça, dia 24, vai ser dos melhores: Sarau da Paixão Solitária, com a presença do Imortal e autor do Livro do Ano no Prêmio Jabuti, Moacyr Scliar. Com uma atração extra: o profe Fischer prometeu explicar a diferença técnica entre bronha e punheta. Imperdível.

.Depois de levar uma flauta danada dos meus queridos profes Fischer e Moreno e da colorada-símbolo Katia Suman no Sarau passado, foi com orgulho ímpar que vi o Grêmio vencer o Palmeiras na quarta. Só pra acabar com essa história de que a gente ia entregar de propósito. Falem agora!

.Um amigo mandou essa lista que, diz ele, é o resultado oficial da 55ª Feira do Livro de Porto Alegre. Se for mesmo, a Barata ficou entre os vampiros. E eu fiquei bem feliz!

Ficção
Amanhecer - Stephenie Meyer
Crepúsculo - Stephenie Meyer
A Cabana - William P. Young
Só as Mulheres e Baratas Sobreviverão - Claudia Tajes
Lua Nova - Stephenie Meyer

Não-ficção
Receitas Fáceis - Anonymus Gourmet - Jose Antonio Pinheiro Machado
Marley e Eu - John Grogan
Kama Sutra Para Mulheres - Angela Machado e Vinod Verma
O Homem Voa! A Vida de Santos Dumont - Nancy Winters
Michael Jackson – Um Tributo ao Rei do Pop - James Aldies

.Como diria o Anonymus Gourmet, voltaremos. E antes que o final de semana se vá. Beijos tricolores pra todo mundo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/11/2009 - 14:45

Comentar - Comentários (23)

Um supervaleu pra todo mundo

http://mail.uol.com.br/main/download?msg_id=MzAwOTk&ctype=2089809_141688_d96cf7cda6_l.jpg&disposition=inline&force_folder=INBOXArranjo com Rosas roxas em vaso de vidro.http://mail.uol.com.br/main/download?msg_id=MzAwOTk&ctype=2089809_141688_d96cf7cda6_l.jpg&disposition=inline&force_folder=INBOXUm post pra agradecer aos queridos amigos do blog que estiveram no meu lançamento na Feira, sexta passada, e a todos que deixaram mensagens aqui: Anna Schuh e suas flores lindas (como dá pra ver acima), Sabriníssima, Ricardo Rodrigues, Rodrigo Germano, Fabrício Sortica, Juliano (que é técnico de futebol!), Cláudio Coloradaço, Ísis R., Márcio e Lília do Cruzeiro de BH, Dany, Geraldo e Sander Machado. Tô muito bem de turma! Valeu e um beijão!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/11/2009 - 16:38

Comentar - Comentários (12)

Finados. Um dia perfeito para tricolores e colorados

Parabéns pra quem fez a manchete de capa do Caderno de Esportes da Zero Hora de hoje: Finados. Dirigentes, treinadores e jogadores enterrando o sonho das suas torcidas.  

Interessante é que aquele rapaz que vem aqui no blog pra me xingar, o príncipe Jajá cover, dessa vez não apareceu. Por que será?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/11/2009 - 09:49

Comentar - Comentários (2845)

Um convite depois de tudo

A L&PM Editores convida para a sessão de autógrafos do livro Só as mulheres e as baratas sobreviverão, de Claudia Tajes

Dia 06 de novembro, sexta-feira, 18h30
na 55ª Feira do Livro de Porto Alegre
Praça da Alfândega - Centro
Porto Alegre - RS

Mais informações:
www.lpm.com.br

 

 

Só as mulheres e as baratas sobreviverão, de Claudia Tajes

Qual a sua fobia? A de Dulce, produtora fotográfica batalhadora, trinta e muitos, são as baratas. Como num pesadelo, numa noite de sábado em que se prepara para mais um encontro com um potencial pretendente, ela se depara, ao sair do banho enrolada na toalha, com uma barata descansando em cima do vestidinho preto básico escolhido para a ocasião.

Dando vazão à sua fobia (e a de 99% das mulheres, diga-se), Dulce bate a porta do closet, e tem início uma noite como nenhuma outra. Com a barata do outro lado da porta, e imobilizada pelo medo, essa protagonista humana, demasiado humana, repassa a própria vida. Numa espécie de sessão de terapia sui generis, tem-se um vislumbre das dores e das delícias da vida de solteira nos dias de hoje, das frustrações, expectativas e paixões segundo Dulce, em horas de lamentos e risos que deixam o leitor pedindo mais.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2009 - 21:15

Comentar - Comentários (22)

Hora de ser racional

Pensando friamente e no meu caso particular, eu não posso reclamar de nada.

Tenho um filho maravilhoso que se encaminha para ser um ótimo homem. Tenho um trabalho mais bem remunerado que a média, ainda que tire meu couro. Tenho amigos e leitores que gostam do que eu faço e gostam de mim. Tenho um cidadão que também diz que gosta, e eu acredito. Tenho o Sarau Elétrico. Tenho perspectivas, enfim.

Com tudo isso, acho que me faltam motivos para estar arrasada só porque o Grêmio perdeu mais um jogo.

Mas eu estou.

(E para o Victor, meu apoio e gratidão irrestritos. O crédito dele é muito maior que a infelicidade de hoje.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2009 - 20:44

Comentar - Comentários (7)

Pedindo votos para os meus candidatos

Saíram os finalistas do prêmio Fato Literário. Eu já tenho os meus candidatos e venho aqui, na cara dura, pedir votos para eles.

Personalidade: Fabrício Carpinejar.

Projeto: Maratona Literária de Porto Alegre.

Para votar: www.fatoliterario.com.br, a partir de 25 de outubro.

Até a vitória!

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/10/2009 - 11:33

Comentar - Comentários (8)

Separados na maternidade

http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2009/03/13_1116-jos%C3%A9%20mayer.jpghttp://4.bp.blogspot.com/_j58WFb8h0YM/SpPop2NjD9I/AAAAAAAAGGA/cintx4bFSh8/s400/paulo_autuori.jpg

O Xandi, filho de um amigo meu, acha que o José Mayer e o Paulo Autuori são a mesma pessoa. Ele tem razão...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/10/2009 - 14:59

Comentar - Comentários (7)

Grande Meira

O Presidente e visionário Duda Kroeff anunciou: Luiz Onofre Meira, prestigiado, continua no Grêmio até o fim de 2010. Mas Meira impôs condições: se não puder contar com pessoas da sua mais absoluta confiança na equipe, prefere trabalhar sozinho.

Se o Didi Mocó, o Chapolin e o João Kleber já estiverem acertados com outros clubes, o pobre Meira vai passar o ano inteiro ralando solitário.

http://farm4.static.flickr.com/3270/2805776932_550a2a80b1_o.jpg

Agora resta ao Meirão torcer para o João Kleber não ser contratado pelo Inter.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/10/2009 - 10:43

Comentar - Comentários (4)

Grande saramago

"Sem a Bíblia, um livro que teve muita influência em nossa cultura e até em nossa maneira de ser, os seres humanos seriam provavelmente melhores".

José Saramago sobre Caim, seu livro recém-lançado, que conta em tom de ironia a história do filho de Adão e Eva que matou o próprio irmão. E mais Saramago sobre o livro dito santo:

"A Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana".


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/10/2009 - 10:33

Comentar - Comentários (2)

Auto-Propaganda que pode funcionar errado...

(Trechinho de um conto do meu livrito novo. Um post de risco que pode afastar os queridos leitores. Tomara que não!)

 Gene recessivo

 Se a moral da história é você passar um terço da vida estudando e então trabalhar em alguma coisa de que realmente goste para não ser um adulto frustado pelos dois terços restantes da vida, então eu sou mais feliz que todo mundo.

 O que eu realmente gosto não precisa de estudo para ser executado e é tão agradável e reconfortante que não pode ser considerado um trabalho.

 Não lembro exatamente quando foi que me decidi por esse caminho. Talvez tenha sido durante uma aula interminável de biologia, a pior de todas as matérias que fui obrigado a decorar. Em compensação, também foi nas aulas de biologia que aprendi  sobre o funcionamento do órgão sexual masculino, e alguma importância isso teve na profissão que resolvi seguir.

 Eu não tinha mais do que quatorze anos e só pensava no glorioso dia em que faria sexo pela primeira vez. Esse pensamento ocupava todo o meu tempo, principalmente as manhãs, turno em que que frequentava o colégio. De uns tempos para cá, crianças que não conseguem prestar atenção na aula são diagnosticadas como portadoras de déficit de atenção. Meu caso era diferente. Minha atenção estava cem por cento concentrada na expectativa do meu primeiro ato sexual, o primeiro dos milhões que viriam a seguir, e não havia ensinamento de álgebra ou gramática que pudesse concorrer com isso.

 Enquanto meus colegas, com maior ou menor dificuldade, evoluíam para a meiose, a mitose, as mitocôndrias e o Complexo de Golgi, eu seguia na mesma série, vendo e revendo a categoria dos poríferos. Por causa dessas criaturas inferiores cujo modo de reprodução até assexuado é, perdi três anos da minha vida. E ainda hoje não entendo por que saber alguma coisa sobre elas seria importante para a minha formação.

 Enfim terminei o colégio, e não houve argumento capaz de me convencer a fazer a obrigatória inscrição no vestibular. Minha mãe disse que eu não seria nada na vida, e não posso culpá-la por tal reação. Até aquele momento, eu nunca tinha falado sobre os meus planos, e também não acredito que meus pais concordassem com eles.

 Aos dezenove anos, eu estava pronto para ser um ator pornô.

...

 Por que um ator pornô?

 Se quem gosta de tênis quer ser tenista, quem joga futebol deseja jogar profissionalmente e quem se dedica a escrever sonha em ser escritor, nada mais lógico que alguém que se interessa muito por sexo ter a ambição de ganhar a vida com o sexo.

 Ainda não falei de uma particularidade que desde muito cedo observei em mim, durante os banhos em conjunto com os meus primos e nos vestiários das piscinas: meu pênis sempre foi muito menor que o dos outros, a ponto de causar espanto entre os que o viam. A todos, eu sempre respondi que ele era assim somente em estado de repouso, convidando quem o desejasse para conhecer suas reais possibilidades. O que ninguém poderia saber é que, em repouso ou não, seu tamanho não variava quase nada. Seis centímetros relaxado, quase oito com os corpos cavernosos inundados de sangue, conforme os ensinamentos das aulas de biologia.

 Atores pornôs se caracterizam, via de regra, por seus grandes e balançantes membros, que quase parecem possuir vida própria, dada a quantidade de movimentos que são capazes de executar. No meu caso, imaginei que a modesta centimetragem servisse como um diferencial. Assim como muitos cachorros, cavalos, anões e hermafroditas fizeram carreira no cinema adulto como coadjuvantes dos bem-dotados, eu poderia também encontrar o meu espaço. “O Menor Pênis das Telas”, “A Miniatura Perfeita”, “Minúsculo e Incansável”. Eu tinha preparado um estoque de frases de efeito a respeito de mim mesmo, e só precisava de uma oportunidade para torná-las realidade.

 O fato é que eu era um atô pornô em potencial, mas continuava virgem. E teria que resolver esse impasse antes de partir, de mala e cuia, para tentar a carreira em São Paulo.

 Da minha  aparência, não tenho queixas. Há dois ou três anos, algumas garotas do colégio espalharam que eu seria igual ao Brad Pitt, se o ator americano fosse atropelado e pegasse varíola. Na época eu havia desenvolvido uma acne violenta, que curei com uma fórmula caseira e mau-cheirosa da minha mãe, tão eficaz que sumiu até com as cicatrizes. O corpo eu trabalhei com pesos e exercícios puxados, porque um ator pornô pode até ter o pênis pequeno, segundo me parece, mas jamais poderia se apresentar com a barriga grande e flácida ou pernas de marido, que era como o meu pai chamava os próprios gambitos sem músculos. Ao fim do meu programa dermatológico e físico, eu não estava parecido com o Brad Pitt, e nem precisava. As garotas se jogavam para mim nas aulas, nas festas e nas lanchonetes e, se não perdi a virgindade com nenhuma delas, foi apenas por medo de que alguma fofoca sobre o tamanho do meu membro se espalhasse pelo colégio.

 O assunto teria que ser resolvido longe da vizinhança onde eu morava. Por isso, naquela noite, tomei o banho mais demorado dos meus dezenove anos, coloquei uma camiseta sem estampa que me deixava mais adulto e, depois de dizer que ia conversar na casa de um amigo, fui de ônibus até o centro da cidade, região cheia de bordéis e boates. Levava no bolso, amassadas, as notas que vinha surrupiando há mais de uma semana da carteira da minha mãe.

 Eu precisava pagar pouco e escolhi a boate que me pareceu frequentada pelo público mais humilde, trabalhadores nanicos e pardos da construção civil e velhotes com os botões das camisas tortos. Assim que entrei, várias mulheres feias e gordas tentaram atrair minha atenção. Por um momento, os outros clientes da casa ficaram apenas com suas cervejas mornas a lhes fazer companhia.

 Acabei me decidindo por uma mulher mais velha, ou mais maltratada, possivelmente com filhos, o que deveria tê-la tornado compreensiva e tolerante, segundo o catecismo ensinava sobre a maternidade. A caminho do quarto, a mulher, que disse se chamar Vanessa, perguntou se era a minha primeira vez e iniciou uma procura um tanto estabanada por dentro das minhas calças.

 -Relaxe, querido. Eu quero ver como você fica.

 Eu já estava excitado, mas Vanessa não notava. E talvez nem tenha percebido o momento exato em que, poucos minutos depois, a minha vida sexual foi oficialmente inaugurada.

...

 

 Candidatas a babás apresentam referências de antigas patroas, candidatos a motoristas apresentam a carteira de habilitação, candidatos a publicitários apresentam uma pasta de trabalhos. O que eu deveria apresentar para conseguir um papel em um filme pornô?

 Passei dias inteiros na internet em busca de sites de produtoras e também de revistas e casas de espetáculos pornográficos. Fazer shows de sexo ao vivo não era exatamente o meu objetivo, mas poderia me abrir as portas para o cinema. Não sei como eu me comportaria diante da platéia com uma única experiência sexual no currículo, mas era algo que me assustava bem menos do que uma prova sobre o ácido desoxirribonucleico.

 Escrevi para vários sites, me coloquei à disposição para entrevistas, propus viajar para São Paulo ou onde mais fosse preciso, mas as respostas não chegavam. Para conseguir o isolamente de que eu necessitava, disse à minha mãe que estava estudando para um concurso dos Correios, o que manteve a porta do meu quarto fechada e a família afastada por vários dias.

 Às vezes eu encontrava antigos colegas do colégio, a maioria já na faculdade. Aos que queriam saber de mim, eu dizia que estava por fechar um grande contrato. Era engraçado ver o descrédito na cara deles. Um casal que estudou comigo em uma das oitavas séries que fiz, e que então já namorava, havia noivado e mais: agora os dois cursavam biologia juntos na faculdade. Impressionante a capacidade de alguns de jogar a vida fora. 

 Cansado de passar os dias no computador esperando o e-mail de algum diretor de cinema, decidi usar o método padrão dos candidatos a emprego e apresentar minhas credenciais. Para isso, fiz uma série de fotos de mim mesmo, nu, sempre em estado de ereção, comprovando o que havia ouvido uma vez: incrível como uma máquina fotográfica apontada para o pênis tem efeito afrodisíaco.

 Bati cerca de vinte fotos, mas o resultado não ficou bom. Em todas elas, o contraste entre o meu corpo forte e definido com o membro pequeno demais beirava mais o artístico que o pornográfico, com certeza por culpa de Michelângelo e o Davi de pinto infantil. Por mais que eu fizesse cara de tarado, ou simulasse um orgasmo, ou acariciasse o meu pênis com suposta lascívia, o que chamava a atenção era o desamparo daquele nada em meio aos músculos bem desenvolvidos. Algumas fotos, inclusive, chegavam a ser comoventes. Mas a minha idéia não era a arte, de formas que investi na curiosidade da coisa para tornar minha imagem mais atraente para os produtores do entretenimento adulto.

 Procurei pela casa objetos que tivessem o tamanho parecido com o do meu pênis e posei para as fotos segurando-os ao lado do membro: um lápis já muito apontado, uma colher de cafezinho, um minicraque da Coca-Cola, um sabonete, o celular da minha mãe. Agora sim, as fotos ganhavam um quê de luxúria indispensável aos meus planos de astro pornô. Anexei os arquivos e reenviei os e-mails aos mesmos destinatários, acrescentando ao assunto “Ator pornô revelação” o aviso, em letras gritantes: AGORA COM FOTOS. Por ingenuidade, e  talvez alguma vaidade, postei no orkut uma das imagens, uma da série bisnaguinha Seven Boys em que o pão encobria completamente o meu pênis. A legenda: Pequeno, mas Obsceno.

 Na noite seguinte, minha página contabilizava mais de mil acessos, quatro deles na minha casa.

(Para quem se animar, continua no livro!)

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/10/2009 - 21:51

Comentar - Comentários (11)

Tributo a dois pensadores

http://www.clicrbs.com.br/rbs/image/5579668.jpg     http://zerohora.clicrbs.com.br/rbs/image/6182466.jpg

Duda Kroeff, Presidente, e Luiz Onofre Meira, Diretor de Futebol. Os dois sábios vetaram a contratação do Marcelinho Paraíba porque o jogador estaria "velho" para o Grêmio. Resultado: o MC está destruindo no Coritiba e acaba de ser contratado pelo São Paulo para 2010. Impeachment já.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/10/2009 - 14:55

Comentar - Comentários (10)

Profeta do acontecido

Sem querer dar uma de engenheiro de obra pronta, minha sensação para o jogo de hoje não era boa. Sport Recife, o time do Ariano Suassuna. Eu disse isso aqui em casa, mas ninguém levou em consideração. Pelo menos a gente não perdeu. Só quase.

Ariano Suassuna

3X3. É o que dá brincar com  time do Suassuna.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/10/2009 - 19:44

Comentar - Comentários (13)

Extra! Duas perguntas para o Carpinejar, ganhador do Jabuti

Para alegria dos leitores, fãs, admiradores e da torcida em geral, o Fabrício Carpinejar ganhou ontem o Prêmio Jabuti, categoria Crônicas, com Canalha! E ainda respondeu duas perguntinhas para o blog enquanto esperava para dar uma entrevista na Band. Parabéns para o nosso Canalha preferido. A turma aqui adorou a notícia.

1.Jabuti de Crônicas para o poeta. Define isso em uma frase poética.
Enquanto uns saem da casca, eu entro nela.
Jabuti é uma confortável marquise para minha distração. Descobri que o bichano gosta de crônica como ração. Dei sorte.

 
2. Pode falar do livro novo?
Será uma reunião de meus aforismos no twitter. Segue fielmente a estrutura da ferramenta, com o dia e o horário decrescentes dos posts. Cerca de 400 máximas, 400 ataques cardíacos num espaço de 140 caracteres. Até os prefácios respeitam esse limite.  O meu riso é uma asma incurável.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/09/2009 - 16:12

Comentar - Comentários (8)

Grupo forte

http://www.blol.com.br/wp-content/uploads/2009/09/jonas.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 29/09/2009 - 11:42

Comentar - Comentários (4)

nada a estranhar e vamos em frente

Primeiro foi acreditar que era possível, com o 1 X 0 do Souza. Depois foi acreditar que terminaria empatado. No fim, deu a lógica. Mas o G4 ainda nos espera. E o pólo aquático do Inter também não deve ter deixado os amigos vermelhos nada felizes.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/09/2009 - 18:41

Comentar - Comentários (1)

Leandro 3.0 hoje

Parabéns ao Leandro, companheiro do blog e das noites de terça no Ocidente E fica frio, guri. Trinta anos é só o começo do começo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/09/2009 - 18:45

Comentar - Comentários (4)

Um livro infantil bacana

O Márcio Januário Pereira, escritor mineiro que conheci na Bienal de Belo Horizonte, acaba de lançar o livro infantil No meio da rua no mundo da lua. A história, toda poética, de uma inusitada colisão entre uma lesma e uma tartaruga, é ilustrada pela Denise Rochael. O livro saiu pela Abacatte Editorial e é uma boa dica para se procurar na Feira do Livro. E tu não vem aí pra autografar, Márcio?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/09/2009 - 09:36

Comentar - Comentários (9)

Livrinho novo na Feira do Livro

Terei! Sai pela L&PM e, quando souber, digo o dia do lançamento.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/09/2009 - 09:14

Comentar - Comentários (10)

um raro momento colorado no blog

(Este democrático blog gremista publica a opinião muito bem fundamentada de um amigo meu, colorado fanático, sobre o momento do seu time.)

10 razões que me levam a crer que o Inter não quer ser Tetracampeão Brasileiro.

João Pedro Vargas

Demorou a cair a ficha, mas neste final de semana tudo ficou claro e límpido na minha mente rubra: o Inter não quer ser campeão brasileiro. É claro, como eu não havia pensado nisso antes?  Cheguei a esta conclusão após resgatar na memória a trajetória colorada desde que perdemos a Copa do Brasil e encontrei dez razões que confirmam minha tese:

A venda do Nilmar.

Manter o Nilmar triplicaria as chances do Inter em terminar o ano com o caneco. Não dava pra arriscar, a direção foi ágil e vendeu o atacante para um time de terceira linha da Espanha. Como ele já vinha sendo convocado para a seleção, a direção não perdeu tempo. Vá que tivesse esperado até o jogo contra o Chile, no qual o Nilmar matou a pau e fez três gols? Ele ficaria muito valorizado e o Inter não conseguiria vender tão rápido.

Fé no pastor.
De uma coisa não dá pra reclamar do Pastor Tite, re-gu-la-ri-da-de. Ele mantém um linha de trabalho firme e convicta: muda o time sempre, ganhando ou perdendo. Um ano e meio de trabalho e o time está sempre mudando, nunca está definido. E sempre tomando muitos gols. É uma forma de continuidade, de re-pe-ti-ção. Não manter um padrão é, de certa forma, um padrão. Dá pra enteder? A direção colorada entende e aprova.

Quem precisa do Fernandão?

Fernandão faz gols? Sim. É líder? Sim. Tem história e ama o Inter? Sim. Daria uma alternativa de ataque que o Inter não tem desde que o prórprio Fernandão foi embora? Sim. É jogador que bota faixa no peito por onde passa? Sim. É mais jogador que o Alecssandro? Sim. É mais jogador que o Taison? Sim. Joga mais que o Vágner Libano? Deiza eu ver...sim. Faria gols neste brasileiro medíocre, meteria medo nos zagueiros adversários, botaria ordem num vestiário rachado e aumentaria as chances de título do Inter? Sim. Ah, então, não serve.

Magrão tá bem? Vamos vender.
Bem feito pra ele. Resolveu jogar bem e acertar o time. Mandaram embora voando. Foi o quarto titular importante a ser vendido. Peraê, mas pra botar as contas em dia não tem que vender só dois titulares por ano?

Não existe lateral direito no mercado.
Cicinho. Vitor. Apodi. George Lucas. Leo Moura. Jancarlos. Alessandro. Gabriel. Tá, forcei a barra em alguns nomes. Mas, para a direção do Inter, nenhum deles amarra a chuteira do Danilo Silva. E 90% dos gols que o Inter sofre saem pelo lado direito.

Vágner Libano, o salvador da pátria.

O guri pode até ser bom, mas assim, pensando bem por alto, devem existir mais ou menos umas 5 alternativas melhores, antes de pensar no Vagner Libano para entrar nas “podres”. Vamos ver: Marquinhos, Edu, Kleber (passando Cordeiro para a lateral), Marcelo Cordeiro (também já jogou no meio-campo), Glaydson (puxando Sandro pra frente e deixando o Andrezinho na ponta-de-lança). É que o Inter revelou muitos jogadores neste ano e um tem que ser “queimado”.

Taison, eterno.

Qual é o prêmio para um atacante que não faz gols e não joga bem há cinco meses? Titularidade indiscutível. É o Inter focado para perder o título. Já pensou se o Pastor bota o Edu no lugar do Taison e ele desanca a fazer gols só porque cabeceia melhor, é mais experiente e tá mais motivado? Risco desnecessário para quem tá embalando para perder o Tetra.

Todo mundo no ataque, levar gol é detalhe.

O be-a-bá do futebol recomenda que um time de futebol deve começar a ser organizado de trás pra frente. Ou seja, primeiro se arruma a defesa, depois se ajeita o meio campo e por fim, se acerta o ataque. O Pastor, para inovar, montou o seguinte esquema: o ataque ataca, o meio campo ataca e a defesa não enche o saco. Equilíbrio, nem pensar.

Virar jogo dá muito trabalho.
O Inter é um time que não vira jogo. Não virou nenhum neste ano. Nem unzinho. Quando sai atrás, a torcida já sabe que, com muita boa vontade, sai um empatezinho. É que virar jogo dá muito trabalho, tem que correr mais, sujar o calção, o técnico tem que gastar mais massa cinzenta, encontrar alternativas, etc.. Viiixê, só de pensar nisso tudo já me deu uma canseira.

Alecsandro = Nilmar.

A décima razão que me faz crer que o Inter não quer ser Tetra do Brasil é a política de compra e venda de jogadores da atual diretoria. O Inter vende muito. Vende muito mesmo. Mas sempre repõe a altura. Vamos aos exemplos: Nilmar sai, mas tem o Alecsandro (iguais, né?). Sai Alex e veio quem? Saiu Magrão e o Inter trouxe o...Tá, não dá só pra criticar, afinal o Edinho foi vendido e isso já é um baita reforço. Ah, mas o Inter trouxe o Edu, que está há uns dois meses entrando em forma e é reserva do Taison na opnião do Pastor.

Mas, mesmo com todo este esforço do Inter em perder o Tetra brasileiro, ainda estamos em terceiro lugar na tabela e a um pontinho do líder. O trabalho para perder título está muito bem feito, mas ainda tem um grande furo: o torcedor colorado. Esse, mais do que nunca, sonha com o tetra e pode derrubar o este plano tão bem arquitetado para afundar no brasileiro. Se a torcida fizer força e distrair o time, quem sabe a gente não acaba campeão.
 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/09/2009 - 15:14

Comentar - Comentários (3)

A co-irmã provoca

O post da Katia Suman:

"O SÓ GANHA EM CASA X O LANTERNINHA

Aposto que daqui um pouquinho a Tajes vai postar no blog, só porque o time dela tá vencendo do ÚLTIMO da tabela e EM CASA. Mas se ela voltar a postar por isso, já valeu a pena."

 

Hoje não vai rolar porque quase não dormi nesse findi e o cabeção não funcionaria. Mas amanhã juro que faço um post bacaninha, chefe Suman. Quer dizer: quase tão bacaninha quanto este de hoje. Dá-lhe, G4! (A foto do Tcheco é do Globoesporte.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/09/2009 - 20:50

Comentar - Comentários (5)

Um motivo e tanto pra voltar ao blog. Dois, melhor dizendo

Ufa, a primeira que a gente vence fora de casa. Esse Náutico só nos dá alegrias! E queridos Lília e Márcio, finalmente nos juntamos na mesma torcida (não que eu goste de secar os outros, mas quem vive cercado de colorados, como eu, entenderá o meu lado. E não estou falando dos profes e da lady Suman, que esses são gente finíssima). Dá-lhe, tricolor.

A notícia mais engraçada do jogo: a mãe do Jonas pediu pra ele não comemorar mais os gols com aquela dancinha bizarra. Depois dizem que mãe não sabe das coisas.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/09/2009 - 22:03

Comentar - Comentários (15)

Sarau dos Novos

Bem bacana o Sarau da Carol Bensimon e dos novos autores, com um moço dos mais simpáticos rindo muito na plateia (a Katia quer que ele vá em todas as terças, daqui pra frente) e show de uma banda novíssima, a Charutos Cubanos, que começou no colégio Anchieta e agora já está se apresentando por aí (hoje vão tocar no Dr. Jeckyll). Meu lado professor Moreno vai se manifestar: ficou meio chato ver uma mesa, durante o show, de costas para a banda e gritando demais, até mais alto que o rock dos guris. Mas talvez as pessoas da mesa não tenham se ligado que tinha um show acontecendo, tão empolgadas estavam com a própria gritaria. Só sei que até uma cadeirada acabei levando delas, mas espero que não tenha sido nada pessoal.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/09/2009 - 15:06

Comentar - Comentários (11)

Grandes Frases II

Não tem perigo. Esse Leandro Guerreiro nunca fez gol na gente.

(Duda Tajes, segundos antes do terceiro gol do Botafogo.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 31/08/2009 - 10:21

Comentar - Comentários (5)

Grandes frases I

É ruim esse Vítor Simões. Não acerta uma.

(Eu, um segundo antes do segundo gol do Botafogo.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 31/08/2009 - 10:20

Comentar - Comentários (1)

Pra variar, foi quase

3 X 3 contra o Botafogo. Pra variar, escapou nos últimos minutos. Pior, so o vexame do Fernandão.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/08/2009 - 21:14

Comentar - Comentários (8)

Putz

UOL - 28/08/2009 - 19h13

Noel Gallagher briga com irmão Liam e anuncia saída do Oasis

Depois de cancelar o show do Oasis no festival Rock En Seine, nesta sexta-feira (28) em Paris, o guitarrista Noel Gallagher anunciou sua saída da banda. Em comunicado divulgado nesta tarde no site oficial, o músico pediu desculpas aos fãs e disse que não aguentava mais trabalhar com seu irmão, Liam.

"É com alguma tristeza e um grande alívio que venho comunicar a vocês minha saída do Oasis nesta noite. As pessoas podem escrever e dizer o que quiserem, mas eu simplesmente não posso mais continuar trabalhando com Liam um dia a mais sequer. Desculpe todas as pessoas que compraram ingressos para os shows em Paris, Konstanz e Milão", escreveu Noel.

A banda estava escalada como atração principal desta sexta-feira no festival francês. Minutos antes de subir ao palco, depois da escocesa Amy Macdonald, os irmãos brigaram no backstage. Segundo a própria cantora, que escreveu em sua página no Twitter, Liam destruiu a guitarra de Noel.

No final de semana passado, a banda já havia cancelado um show no V Festival da Inglaterra alegando uma suposta laringite de Liam, o que intensificou os boatos de separação do Oasis.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/08/2009 - 19:52

Comentar - Comentários (6)

Claudio no Sarau

Tive que escrever o nome dele sem acento e sem o apelido clássico, Coloradaço, porque qualquer acento e todo o cê-cedilha desconfigura ali na parte do título. Mas o fato é que o nosso amigo colorado, o altamente corneteiro mas sempre bem-humorado Cláudio Coloradaço, foi ontem ao Sarau da Internet. Pena que a Anna, o Leandro e os demais gremistas-símbolos do nosso blog não puderam aparecer por lá. Valeu a presença, CC! Adorei te conhecer. Ah, e o Coloradaço foi com um amigo gremista, o Fernando. O homem não é tão xiita quanto parece.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/08/2009 - 16:34

Comentar - Comentários (6)

Monumental de novo

Essas vitórias do Grêmio no Olímpico fazem a gente esquecer todas as tristezas. E acreditar que dá pra reverter o nosso quadro da dor fora de casa.

E vem aí o Lucio. E o Leandro. E o Perea voltou a fazer gol. E tem o Souza. E o Máxi. Vai dar, sim.

(Não deu uma certa pena do Celso Roth na entrevista dele? Pena sem raiva, só pena mesmo. Sei lá, foi o que eu senti.)

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/08/2009 - 22:39

Comentar - Comentários (8)

Nosso mundo

Só algumas notícias da semana que confirmam que o mundo é mesmo um lugar estranho, pra se dizer o mínimo.

- D 'O Globo: Chega a 61 o número de acusações de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, de 65 anos, especialista em reprodução assistida. Uma mulher, que veio da Europa para depor contra o médico, contou à delegada Celi Paulino Carlota, responsável pelo inquérito, que sofreu abuso sexual durante uma consulta com Abdelmassih. As cidades de residência das testemunhas e os detalhes dos crimes não podem ser revelados, já que o processo está sob segredo de Justiça. A polícia não confirma nem a nacionalidade da vítima. Abdelmassih era um dos grandes nomes mundiais em reprodução humana. (Minha opinião -que ninguém perguntou, aliás: o tarado, que ainda por cima cobrava uma fortuna pra realizar os seus renomados serviços, tinha era que passar uma noite em cela comum. Os companheiros de cela certamente resolveriam o problema dele.)

- Desconto em ligações telefônica para gagos, projeto de autoria do vereador Cassiá Carpes que foi apresentado na Câmara de Porto Alegre. Nem tem o que comentar.

- O Grêmio continua sem vencer fora do Olímpico. Segundo especialistas, nosso time é um exemplo para todos os maridos: manda ver em casa e é inofensivo da porta pra fora.

- Já o Rubinho venceu a primeira corrida em cinco anos. Cinco anos.

Mundo, mundo, vasto mundo...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/08/2009 - 11:44

Comentar - Comentários (3)

A amiga Anna fala do show do Rei

"Roberto Carlos é um clássico, mesmo quem não gosta deveria assistir ao show dele pelo menos uma vez na vida, nem que seja para conferir o porquê dele ser o Rei (fui movida por esta curiosidade: afinal, o que esse homem tem que carrega multidões atrás dele?).

A primeira coisa que impressiona é a organizãção do show. Logo na chegada ao Gigantinho várias pessoas uniformizadas organizando as filas, dando informações, cuidando das pessoas. Apesar da multidão, não tem confusão na entrada, tudo muito civilizado. Dentro do Gigantinho permanece esse "clima de primeiro mundo", quebrado apenas pela falta de um sistema de ar-condicionado ou algo do gênero que aplacasse o calor. As arquibancadas lotaram rapidamente enquanto as cadeiras numeradas iam sendo ocupadas mais lentamente ("plateia dos ricos" como suspirou uma senhora sentada ao meu lado na arquibancada), mas também foram completamente ocupadas antes do show.

O público também me causou surpresa. Desde caravanas de senhoras com faixas nas quais se liam declarações de amor até casais de namorados jovens, que curtiram o show enquanto trocavam carinhos (namorados de todos os gêneros, menina X menino, menina X menina e menino X menino, o Rei é GLS também, surpresa!), o tipo de público que eu não esperava encontrar.

O show começa com a banda tocando "Como é grande o meu amor por você", e nessa hora já se nota a qualidade do show. A banda é formada por músicos experientes (no final ele apresenta um por um, estão com ele há varios anos) e a qualidade só não é melhor por causa da acústica do local. No canto do palco havia um grupo de violinistas e violoncelistas (acho que era isso) que depois ele apresenta como sendo músicos da Ospa convidados para a turnê gaúcha (e a plateia vem abaixo quando ele fala na Ospa, bem coisa de gaúcho).

Depois ele entra e a plateia fica uns 10 minutos aplaudindo. Outra surpresa: quando ele entra no palco todos levantam e, depois dos aplausos, sentam novamente! Assistimos ao show sentadas mesmo na arquibancada, com os jovens respeitando os mais velhos, que não aguentariam ficar de pé o tempo todo (coisa de Brasil ficar surpresa com um gesto de boa educação). Os mais afoitos, que queriam dançar (?) iam para os cantos, sem atrapalhar ninguém.

O show transcorre como uma peça de teatro bem ensaiada: ele fala as mesmas coisas que vemos nos especiais da Globo (uma amiga minha foi no show de sexta, comparamos o que ele disse e foram exatamente as mesmas frases de amor pela mulher gaúcha, que é linda e etc... puxa-saquismo básico), ele sabe exatamente a reação da plateia a cada intervenção e se utiliza disso para causar comoção. Profissionalismo total. 

Mas mesmo assim, o show me causou impacto. As músicas são as mesmas de sempre  e algumas delas ficam muito bonitas ao vivo. Isso foi outra coisa que me surpreendeu: nunca dei bola para o RC, mas o pior é que algumas das músicas são bonitas, sim. E sabe-se lá por que razão, enchi os olhos d'água quando ele cantou "Outra vez"...   

Quando se aproxima do fim do show, o pessoal que está nas cadeiras da pista se levanta e se aproxima do palco, provavelmente para esperar pelas rosas. Nessa hora dá pra ver algumas demonstrações de histeria, senhoras com flores, faixas e presentes nas mãos para entregar a ele, que retribui e se esforça para pegar tudo o que lhe é alcançado (e pega mesmo, lê o que está escrito, retribui com olhares e palavras a quem lhe entrega o presente), achei isso muito legal, acho que fã merece essa consideração. As rosas que ele joga (beija uma por uma antes de jogar) são disputadas a tapas por senhoras bem vestidas (a plateia dos ricos, lembra?), mas algumas ele entrega na mão de quem está se esprendo entre os seguranças (de novo, legal da parte dele). Ele se vira para a plateia das laterais e joga algumas rosas para lá também, talvez compensando o fato de ter se dirigido pouco a elas durante o show (ele fica quase o tempo todo parado no centro do palco).

Enfim, ele é o Rei e sabe disso, e se comporta como tal. Saí do show entendo mais a razão da comoção que ele causa, gostando mais dele e até com vontade de colocar algumas músicas no meu aipódi..."
 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/08/2009 - 14:34

Comentar - Comentários (4)

Este homem merece tudo

                          http://2.bp.blogspot.com/_XqSuCOIY_8E/SVrHUE4FJiI/AAAAAAAADUE/yYEL9PtwMus/s400/Goleiro+Victor+-+Gr%C3%AAmio+x+Galo.jpg

Este é o cara. Merece um busto, uma estátua, um templo, o mundo. Segurem este homem no Olímpico, senhores. O que ele faz, não tem preço.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/08/2009 - 19:46

Comentar - Comentários (5)

Recado para a loira bonitona do Sarau do Rei

O nome do livrinho vermelho do Xico Sá é Catecismo de Devoções, Intimidades e Pornografias, da Editora do Bispo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/08/2009 - 17:02

Comentar - Comentários (2)

O Sarau do Rei

O Sarau da terça passada entrou na onda Roberto Carlos 24 horas, com o Rei vivendo sua estadia portoalegrense majestosamente instalado em alguma Suíte Real. Foi bem divertido e o que achei mais bacana foi a cabeça aberta dos fãs do RC que estiveram no Ocidente, uma turma bem-humorada que riu das nosssas bobagens e ainda ficou para o show d'Os Carlos (em formação reduzida, só voz -ou quase- e cordas).

Entre as bobagens citadas, uma foi a tentativa de imitar as letras em que o Rei homenageia diferentes figuras (a mãe dele, o caminhoneiro, a mulher de óculos, a mulher de 40, a mulher pequena e etc). No caso, as homenagens foram ao trio Katia Suman, Profe Fischer (que havia sido indicado naquele dia a Candidato a Patrono da Feira do Livro) e Professor Moreno. Pois a Katia intimou e aí vão as letras, só por curiosidade científica.

MULHER ALTA

Ela me abraça e é tão alta/ Menina peralta/ Fico na ponta do pé/ E beijo a boca dessa mulher/ Mulher alta/ Você passa e me deixa louco/ Mulher alta/ Por você eu queria ter crescido mais um pouco/ Mulher alta/ Se eu deixo a desejar na vertical/ Mulher alta/ Vou te provar o meu valor na horizontal.

CANDIDATO A PATRONO

Candidato a Patrono/ Dessa vez vai dar/ Candidato a Patrono/ Essa edição vai te consagrar/ Candidato a Patrono/ Minha urna é toda tua/ Eu te dou o meu votinho/ Candidato a Patrono/ Te levo pra cama/ Te leio todinho.

PROFESSOR DE GREGO

Mestre da sabedoria/ Desde que te conheci/ Sou escravo a cada dia/ Da tua mitologia/ Hoje não temos segredo /De Zeus eu sigo o exemplo/ Para ser o teu efebo/ Meu professor de grego/ O teu platão eu contemplo/ Meu professor de grego/ Vem com tudo pro meu templo.

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/08/2009 - 16:56

Comentar - Comentários (6)

Todo dia ele faz tudo sempre igual

Perde. Nada como um jogo do Grêmio fora de casa pra deixar um domingo cinza e molhado mais sem-graça ainda.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/08/2009 - 22:44

Comentar - Comentários (6)

"Sirvam nossas picanhas de modelo a toda terra"

A frase acima tá no post inspirado da Katia Suman sobre o Bagualssaro, um momento ímpar na obra da nossa fundadora. Tem que ler. E te cuida, LFV.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/08/2009 - 10:34

Comentar - Comentários (0)

efemérides

.A todos que são pais e a todo mundo que tem um, Feliz Dia dos Pais.

.A todos que são gremistas, bom jogo hoje. Há de ser.

.E especialmente pra Anna: feliz aniversário atrasado! A mala aqui esqueceu de fazer um post comemorativo há dois domingos (foi, né?). Um beijão e muitas coisas boas sempre.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/08/2009 - 10:29

Comentar - Comentários (1)

Nasceu a minha xará
"Gana" mit Kind

A gorila Gana segura seu bebê no zoológico de Muenster, na Alemanha. A recém-nascida, chamada Claudia, nasceu no domingo. E parece comigo quando eu era baby.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/08/2009 - 22:40

Comentar - Comentários (10)

Ópio do povo mesmo

Grêmio 4 X 1 no Cruzeiro. Pelo menos até quinta, dia de jogo com o Palmeiras, a gremistada unida tem motivos pra comemorar. (Lília e Márcio, juro que lembrei de vocês sem nenhuma maldade. Não gosto de ver os amigos chateados, mas é a vida. Na Libertadores a gente é que foi ao inferno por causa dos mineiros.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/08/2009 - 22:25

Comentar - Comentários (2)

A menina da Disney

Que tragédia a história da menina de 15 anos que morreu de pneumonia voltando da Disney. Há poucos dias, meu filho de 16 anos foi em uma dessas excursões com a turma para Porto Seguro e adoeceu lá. Pneumonia. Fui buscar o guri em Salvador, e nunca fiz nada tão certo na vida. Opinião de consumidora: não acho que as empresas que organizam essas viagens da gurizada cuidem muito bem dos filhos da gente. Além do Theo, outros meninos ficaram doentes e foram deixados nos quartos sozinhos, com febre de mais de 38º. Sim, os monitores passavam de manhã e de tarde nos apartamentos, mas não é o bastante. E, ao menos no caso do Theo, a enfermeira sequer foi ao quarto, ele é que precisou ir até a enfermaria com quase 39º de febre. E os remédios receitados foram cobrados dele na hora, quase cem reais. Pelo preço que se paga por essas excursões, seria decente que os doentes fossem medicados sem custos, ou ao menos que deixassem para cobrar dos pais dos meninos na volta. Péssima experiência. Por tudo isso, não consigo parar de pensar na menina da Disney, nos pais dela e de como é fácil tudo perder a graça de repente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/08/2009 - 22:22

Comentar - Comentários (3)

Antes que algum colorado fale

Todo mundo sabia que o Grêmio não ia ganhar ontem. Não foi surpresa pra ninguém. Minha sugestão é o Fernando Carvalho dar um pulo lá no Olímpico e passar uma descompostura no nosso vestiário.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 31/07/2009 - 09:30

Comentar - Comentários (5)

Breves linhas sobre o assunto preferido do blog

Passamos do Santo André. Quinta tem São Paulo lá, e fácil não vai ser, mas tricolor que é tricolor nunca perde a fé. Boa semana dos Dez Anos de Sarau aos amigos que vêm aqui e um beijão para os queridos e fiéis companheiros do blog. Querendo aparecer na terça pra comer um bolinho, a gente espera todo mundo no Ocidente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/07/2009 - 23:08

Comentar - Comentários (10)

Dois filmes no findi

Não basta ser mãe, tem que ir ao cinema com o filho doente. Com 24 salas (!) exibindo Harry Potter (que já vimos), sobra pouca coisa do interesse juvenil. Então a família assistiu:

A Proposta, com a Sandra Bullock dando uma de editora-diaba que inferniza a vida do seu pobre assistente (Ryan Reynolds). Mas como ela é uma candense que vai ser deportada (premissa meio estranha), acaba forçando o assistente a casar com ela. O final todo mundo adivinha como vai ser, mas o filminho funciona. E casar com o Ryan Reynolds, com o perdão da galinhagem, não seria obrigação pra ninguém, nem pra Sandra Bullock (que, aliás, aquele ex-zagueiro do Grêmio, o argentino Schiavi, já pegou).

Inimigos Públicos, com o Johnny Depp no papel do gangster dos anos 30 John Dillinger, que rouba os bancos, mas não leva o dinheiro dos clientes. Ele se apaixona pela Piaf, quer dizer, pela Marion Cottilard, e é caçado pelo Christian Bale. Muitos tiros e peitos furados esguichando sangue depois, uma conclusão: filme de gangster é chato para cacete. Mas pelo menos tinha o Johnny Depp.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/07/2009 - 22:21

Comentar - Comentários (2)

O homem mais azarado do mundo

É o Rubinho. Não ganha nada, tem aquela cara de sofredor crônico e o carro dele ainda perde uma mola que quase mata o Felipe Massa. E se ele tentasse um emprego n'Os Trapalhões?

                             http://2.bp.blogspot.com/_18Js19etM3c/STnA_JYWbAI/AAAAAAAAFhs/BlfSsiAFQsU/s400/Rubinho-chorando_tn.jpg   


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/07/2009 - 15:40

Comentar - Comentários (4)

Melhor ser alegre que ser triste

"Foi-se a alegria da naçao tricolor. Dalhe-AVAI!!!!!!!!!!!TIMINHO!TIMINHO!TIMINHO!!!!!!Segunda divisao. A segundona ta chamando voces de novo."  Postado por campeao do mundo fifa em 23/07/2009 - 07:16

Em homenagem ao campeão do mundo fifa, que postou tão simpático recado bem cedinho nessa manhã, aí vai o Samba da Benção, do Vinícius. Trilha sonora bacana para alegrias que não se vão por tão pouco. E que faz da tristeza apenas a matéria-prima para coisas bem maiores. Quem sabe, sabe...

É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não

(Falado)
Senão é como amar uma mulher só linda
E daí? Uma mulher tem que ter
Qualquer coisa além de beleza
Qualquer coisa de triste
Qualquer coisa que chora
Qualquer coisa que sente saudade
Um molejo de amor machucado
Uma beleza que vem da tristeza
De se saber mulher
Feita apenas para amar
Para sofrer pelo seu amor
E pra ser só perdão

(Cantado)
Fazer samba não é contar piada
E quem faz samba assim não é de nada
O bom samba é uma forma de oração

Porque o samba é a tristeza que balança
E a tristeza tem sempre uma esperança
A tristeza tem sempre uma esperança
De um dia não ser mais triste não

(Falado)
Feito essa gente que anda por aí
Brincando com a vida
Cuidado, companheiro!
A vida é pra valer
E não se engane não, tem uma só
Duas mesmo que é bom
Ninguém vai me dizer que tem
Sem provar muito bem provado
Com certidão passada em cartório do céu
E assinado embaixo: Deus
E com firma reconhecida!
A vida não é brincadeira, amigo
A vida é arte do encontro
Embora haja tanto desencontro pela vida
Há sempre uma mulher à sua espera
Com os olhos cheios de carinho
E as mãos cheias de perdão
Ponha um pouco de amor na sua vida
Como no seu samba

(Cantado)
Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não

Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração

(Falado)
Eu, por exemplo, o capitão do mato
Vinicius de Moraes
Poeta e diplomata
O branco mais preto do Brasil
Na linha direta de Xangô, saravá!
A bênção, Senhora
A maior ialorixá da Bahia
Terra de Caymmi e João Gilberto
A bênção, Pixinguinha
Tu que choraste na flauta
Todas as minhas mágoas de amor
A bênção, Sinhô, a benção, Cartola
A bênção, Ismael Silva
Sua bênção, Heitor dos Prazeres
A bênção, Nelson Cavaquinho
A bênção, Geraldo Pereira
A bênção, meu bom Cyro Monteiro
Você, sobrinho de Nonô
A bênção, Noel, sua bênção, Ary
A bênção, todos os grandes
Sambistas do Brasil
Branco, preto, mulato
Lindo como a pele macia de Oxum
A bênção, maestro Antonio Carlos Jobim
Parceiro e amigo querido
Que já viajaste tantas canções comigo
E ainda há tantas por viajar
A bênção, Carlinhos Lyra
Parceiro cem por cento
Você que une a ação ao sentimento
E ao pensamento
A bênção, a bênção, Baden Powell
Amigo novo, parceiro novo
Que fizeste este samba comigo
A bênção, amigo
A bênção, maestro Moacir Santos
Não és um só, és tantos como
O meu Brasil de todos os santos
Inclusive meu São Sebastião
Saravá! A bênção, que eu vou partir
Eu vou ter que dizer adeus

(Cantado)
Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não

Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração

(E pra quem quiser ouvir: http://www.youtube.com/watch?v=pdStj4D28vY. Lembrei dessa música porque, nesse exato momento e até às 10h, estou em Salvador, terra da Katia Suman. O motivo não é alegre, mas me faltam razões para ser triste. Portanto, dá-lhe, Vinícius.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/07/2009 - 08:09

Comentar - Comentários (2597)

E deu Grêmio no Gre-Nal do Centenário!!!!!!

O Grêmio foi o grande vencedor do Gre-Nal do Centenário contra o Inter. Não só pela virada por 2 a 1, conquistada no segundo tempo, mas também pela retomada do moral da equipe de Paulo Autuori, o domínio amplo sobre o maior rival, que caiu para a terceira posição no Campeonato Brasileiro, e a quebra de um tabu que já durava sete jogos. A última vitória gremista tinha sido em 2007, por 1 a 0, no Olímpico.

(A notícia é do Terra e a alegria é da Nação Tricolor! Dá-lhe!!!!!!!!)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/07/2009 - 18:18

Comentar - Comentários (28)

Saiu o convidado do sarau Cem anos de Gre-Nal

Recado da Katia Suman: "é o Mário Marcos de Souza, que escreveu, junto com o David Coimbra e o Nico Noronha, a História dos Gre-Nais." 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/07/2009 - 14:46

Comentar - Comentários (4)

cem anos de gre-nal no sarau

Torcida gremista e colegas colorados, olha aí um Sarauzito pra espantar o frio e lotar o Ocidente no dia 20: Cem Anos de Gre-Nal, com a participação de algum ilustre convidado que eu ainda não sei quem é. Aguardem o e-mail da Katia Suman amanhã. E vamos azular a noite na próxima terça.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/07/2009 - 19:14

Comentar - Comentários (12)

Comments liberados

A Katia Suman e o Tiago da Woodoo resolveram a encrenca. Era barbeiragem minha. Acontece que eu posto as fotos com o código dos sites de onde elas vêm (entender que códigos são esses é um problema pra depois), daí o nosso site tranca. E entra a música dos Trapalhões como trilha. (Mas o lance das palavras desconfigurarem quando eu uso acentos no título ainda continua um mistério. Quando é possível eu dou uma volta, usando comments em lugar de comentários, por exemplo. Mas o que fazer quando a palavra não tem um sinônimo sem acento em português ou uma versão em inglês à altura da sua grandeza, como... Grêmio?)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/07/2009 - 18:16

Comentar - Comentários (5)

E o cruzeiro, hein?

Meus queridos amigos mineiros Márcio e Lília, foi papelão. Tiraram os gaúchos da brincadeira pra acabar assim?

TimedeVernarrasouCruzeiro.jpg Time de Verón arrasou Cruzeiro image by desportugal_fotos


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/07/2009 - 17:07

Comentar - Comentários (9)

Continuo sem conseguir comentar

Alguém sabe o que pode estar acontecendo?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/07/2009 - 21:09

Comentar - Comentários (4)

Palavras com acento no titulo e comentarios nos posts: nao ta rolando

Tá todo mundo com problema pra comentar aqui? O Sérgio Moreira me escreveu dizendo que tá. Katia Suman, help us!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/07/2009 - 19:10

Comentar - Comentários (1)

Sergio Moreira de volta em grande estilo

Olha o que ele acabou de mandar. A fonte é o Kibe Loco. Valeu, Sergião!

 

“Força, Ronaldo!”


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/07/2009 - 22:57

Comentar - Comentários (2)

O Corinthians faz tudo certo

Ganha do Inter e perde do Grêmio. Grande Timão.

(A foto abaixo eu peguei do Terra/Gazeta Press.)

 

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/07/2009 - 21:01

Comentar - Comentários (2)

Tarde de luxo para os gremistas

Fui, vi e venci. Se o Grêmio jogasse sempre como jogou hoje, o mundo seria pequeno...

O Ronaldo, cada vez que se salientava em campo, era saudado com o grito de guerra RONALDO VIÚVO!!!

E até o Alex Mineiro e o Jonas acertaram a pontaria. Que tarde.

 

Olha aí os dois reabilitados na foto do Valdir Friolin, da Zero Hora. Dá-lhe!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/07/2009 - 20:57

Comentar - Comentários (1)

Um dia depois do niver da Katia Suman

Aí vai o amor dos amigos do blog e superdesejos de milhões de coisas boas sempre. A Katia Suman é coisa nossa!

                       http://www.clicrbs.com.br/rbs/image/6097731.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/07/2009 - 11:56

Comentar - Comentários (2106)

Ontem na BandNews

Ontem conheci o Sérgio Couto e o pessoal que faz a BandNews, só gente finíssima. E o Sérgio (gremista!) tem um blog bem bacana em que rolam, não necessariamente nessa ordem, muito futebol e sacanagem de classe. Pra quem se interessar, vale a visita: http://www.finalsports.com.br/03/blog_serginho


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/07/2009 - 16:54

Comentar - Comentários (3)

Concordando com o leandro e com a Sabrina

1.Não vai dar com esse Paulo Autuori. Muita fleuma, muita filosofia, muita calma. O Grêmio não é isso.

2.Mas com o Celso Roth, também não dava.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/07/2009 - 10:07

Comentar - Comentários (15)

O bizarro costume de gozar com o membro alheio

Este post, dedicado aos bravos vice-campeões da Copa do Brasil, é auto-explicativo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/07/2009 - 10:04

Comentar - Comentários (0)

Bom domingo atrasado

Só pra não passar o final de semana em branco, aí vão os desejos de um bom final de domingo pra todo mundo. Se acontecer alguma surpresa favorável à gremistada hoje (o que parece meio duvidoso), volto mais tarde pra postar um continho. Nessa semana nervosa vou postar também uma entrevista e tentar retomar o blog direitinho. E também não vou comer doce (é minha promessa aos deuses do futebol pra quinta-feira).

E pelo menos o Brasil não perdeu. Já basta tudo o que os Estados Unidos nos levaram na vida.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/06/2009 - 17:42

Comentar - Comentários (20)

Por uma graça alcançada (ainda que desgraçada)

Seja como for, funcionou. Vou comprar uma vela de 7 dias e reforçar os votos de fé.

                                 

http://worlddy.files.wordpress.com/2009/04/oracaosantoexpedito1.jpg   


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/06/2009 - 09:56

Comentar - Comentários (11)

Hoje, 21h50, onze em campo, milhares torcendo e ele ali na retaguarda

http://images.quebarato.com.br/photos/big/7/5/2D0675_3.jpg

Nossa fé, nossa raça, nossa vontade e mais a fé em Santo Expedito. Eu acredito que a gente vai conseguir.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/06/2009 - 14:57

Comentar - Comentários (7)

Em tempo de muda, jacu não pia

Sábio ditado para adiar os comentários sobre futebol por mais alguns dias. E dá-lhe, Grêmio.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/06/2009 - 14:19

Comentar - Comentários (2)

Dica de teatro: Ensina-me a Viver

Aí vai a dica entusiasmada da companheira de blog Ísis R.: "Faz uma propaganda da peça "Ensina-me a viver" que tá em cartaz no São Pedro. É que se tu falar, mais gente vai assistir e eu adoraria que o mundo inteiro pudesse fazer isso. hehe Sim, sou apaixonada pela montagem e faço propaganda de graça. Esse é um bom assunto. :P

Tá dado o recado!

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/06/2009 - 14:18

Comentar - Comentários (1)

Quanto tempo



Sabe aqueles amigos que a gente para de procurar por pressa, vai deixando pra ligar mais tarde e não liga nunca, pensa em encontrar, mas não se mexe pra isso, e um dia acaba perdendo? Sou eu aqui no blog nessas últimas semanas.

Viajei, voltei, trabalhei, entreguei meu livrito, peguei gripe suína (ou algo próximo disso), entrei em uma e confusão, tudo sempre me dizendo: de noite eu escrevo no blog. Não escrevi, o tempo passou e antes que a coisa acabe, resolvi tomar vergonha na cara e voltar.

Tem também o fato de eu estar com pouco assunto, mas assunto a gente acha. Sugestões são sempre bem-vindas.

E claro que os dois jogos da quarta serviram de estímulo pra minha volta. Fazia meses que eu não dormia com buzinas felizes do lado gremista, mesmo que o nosso jogo tenha sido triste.

A todos que não foram embora, beijos tricolores e pródigos.

Até mais.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/06/2009 - 19:01

Comentar - Comentários (13)

Um post de longe

Nesse momento, da minha janela, vejo uma baía sem fim com um sol inacreditável que faz a temperatura chegar aos 35º às 9h50 da manhã. E em Porto Alegre, o frio pegando. Estou em Miami, não Beach, mas Downtown, em uma região onde os prédios mais velhos não têm mais de quinze anos. Cidade sem história, sem cultura, meca dos consumidores compulsivos e seja lá mais o que falem, é preciso reconhecer que é bem bacana por aqui. A língua oficial é quase o espanhol, falado dos lugares mais pobres aos mais nobres. A cidade é incrivelmente limpa e as pessoas, do senhor que faz o papel de xerife do metrô ao Presidente da Academia de Televisão, educadíssimas. Cheguei na quinta para participar da semifinal do prêmio Emmy para a América Latina, e meu primeiro contato com essa situação me deixou de boca aberta. Quando que, em Porto Alegre ou em São Paulo, um diretor de qualquer agência de propaganda, por mais irrevelente que seja (a agência e o diretor), se dignaria a cumprimentar uma profissional da base, como eu, chamando-a pelo nome e mostrando-se realmente encantado com a presença da dita cuja no evento? Pois aqui aconteceu o tempo inteiro. Como era bordão em um programa humorístico de milhões de anos atrás, quem não está acostumado com isso, estranha.

Vim a convite da HBO, que tem na sua equipe as pessoas mais finas, educadas e delicadas do mundo. E que colocaram a todos nós, jurados latinos, no Viceroy Hotel, de apenas 4 meses de funcionamento e que foi projetado pelo arquiteto megafamoso Philip Starck. Se eu parecer uma brasileira deslumbrada, é isso mesmo!

Outra coisa que impressiona: as pessoas de idade, porque trabalharam a vida inteira e agora merecem aproveitar o tempo livre, estão nos restaurantes, nas lojas, nos shoppings, nos cinemas, nos teatros. Mas de idade mesmo, a maioria aparenta ter mais de 80 anos. Enquanto isso, no nosso país, a aposentadoria mal dá para comprar os remédios que os idosos precisam.

Volto hoje, não sem antes de atravessar a cidade em busca de rodas, shape e trucks de skate para o meu guri. E aqui vai o meu hotelzinho, só para ilustrar o post. Até amanhã!

                                                  

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/06/2009 - 11:21

Comentar - Comentários (8)

1X1 suado e merecido

Para a nossa ala tricolor que quase morrreu com aquele gol no início e as dificuldades surreais do campo mais podre da América, parabéns por ontem. E dá-lhe, Grêmio.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/05/2009 - 08:06

Comentar - Comentários (9)

Ainda bem que o time tem mais estilo que a camisa nova...

                                                      Divulgação/Foto Blog Clube da Bolinha

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/05/2009 - 16:45

Comentar - Comentários (12)

Enquanto isso, no Festival de Cannes
AP
Algumas vezes as legendas são totalmente desnecessárias.

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/05/2009 - 18:47

Comentar - Comentários (2)

Algumas coisas sobre homens

(Uma das bobagens que eu queria ler ontem no Sarau.)

Qual  o nome do livro mais fino no mundo?
"Tudo que os homens sabem sobre as mulheres".


Quantos homens sao necessários para trocar o papel higiênico do banheiro?
Ninguem sabe. Isto nunca aconteceu.

Por que os homens sempre dao nomes aos seus pintos?
Porque nao gostam que um estranho tome 90% das decisões por eles.

Qual o o nome daquele pedaço insensível na base do pênis?
Homem.

Como se sabe que os homens têm 50 gramas a mais de cérebro que um cachorro?
Porque eles se comportam relativamente bem em festas e nao tentam fazer sexo com os joelhos dos outros. Não nas festas, pelo menos.

Por que a psicanálise é mais rápida para os homens que para as mulheres?
Porque, quando chega aquela parte do tratamento de voltar à infância, o homens ainda estão lá. 

O que um clitóris, um aniversario e um vaso sanitário têm em comum?
Os homens nunca os acertam...

"Mamãe, o que é um orgasmo?"
"Nao tenho a mínima idéia. Pergunte ao seu pai."
 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/05/2009 - 08:39

Comentar - Comentários (9)

La cucaracha en Recife

Ontem, dia do Sarau dos Homens, eu tinha um estranho compromisso: amanhecer em Recife, do outro lado do mundo (o meu, pelo menos), para fazer o visto americano. Eu nem lembrava que isso existia, e nem tinha planos de renovar o meu, vencido desde 2005, até receber um inesperado e mais que surpreendente convite para uma viagem-relâmpago a trabalho no início de junho.

O primeiro passo foi procurar a Top Vistos, na Andrada 1137/13º andar, recomendação da Cláudia Luce, da agência de viagens Casa de Turismo, que eu também gostaria de recomendar. Vai aqui um merchandising, porque as moças da Top Vistos merecem. A Cláudia Chagas, a Ana e a Monika encaminharam tudo para mim, inclusive conseguindo agendar uma data para a entrevista no Consulado Americano. É bem verdade que teve que ser em Recife, porque os consulados do Rio, São Paulo e Brasília não tinham datas disponíveis antes da metade de junho. Mas como quem está na chuva é mesmo para se queimar, topei. Além de organizar meus documentos, a Monika ainda simulou uma entrevista comigo, treinando todas as perguntas que o cônsul poderia vir a me fazer, e me sugeriu levar alguns dos meus livros, para o caso de precisar provar mais vínculos com o Brasil além de um trabalho estável, um apartamento em aquisição e um filho de 16 anos que aqui ficaria, sozinho e sem saber fritar um ovo (aliás, ele nem come ovo).

O voo da Azul Linhas Aéreas POA-Recife, o mais barato que encontrei, levou 6 horas. O avião da nova companhia aérea é bem novinho, mas tem pouquíssimo espaço entre as poltronas até para mim, que tenho a estatura média do homem recifense (a mulher recifense é mais baixa que eu, como pude alegremente comprovar). Só sei que a minha entrevista era às 10 horas e, como o aconselhável é chegar uma hora antes, às 8 da manhã eu estava na frente do Consulado dos Estados Unidos de Recife.

Essa aí é outra que não dá para entender: Recife tem Consulado Americano e, Porto Alegre, nada.

Bom, só quero dizer que a fila, às 8 da manhã, se arrastava até o fim do quarteirão. Ainda não tinham sido atendidos os cucarachas das 8 e já os das 9 e os das 10 se amontoavam na mesma calçada.

Depois de perguntar a uma funcionária se ela achava possível eu pegar meu voo de volta às 13h40, e ouvir dela, aos gritos, que eu fosse embora se não queria esperar, entrei na fila. Em um intervalo de três horas em pé rolou sol (40ºC), chuvisqueiro leve, mais sol (60ºC), tempestade tropical e muito mais sol (80º). Minha roupa molhou e secou no corpo duas vezes. Teve uma hora em que choveu tanto, mas tanto, que uma das minhas lentes de contato caiu do meu olho.

E tudo isso é verdade.

Enfim dentro do consulado, a coisa melhorou um pouco. Os funcionários eram educados, mas a demora continuava. Ao meio-dia eu aceitei que só um milagre me faria chegar às 13h no aeroporto. Pena eu não cultuar o Padim Ciço dos nordestinos. Minha ficha era a 541, o que significavam 540 pessoas na minha frente. Lá pelas 13h15 o cônsul me chamou e me fez todas as perguntas que a Monika da Top Vistos havia treinado comigo: por que você veio fazer o visto tão longe de Porto Alegre, por que essa empresa está pagando a sua viagem, por que essa empresa escolheu você para participar do tal evento, por que a sua empresa prestadora de serviços se chama Mulher Feia Textos e Roteiros Ltda? Aí foi que eu mostrei o livro da Mulher Feia e o cônsul amansou. Gostou do tema, me convidou a escrever sobre a vida sexual do americano feio, ficou com o livro e ainda quis que eu autografasse. Gente finíssima, ele.

Saí com o visto e os desejos do cônsul de uma boa viagem, mas com minha volta para Porto Aegre irremediavelmente perdida. O próximo voo da Azul para cá era às duas da madrugada. Acabei tendo que comprar um trecho caríssimo da Tam com conexão em Brasília, voo que deveria chegar às 22h20 aqui, mas claro que chegou às onze.

Àquela altura, suja, cansada e fedendo, só me restou ir para casa.

Mas na semana que vem, seja lá o tema que for, prometo uma participação de luxo no nosso querido Sarau.

Um cheiro para todos, como diria o Luis Caldas, aquele nordestino que cantava Tieta.

                                                   http://1.bp.blogspot.com/_j1gKg278Gkk/SYhn1brZCyI/AAAAAAAAAKA/owmGGtxtVPI/s320/barata.jpg

Na foto, eu na fila do Consulado Americano de Recife, enquanto ainda acreditava que voltaria para casa a tempo de participar do Sarau.

 

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/05/2009 - 08:23

Comentar - Comentários (11)

Sarau dos Homens

Fica aqui uma singela homenagem a essa valorosa espécie que merecia mesmo ser reconhecida no Sarau Elétrico. Se bem que as gurias vão gostar mais da homenagem que os moços, acho.

http://3.bp.blogspot.com/_mYxsY8QSXmU/SS2Sq5ZYoDI/AAAAAAAAAU0/IdlIzeQjUzQ/s400/woody_allen.jpghttp://www.rtvchannel.tv/wp-content/uploads/2009/04/noel-gallagher3.jpghttp://beaut.ie/blog/wp-content/uploads/2008/10/liam_gallagher.jpghttp://redvelvetgirls.typepad.com/.a/6a00d8341c767c53ef011168640617970c-800wihttp://www.icicom.up.pt/blog/muitaletra/arquivos/luis_fernando_verissimo.jpghttp://www.bloomberg.com/apps/data?pid=avimage&iid=imnDwmoqs0Jkhttp://poponthepop.com/images/gallery/brad-pitt-gorgeous.jpg

http://www.belasletras.com.br/images/LUIS_AUGUSTO_FISCHER.jpghttp://2.bp.blogspot.com/_XqSuCOIY_8E/SZrsx4221gI/AAAAAAAAEU4/tI7ScFpLSfM/s400/Maxi+Lopez+%C3%A9+apresentado+1+(4).jpg

Woody Allen, Noel Gallagher, Liam Gallagher, Adrian Brody, Luis Fernando Verissimo, Philip Roth, Brad Pitt, Profe Fischer, Profe Moreno e Maxi Lopez. Bah, me puxei. E tem muito mais no Sarau dos Homens.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/05/2009 - 16:47

Comentar - Comentários (10)

desculpas sinceras

.Pelo sumiço. Faltou tempo e, principalmente, inspiração.

.Porque amanhã, mas só amanhã, vou faltar ao meu programa preferido das terças para ver o Noel e o Liam. Chato é perder o trio do Sarau em ação com o André Damasceno.

.Na quarta, notícias do Oasis e mais atualizações direto da redação.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/05/2009 - 22:09

Comentar - Comentários (21)

Bem-Vindo ao detran RS

                                                      http://2.bp.blogspot.com/_bhKBOjDwcAs/R3RbALcvocI/AAAAAAAAADA/gY-h1vTG4wo/s400/depressao+na+pista.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/05/2009 - 15:15

Comentar - Comentários (10)

Mais esporte espetacular (para gremistas)

Grêmio sobe para 16º em ranking mundial de clubes; Inter é o 32º.

Melhor campanha na primeira fase da Libertadores faz clube gremista pular 35 posições.

Dono da melhor campanha na primeira fase da Copa Libertadores, o Grêmio pulou do 51º para o 16º lugar no ranking mundial de clubes da Federação Internacional de História e Estatística de Futebol (IFFHS), com 191 pontos. O clube gaúcho é o segundo brasileiro a aparecer na lista. O primeiro é o São Paulo, que caiu da sétima para a nona colocação, com 223 pontos.

O Inter subiu da 35ª para a 32ª posição, somando 162 pontos. Antes do time gaúcha aparece o Sport, em 29º, com 169.

Já o Palmeiras está em 35º lugar no ranking. Cruzeiro (45º), Fluminense (70º), Botafogo (84º), Santos (134º), Flamengo (144º) e Vasco (150º) são alguns dos outros clubes brasileiros que aparecem na relação.

Manchester United e Barcelona se mantém como as melhores equipes do mundo na mais recente atualização da lista. Ingleses e espanhois, porém, não são os únicos semifinalistas da Liga dos Campeões que aparecem entre nas primeiras posições. O Chelsea, adversário do Barça, é o terceiro, enquanto o Arsenal está em quinto

Este é o atual ranking da IFFHS:.

.1. Manchester United (ING) 302,0.

.2. Barcelona (ESP) 282,0.

.3. Chelsea (ING) 254,0.

.4. Boca Juniors (ARG) 253,0.

.5. Arsenal (ING) 245,0.

.6. Liverpool (ING) 240,0.

.7. Dínamo de Kiev (UCR) 227,0.

.8. Hamburgo (ALE) 226,0.

.9. SÃO PAULO (BRA) 223,0.

10. Shakhtar Donetsk (UCR) 218,5.

16. GRÊMIO (BRA) 191,0.

29. SPORT (BRA) 169,0.

32. INTERNACIONAL (BRA) 162,0.

35. PALMEIRAS(BRA) 161,0.

45. CRUZEIRO (BRA) 155,0.

70. FLUMINENSE (BRA) 135,0.

84. BOTAFOGO (BRA) 124,0.

134. SANTOS (BRA) 96,0.

144. FLAMENGO (BRA) 92,0.

150. VASCO (BRA) 90,0.

194. ATLÉTICO-PR (BRA) 80,0.

206. GOIÁS (BRA) 78.0.

206. CORITIBA (BRA) 78,0.

224. VITÓRIA (BRA) 74,0.

241. ATLÉTICO-MG (BRA) 72,0.

295. FIGUEIRENSE (BRA) 66,0.

332. NÁUTICO (BRA) 62,0.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/05/2009 - 18:37

Comentar - Comentários (4)

Agora vai: Celso Roth no Galo

O técnico Leão caiu depois de mais uma derrota do Atlético Mineiro no Estadual de Minas. Celso Roth assume com a missão de ganhar do rival Cruzeiro. Bela contratação.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/05/2009 - 11:18

Comentar - Comentários (2)

Receita anti-gripe suína do Professor Moreno

Comer uma feijoada com costela de porco, rabo de porco e pé de porco. "Pra ver quem é que manda."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/05/2009 - 14:37

Comentar - Comentários (3)

Definição de sexo pelo meu amigo Patrick Matzenbacher

"É como dançar tango na horizontal. "


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/05/2009 - 14:34

Comentar - Comentários (2)

Outra do Globo: Noel para aeroporto de Caracas com espirro

Uma cervejinha depois do susto

Noel Gallagher, do Oasis, escreveu no seu blog que ficou assustado ao descer na Venezuela e ver todo mundo no aeroporto de Crack’arse, como ele chamou Caracas, de máscara por causa da gripe suína. Ele conta: “Todo os funcionários com máscaras brancas. TODOS ELES. Parecia algo saído dos romances de Stephen King. De repente me senti completamente nu sem uma. Como se já não fosse ruim o bastante, minha mãe ligou para dizer naquele exato momento que eu deveria tomar muito cuidado ou MORREREI de gripe suína. Juro que nessa hora eu dei um tremendo espirro e todo o aeroporto ficou em silêncio e começou a me encarar! EU QUERO UMA MÁSCARA!”


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/05/2009 - 14:32

Comentar - Comentários (3)

Do Globo: Rubem Fonseca sai da Companhia das Letras

A editora Companhia das Letras acaba de enviar comunicado à imprensa no qual informa que "por decisão comum, deixará de editar as obras de Rubem Fonseca". Segundo a nota, nenhum esclarecimento a respeito deste assunto será prestado pela editora. Quando os livros do escritor se esgotarem, eles estarão disponíveis para publicação por editora da escolha do autor.

A Companhia tem mais de 20 títulos de Fonseca em catálogo, entre eles sucessos como "A grande arte", "Agosto" "Vastas emoções e pensamentos imperfeitos", "Feliz ano novo". Alguns dos títulos também tinham sido lançados em formato de bolso. O mais recente livro do autor lançado pela editora é a coletânea de contos "O romance morreu", de 2007. No momento, segundo fontes do mercado editorial, Fonseca se dedica a um novo romance.

O escritor, que cuida ele próprio das negociações junto a editoras no Brasil, sem a intermediação de um agente literário, se recusa a dar entrevistas há vários anos. A princípio, não possui uma nova casa editorial, o que deverá provocar uma corrida de editoras para publicar sua obra. (foto de Michel Filho em 05-05-2005)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/04/2009 - 17:44

Comentar - Comentários (1)

Tudo tri

Noite linda, dia ótimo. E a gente chegando. É hora de agilizar aquele prometido Sarau Tricolor. Vou contatar os três colorados e é nós.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 29/04/2009 - 09:42

Comentar - Comentários (16)

Homens de marte e de Cuba

Depois de um tempo longe dos cinemas & teatros por causa de trabalho e outras atrapalhacões cotidianas, aí vão as atualizações (minhas, e mínimas...) do sábado.

Os homens são de Marte: A peça com a atriz Mônica Martelli tem como exclusiva preocupação a troca de estado civil de uma mulher solteira já passada dos 30. Alguns momentos são bem engraçados, até porque a atriz é ótima. Confesso que me incomodou um pouco o final, que só foi feliz porque a encalhada arrumou um cara pra casar. Mesmo na leva " texto mulherzinha" (da qual eu, muito a contragosto, parece que faço parte), acho que dá pra não perpetuar esse clichê de que só o casamento salva a mulherada. Quando se vê cada tipo de casamento que tem por aí, e cada marido, dá mais vontade ainda de ficar no modo single pela eternidade. Considerações mau-humoradas (ainda tem hífen?) à parte, aí vão algumas passagens engraçadas que eu consigo lembrar.

Estado civil devia ter cartão de milhagem. Solteira ganha o básico, casada ganha o prata. Se o casamento é duradouro, leva o cartão ouro. Já viuvez é cartão diamante, não tem estado civil como a viuvez: a pessoa já cumpriu tudo que a sociedade espera dela e o marido está lá, garantido, em um lugar de onde ninguém mais pode tirá-lo da mulher.

Essa é pra Katia Suman: em uma festa, as altonas chegam pra enfeitar o salão, chamam a atenção de todo mundo, mas quem consegue se arrumar pra dançar um forrozinho são as baixinhas. As altonas são admiradas como quem é ofendida: porra, mas tu é alta, hein? Puta que pariu, mas olha o tamanho dessa mulher! (A atriz da peça tem 1m80, mas sempre disse que tinha 1m79 pra não assustar os caras.)

A melhor amiga da personagem é uma baixinha, a Natalie, que tem mania de usar chapéu. Quando sai com a Natalie, a personagem se sente andando ao lado de um champignon.

E tem muitas outras passagens engraçadas, só que eu esqueci. A peça deve retomar carreira em 2010, agora para tudo porque a Mônica Martelli está grávida. Diversão garantida pra quem não quer compromisso. Além do casamento, claro.

 

Mônica Martelli. É grandona, bonitona e ótima atriz.

Che: Sim, nos dias que seguem Ernesto Guevara perdeu a condição de herói e virou um terrível monstro sanguinário, maníaco por execuções e tortura. Mas para quem (como a ignorante que vos escreve) prefere ficar com a primeira, e heróica, versão, o filme de Steven Soderbergh é bom. Originalmente com quatro horas e meia, o filme foi dividido em duas partes. A primeira, que está em cartaz, vai até a tomada de Santa Clara, última parada antes da chegada dos revolucionários em Havana. O fio condutor da história é uma entrevista do Che a uma jornalista americana. Benício del Toro foi o melhor ator no Festival de Cannes pelo papel de Che.

Abaixo, os atores, de banho tomado, no Festival de Cannes. Rodrigo Santoro é Raúl Castro e até que dá umas faladinhas.

 

http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/foto/0,,15798084-EX,00.jpg

A voz deles continua a mesma. Mas a barba, quanta diferença...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/04/2009 - 10:46

Comentar - Comentários (6)

E o Lugo, hein?

Dois filhos enquanto era bispo, um quando ele já tinha pedido pra sair. Isso em menos de duas semanas. Imagina o que o padreco e pedófilo Presidente do Paraguai deve ter de filhos com as suas pobres ovelhas espalhados por aí.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/04/2009 - 11:51

Comentar - Comentários (14)

O mundo continua perdido

                                                                 

Tem a história da Susan Boyle, a candidata à cantora que tinha tudo para fazer uma fiasqueira na versão inglesa do American Idol e deixou jurados e públicos maravilhados com sua interpretação de uma música da trilha de Les Miserables. A história dela está aqui: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2009/04/18/conheca-historia-de-susan-boyle-cantora-mais-comentada-do-planeta-755338766.asp

Pois agora a produtora de filmes pornôs Kick Ass, de Los Angeles, está oferecendo um milhão de dólares para que Susan, que confessou jamais ter beijado na boca, perca a virgindade diante das câmeras. Susan é ajudante do pastor em uma igreja do interior da Inglaterra. 

A pobre mulher quer ser cantora e apresentam uma proposta dessas para ela. Mundo, mundo, vasto mundo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/04/2009 - 14:45

Comentar - Comentários (11)

Superdomingo feliz

O que pode ser pior que trabalhar o domingo inteiro? Encerrar o domingo de trabalho ao som de buzinaços e gritos de "Bicampeão". E merecidamente, que isso ninguém discute. Aos amigos do Beira-Estuário, os parabéns da ala azul do blog.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/04/2009 - 19:03

Comentar - Comentários (3)

Como chegamos a isso?

Teve a mãe que matou o filho viciado em crack. A mulher que matou o marido, a irmã e a sobrinha. Hoje, um pai tentou matar o filho e, em Santana do Livramento, outra mãe matou o casal de filhos, de oito e seis anos, antes de se suicidar. No Rio, um casal foi preso por torturar seu bebê de quatro meses, uma menininha que foi internada com as pernas, os braços, várias costelas e o fêmur quebrados (detalhe: as fraturas não aconteceram na mesma ocasião, o que significa que o bebê foi torturado ao longo de um tempo ainda não estabelecido pela polícia). O mundo está cada vez mais doente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/04/2009 - 18:57

Comentar - Comentários (0)

Trilha sonora para cortar os pulsos

N'O Globo de hoje: o site Entertainment Weekly preparou uma lista com as 25 melhores músicas de partir o coração de todos os tempos. Aí vai a lista em ordem decrescente e, como essa ex-nerd não consegue mais fazer aquela mágica de postar o link das coisas, vai também o endereço onde essa simples operação da internet funciona: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2009/04/17/as-25-melhores-musicas-de-partir-coracao-755327941.asp. É só passar lá para ouvir.

25. Dolly Parton, "Jolene" (1973)

24. The Carpenters, "Superstar" (1971)

23. Elvis Costello/Burt Bachrach, "God give me strength" (1998) -

22. John Lennon, "Mother" (1970)

21. U2, "One" (1992)

20. The Band, "Tears of rage" (1968)

19. George Jones, "He stopped loving her today" (1980)

18. Bill Withers, "Ain't no sunshine" (1971)

17. Yeah Yeah Yeahs, "Maps" (2003)

16. Neil Young, "The needle and the damage done" (1972)

15. Beck, "Lost cause" (2002)

14. Bonnie Raitt, "I can't make you love me" (1991)

13. Roy Orbison, "Crying" (1961)

12. Joy Division, "Love will tear us apart" (1980)

11. Elliott Smith, "Between the bars" (1997)

10. Billie Holiday, "Good Morning, heartache" (1946)

9. Prince, "Purple rain" (1984)

8. The Beatles, "Yesterday" (1965)

7. Fleetwood Mac, "Landslide" (1975)

6. Eric Clapton, "Tears In heaven" (1992)

5. Al Green, "How can you mend a broken heart?" (1972)

4. R.E.M., "Everybody hurts" (1993)

3. Johnny Cash, "Hurt" (2002)

2. Otis Redding, "I've been loving you too long" (1965) (Versão de Cat Power)

1. Hank Williams, "I'm so lonesome I could cry" (1949)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/04/2009 - 18:32

Comentar - Comentários (2)

Se a moda pega em Porto Alegre...

 

 

Do UOL: Pessoas sem calças são vistas no metrô de São Paulo, na noite desta quinta-feira (16). A ação faz parte de um movimento apelidado de 'No Pants Day', organizado pela internet, que teve início em Nova York. 

(Bah, tô fora. E imagina o mico de quem não usa underwear.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2009 - 23:00

Comentar - Comentários (10)

Fala, colorado

"O melhor reforço do Grêmio na temporada foi ter demitido o Celso Roth. Foi o melhor negócio do futebol nacional. " (Do meu amigo e colorado fanático João Pedro Vargas)

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2009 - 10:46

Comentar - Comentários (4)

O Livro novo do profe Fischer

O pessoal perguntou e aí vai o serviço: Dicionário Colorado, 100 anos em 100 Verbetes, o novo livro do escritor, professor, apresentador do Sarau Elétrico, Fato Literário, pai do Benjamim e colorado notável (entre muitas outras coisas) Luís Augusto Fischer, vai ser lançado amanhã, dia 17 de abril, às 19 horas, na Livraria Saraiva do Shopping Praia de Belas. Todo mundo lá -ou, pelo menos, a ala colorada do mundo.

                                               http://globoesporte.globo.com/ESP/Home/foto/0,,11877806,00.jpg

               Outro momento colorado do Fischer, aqui com o Giba Assis Brasil e o Gustavo Spolidoro no lançamento do filme Gigante.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2009 - 08:51

Comentar - Comentários (7)

Caetano e a Veja

Nessa semana, a seção Artes & Espetáculos da Veja traz quatro críticas assinadas, uma sobre o filme do motoqueiro e ator fantasma Nicolas Cage, Presságio, outra sobre o livro A cabeça de Steve Jobs e duas sobre programas de televisão. A única crítica que vem sem assinatura alguma é a que mete o pau no novo CD do Caetano Veloso, Zii e Zie. Quem escreveu realmente detestou o trabalho, mas preferiu não assinar, imagino que para evitar a resposta pública do Caetano. Ainda não ouvi, mas não pode ser tão ruim quanto o crítico-fantasma fala (e se eu não gostar, ainda que não faça diferença alguma, vou dizer e assinar aqui). Já o Luís Bíssigo assina uma boa matéria sobre Zii e Zie na Zero Hora de hoje, com entrevista e uma opinião que também mostra as contradições do CD. A mim parece que esse deve ser o papel da crítica: criticar, mas assinando.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2009 - 08:44

Comentar - Comentários (2)

Ele arrasou

                            http://oglobo.globo.com/fotos/2007/03/23/23_MHG_galisteu26.jpg

                            E aí,os colorados vão continuar dizendo que o Máxi Lopez é ruim?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2009 - 08:27

Comentar - Comentários (7)

Abril vermelho?

O Bicampeão Gaúcho Invicto 2009 é o time do momento, mas quem passou de fase na Libertadores foi o Grêmio. Parabéns aos tricolores e vamos em frente. O negócio e acreditar.

                Jogadores comemoram um dos gols do Grêmio


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/04/2009 - 08:22

Comentar - Comentários (4)

Sarau do Inter. E o Sarau tricolor?

Para os colorados que lotaram o Ocidente, o Sarau de ontem foi um momento comovente, com direito a depoimentos emocionados dos co-irmãos sobre seu time, o Mundial, o Centenário e etc. Para quem foi para honrar o pavilhão tricolor, caso dos gremistas de fé Anna Schuck (que foi com a camiseta do Grêmio e ainda levou a irmã, também de camiseta!) e Rodrigo Germano (com o apoio do colorado Marcello Berg na mesa), sem falar no meu próprio caso, foi uma noite difícil, ainda que divertida. O Presidente Fernando Carvalho, que merece a admiração indistinta de colorados e gremistas, mandou superbem. A Katia Suman, pelo andar da carruagem, em breve terá uma estátua de torcedora-símbolo na entrada do Beira-Lago. Agora a pergunta é: e aí, quando teremos o Sarau do Grêmio?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/04/2009 - 07:57

Comentar - Comentários (15)

Resposta para quem nÃo merece resposta

Caro João, que não assina o sobrenome e que agora decidiu escrever suas ofensas para o meu e-mail pessoal: respeito totalmente o teu direito de me considerar vadia-cadela-rameira (de rameira ninguém nunca tinha me chamado)  e mais tantos outros elogios com que tu me presenteia desde ontem. Agora, insistir em que eu sou colorada é de uma ignorância que não mereceria resposta, não fosse o fato de me irritar tanto. Vai desafogar tua infelicidade em outro lugar, João ou seja lá como é o teu nome. Teu endereço já foi bloqueado no meu e-mail.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/04/2009 - 12:03

Comentar - Comentários (27)

Uma frase do Woody Allen

"Mais do que em qualquer outra época,

a humanidade está numa encruzilhada.

Um caminho leva ao desespero absoluto. O outro, à extinção total.

Vamos rezar para que tenhamos a sabedoria de escolher bem."

(Grande frase que serve para muitas coisas na vida, inclusive a escolha de um técnico. Colaboração do meu amado amigo Patrick Matzenbacher.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/04/2009 - 11:40

Comentar - Comentários (5)

Ainda sobre a Caras

O chato de ler a Caras nos dias de hoje é que eu não conheço mais os atores que aparecem posando para as fotos em suas casas ricamente decoradas. Mário Frias, Ísis Valverde, Rodrigo Lombardi, Gustavo Leão, Charles Paraventi, nunca vi nenhuma dessas celebridades atuando. Mas claro que a culpa é minha, que nunca vejo televisão. Saudades do tempo em que o Cid Moreira era fotografado na banheira e o Tony Ramos comemorava os seus 60 anos de casamento na reportagem principal. Comprovado: fiquei velha mesmo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/04/2009 - 11:01

Comentar - Comentários (9)

Um homem apaixonado?

Declaração, com direito a aparecer em um box destacado na página de Caras, do ator Mário Frias (?) sobre a própria mulher, cujo nome nem é citado: "Minha mulher não tem celulite, é toda esticada. Parece um berimbau."

Isso foi um elogio?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/04/2009 - 10:54

Comentar - Comentários (3)

Santa sexta-feira

Queria comemorar a sexta-feira de feriado postando um videozinho, mas foi só a Katia Suman elogiar minha nova inteligência para postar vídeos que desaprendi. Passei horas tentando, e nada. Então aqui vai o link da minha tentativa frustrada e uma pergunta: tem coisa melhor que ficar em casa em plena sexta-feira? Bom descanso para quem quer descansar, boas festas para quem quer festear. E muito obrigada pela solidariedade no caso do bananão que me ofendeu no post anterior.

http://www.youtube.com/watch?v=TSmfNxmaQHc


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 10/04/2009 - 16:06

Comentar - Comentários (7)

Maxi Lopez para alegrar a torcida

                                                    http://farm3.static.flickr.com/2008/2142542748_4bea117ea8.jpg

                                                    Nosso atacante loirão fez o gol dele e alegrou a nação tricolor. Dá-lhe, gringo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/04/2009 - 10:35

Comentar - Comentários (30)

Ele vem?

                                          http://camisasdogremio.files.wordpress.com/2008/08/4560.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/04/2009 - 22:14

Comentar - Comentários (1991)

Contatos interrompidos

Não estou conseguindo entrar nos comentários dos posts pra ler e responder. Assim que descobrir a razão, retomo os trabalhos.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/04/2009 - 14:33

Comentar - Comentários (9)

Nada pode ser pior

                                                 http://www.gremiocopero.com/wp-content/uploads/2008/11/celso-juarez-roth-gremio.jpg

                                                                                  JÁ VAI TARDE.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/04/2009 - 06:51

Comentar - Comentários (12)

E ainda tem que aguentar isso (Da zerohora.com)

Roth ironiza derrota para o Inter: "Felicidades no Gauchão. É o que resta, né?"

Após a terceira derrota consecutiva em três Gre-Nais disputados em 2009 — um na decisão do primeiro turno do Gauchão e neste domingo, na disputa por uma vaga à semifinal do segundo turno —, o técnico do Grêmio Celso Roth ironizou o bom desempenho do Inter nos clássicos.

— É o momento do Inter. O Inter está aproveitando o momento. Felicidades no Gauchão. É o que resta, né? — disse Roth, destacando que na terça-feira o Grêmio terá um jogo importante pela Libertadores.

Treinador achou a derrota do Grêmio injusta. Injusto é ele ganhar R$ 220 mil pra não ganhar nada.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/04/2009 - 22:35

Comentar - Comentários (3)

Do Houaiss para a nossa vida

SOBERBA: Sentimento de altivez, sobranceria; orgulho. Uso pejorativo: comportamento excessivamente orgulhoso; arrogância, presunção.

BURRICE:  Qualidade, caráter ou condição de burro ('falto de inteligência'); asnice, burreza, burriquice.

SINA: Fatalidade a que supostamente se está sujeito; destino, sorte, fado.

CARMA: No hinduísmo e no budismo, lei que afirma a sujeição humana à causalidade moral, de tal forma que toda ação (boa ou má) gera uma reação que retorna com a mesma qualidade e intensidade a quem a realizou, nesta ou em encarnação futura. A transformação pode dar-se em direção ao aperfeiçoamento ou de forma regressiva (o renascimento como animal, vegetal ou mineral).

CELSO ROTH: Junção de todas as definições acima.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/04/2009 - 21:59

Comentar - Comentários (3)

De onde menos se espera

Daí mesmo é que não sai nada.

Boa semana e agora é esperar pela terça.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/04/2009 - 21:41

Comentar - Comentários (2)

os 100 anos

Independente de tudo, é bonito ver o pessoal do Aterro comemorando os cem anos do clube. Ontem, indo ao cinema no BarraShopping, chamava a atencão a quantidade de gente de todos os tipos se dirigindo ao Gigante da Beira-Lago pra esperar a virada do século deles. De coração tricolor e sincero, parabéns aos colorados.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/04/2009 - 17:38

Comentar - Comentários (5)

A face da Morte

http://tisserand.files.wordpress.com/2009/03/roth-marcos-arcoverdefotocom.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/04/2009 - 19:28

Comentar - Comentários (15)

Domingo de sorte

Vou estar em São Paulo. Um desgosto a menos pra assistir.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/04/2009 - 19:25

Comentar - Comentários (4)

Pergunta de uma ignorante em futebol

O Grêmio jogou hoje sabendo, de antemão, que jogaria no domingo com um dos quatro classificados da outra chave do Gauchão e que, na próxima terça, enfrentará o Aurora no Olímpico pela Libertadores. Certo? Em vez de usar reservas hoje, titulares no domingo e titulares na terça, não seria mais lógico ir de titulares hoje (pra não fazer fiasqueira e garantir um adversário mais fácil no domingo), reservas no domingo e titulares na terça? É o que parece, mas eu não ganho R$ 220 mil, então minha pergunta sobre lógica deve ser idiota mesmo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/04/2009 - 19:24

Comentar - Comentários (2)

Que famoso professor do futebol merece esse apelido?

Treinador Activia, aquele que só faz cagada. Quem souber ganha um pote de Activia Turbo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/04/2009 - 18:03

Comentar - Comentários (3)

10 gols em 2 dias

Torço, antes de tudo e de mais nada, pelo Grêmio. E também (que me desculpem todos os brasileiros) pela Argentina. Saldo negativo de dez gols em dois dias, portanto. Pior que a minha conta bancária.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/04/2009 - 17:53

Comentar - Comentários (0)

Som para a quarta

Parece meio estranho, mas a gorduchinha-problema Lily Allen fez um cover do The Clash que não dá pra parar de ouvir. Está em War Child: Heroes, CD destinado a apoiar crianças que vivem na guerra, à venda na Cultura (R$ 26) e on-line também.Tem ainda Beck cantando Bob Dylan, Franz Ferdinand atacando de Blondie's, a mala da Duffy assassinando Paul McCartney e muitas outras versões tri. A sugestão foi do Rodrigo Ourique, da Cultura. Dá pra ouvir a Lily Allen (que a minha cria chama de Lily Alien) cantando Straight to Hell aqui: http://www.youtube.com/watch?v=MGL5EtYGGDM

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/04/2009 - 08:02

Comentar - Comentários (5)

onde os mal-educados se encontram

Porta de escola particular, onde a boa educação parece ser inversamente proporcional ao poder aquisitivo. Os pais, com seus carrões (que, segundo as teses mais científicas, são indícios de impotência sexual, membro pequeno e ejaculação precoce), não deixam ninguém entrar à direita ou à esquerda. Pode dar sinal, implorar, mostrar que o filho precisa descer ou até chorar, nenhum deles vai esperar meio segundo pela manobra de ninguém. Não que as mães sejam mais educadas. Tem algumas que até xingam quando alguém tenta forçar uma estacionadinha rápida. Uma contumaz, inclusive, que tenho a infelicidade de encontrar todas as manhãs, deixa o filho no portão e depois passa um sinal fechado por onde atravessam os estudantes que vêm do outro lado da Nilo. Bota vergonha nisso.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/04/2009 - 07:41

Comentar - Comentários (3)

Do blog do Zini

(O convidado do Sarau de hoje, o Luiz Zini, que é editor do Caderno de Cultura da ZH e tem um dos melhores e bem escritos blogs de futebol da praça, fez este post sobre o Sarau Caso de Polícia. Muito obrigada para a Alice Lara, que deu o toque. Mais Zini todos os dias em zerohora.com. E hoje lá no Ocidente.)

Sarau Elétrico, um blogueiro e o policial perfeito

"Beverly Hills Housewife", quadro de David Hockney, vale perto de US$ 10 milhões e a loira do seu fundo, bem como a morena que o guarda, parecem saídas de um bom romance policial. Se você gosta do tema, saiba quem também gosta na noite de Porto AlegreFoto: Matt Dunham, AP

Matt Dunham, AP

O quarteto Luís Augusto Fischer, Cláudio Moreno, Claudia Tajes e Katia Suman, luz, alma e neurônios do Sarau Elétrico, segue as pegadas da noite desta terca-feira, 21h, no Bar Ocidente, na Osvaldo Aranha, esquina a João Telles, com lupa, soco inglês e uma dúzias de pistas quentes. Prometem falar sobre romances policias. Lembrar os históricos, Hammet, Poe, Chandler. Pedir pelos contemporâneos (ou nem tão novos assim) como Mankell, Lehane, Block, Camilieri, Dunning, Montalban e Conelly.

Buscados na ficção, assassinos, detetives, chantagistas, tiras, ladrões e assemelhados devem garantir a audiência do bar. Eu sou um dos convidados da noite e ainda procuro um detetive apaixonado por futebol, assunto que deve aparecer no encontro, atrás de uma das curvas das misteriosas conversas.

O detetive Espinosa, do carioca Luiz Alfredo Garcia Roza, por exemplo, me parece botafoguense. Pergunto, quando entrevistar o Garcia Roza outra vez. Espinosa vive caminhando por Copacabana. Não duvido que tenha um pôster de Garrincha perdido entre suas centenas de livros.

Será uma terça-feira noturna de leitura de trechos dos melhores livros policiais disponíveis. Bom recordar, bom para anotar, não ciusta comprar. Ninguém vai sair sem uma boa história, mas é quase impossível conhecer a identidade da bela morena que estará sentada na última mesa do canto esquerdo do bar.

A canja é do Musical Amizade. Se você gosta de romances policias, apareça, antes que a Seleção tome conta da nossa quarta-feira e nos aplique outro 1º de abril.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 31/03/2009 - 11:02

Comentar - Comentários (1)

Pobre da rica

As penas do Maníaco do Parque, que matou onze mulheres em 1998 depois de estuprá-las em um parque na zona sul de São Paulo, somam 271 anos. Mas ele só vai cumprir trinta e poucos, que é o máximo de tempo que alguém fica guardado no Brasil.

O megabanqueiro quadrilheiro Daniel Dantas foi condenado a dez anos.

Pensando nesses exemplos (e em todos os inúmeros falcatruas e criminosos, como o jornalista-homicida Pimenta da Veiga, que seguem em liberdade), não parece um pouco demais os 94 anos de cadeia para a dona da Daslu? Que pague os impostos devidos, que fechem a loja dela, que deixem a madame dormir por algum tempo no Carandiru. Mas 94 anos (mesmo que ela só vá cumprir trinta e poucos) é palhaçada.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/03/2009 - 09:44

Comentar - Comentários (17)

A Ale que pediu

Eis aí o Javier na versão camisa vermelha e sem nada de camisa, com o sincero desejo de uma ótima sexta-feira para todas(os) as(os) amigas(os).

http://1.bp.blogspot.com/_1GOLorMwAPM/STv2AMDrmAI/AAAAAAAAAzM/jtJ-yqod2Jk/s400/javier.jpgThe image “http://www.dentrocine.com/wp-content/uploads/2007/06/javier-bardem-2.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/03/2009 - 09:33

Comentar - Comentários (12)

Dois homens com grandes qualidades cranianas

Cada um no seu quadrado, dois cabeções dignos do maior respeito. Para não dizer amor.

                              http://4.bp.blogspot.com/_XqSuCOIY_8E/SXx2jokH19I/AAAAAAAAD3A/dXSIdWL-pGo/s400/Gr%C3%AAmio+x+Esportivo+1+(2).jpg

 

           http://ricardocohen.files.wordpress.com/2009/03/alllen.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/03/2009 - 15:51

Comentar - Comentários (2)

Que a sorte esteja com a gente

Mais sorte que juízo. Foi o que disse o vice-presidente de futebol do Grêmio, André Krieger (por quem este blog não sente nenhuma simpatia), sobre a nossa vitória em Cochabamba. Ele se referia ao festival de gols perdidos, ao quase empate por descuido e à vitória com um frangaço histórico. Já que a sorte é meio caminho andado para se chegar a qualquer lugar nessa vida, parabéns para a sortuda nação tricolor. E há de melhorar daqui para a frente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/03/2009 - 15:34

Comentar - Comentários (872)

Atendendo a Gemidos II

                                               The image “http://cinemagia.files.wordpress.com/2008/05/javier_barden.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.

                                               As gurias pediram e olha a alegria da Espanha aí: Javier Barden para nosotras.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/03/2009 - 15:00

Comentar - Comentários (6)

Atendendo a gemidos

http://www.hollywood-celebrity-pictures.com/Celebrities/Paz-Vega/Paz-Vega-13.JPGPaz Vega, a bonitona espanhola dos filmes do Almodovar e daquele outro, Lucia e o Sexo, em que ela aparecia sem roupa quase o tempo todo. Para agradar os guris do blog.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/03/2009 - 23:36

Comentar - Comentários (17)

Mais Adam Phillips (especialmente para as gurias do blog)

http://events.berkeley.edu/images/user_uploads/0_Phillipsweb.jpghttp://www.bbc.co.uk/radio3/freethinking/2007/assets/content/contributors/bw/adam-phillips-bw.jpg

http://farm3.static.flickr.com/2348/2105441047_e3df3d31f6_m.jpg


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/03/2009 - 22:37

Comentar - Comentários (23)

Sobre Adam Phillips

Adam Phillips, reconhecidíssimo psiquiatra britânico, tem vários livros que discutem as relações em geral e os relacionamentos em particular com profundidade científica e, ao mesmo tempo, um animador humor inglês. Dele eu li Monogamia (na época me interessava por argumentos que justificassem essa forma de organização social, digamos assim) e Beijo, Cócegas e Tédio (uma legítima DR das mais proveitosas e divertidas). Agora acabei de comprar Louco  para ser Normal, que a editora Joge Zahar apresenta assim:

A literatura está cheia de famosos personagens loucos. Milhares de livros já foram escritos sobre a loucura e muitos estudos procuram dar conta do tema. O mesmo não acontece quando se fala de sanidade. É difícil definir as características que fazem alguém ser classificado como são ou o que isso significa nos dias de hoje.

Adam Phillips percorre definições de dicionários e analisa usos históricos e literários dos conceitos de "são" e "louco". Aborda o fascínio exercido pela loucura ao longo da história e detecta como ela está presente em muitos momentos de nossas vidas. Examina alguns diagnósticos psiquiátricos e reflete, por exemplo, sobre as preocupações dos pais em criar filhos saudáveis. Este livro é um verdadeiro guia para os leitores através da tênue fronteira entre loucura e sanidade.

 

 

http://www.faber.co.uk/site-media/asset-images/thumbs/5373_jpg_280x450_q85.jpg

Além de todo o conteúdo, o Adam Phillips é esse aí da foto. Quando eu o conheci (literariamente falando, claro), cheguei a imprimir a foto do sujeito e levar na carteira. Em 2003, a Veja publicou uma entrevista com ele nas páginas amarelas. Aqui vão alguns trechos. Os destaques são por minha conta.

FREUD ESTÁ VIVO

O inglês Adam Phillips, de 48 anos, tem se dedicado a uma tarefa histórica: a organização da segunda tradução do alemão para o inglês da obra de Sigmund Freud. O primeiro volume da nova versão saiu no ano passado e, até o fim de 2004, serão publicados mais de dois terços do trabalho do pai da psicanálise. Um dos psicanalistas mais influentes da Inglaterra, Phillips pretende corrigir os erros e os excessos cometidos pela primeira tradução, a que popularizou as idéias de Freud não apenas nos países de língua inglesa, mas também na Europa e na América Latina. Ele promete ser fiel ao estilo do original de Freud – que, garante, é mais acessível que o da tradução tradicional. Com isso, quer libertar a psicanálise do establishment médico. Autor de dez livros e reconhecido como um dos grandes ensaístas de sua geração, Phillips trabalhou no sistema de saúde inglês durante dezessete anos. Separado e pai de uma menina de 8 anos, hoje atende apenas em um consultório localizado no charmoso bairro de Notting Hill, em Londres.

Veja – Freud criou o termo "psicanálise" no século XIX. Tudo o que ele escreveu ainda faz sentido?
Phillips – Não. Várias coisas que ele disse não têm valor hoje. Freud acreditava, por exemplo, que a sexualidade das mulheres é mais misteriosa que a dos homens. No entanto, essas generalizações imprecisas não invalidam toda a obra. Apenas reforçam a necessidade de tirá-lo do altar em que foi colocado.

Veja – Quem foi Freud? Um cientista, um escritor ou um charlatão?
Phillips – Foi um escritor que aspirava ser um cientista. Freud descobriu algo importante e decidiu legitimar essa descoberta usando o critério científico, que então era dominante. Essa tarefa se mostrou impossível. Não há como testar ou checar a existência do inconsciente. Não tem ninguém que possa testemunhar o sonho alheio. É uma criação solitária. A ciência depende da reprodução de experiências, e isso não é possível na psicanálise.

Veja – Por que o número de cirurgias plásticas e implantes de silicone não pára de aumentar?
Phillips – Hoje as pessoas têm mais medo de morrer do que no passado. Há uma preocupação desmedida com o envelhecimento, com acidentes e doenças. É como se o mundo pudesse existir sem essas coisas. Há uma enorme sensação de invisibilidade. Todo mundo acha que ficou de fora de algo, mas não sabe do que exatamente. É como se sempre houvesse uma festa imperdível em algum lugar e ninguém conseguisse encontrar o local. A obsessão por beleza reflete a necessidade de ser amado e aceito.

Veja – Essa necessidade é maior hoje do que era no passado?
Phillips – Na cultura atual, parece que há apenas dez pessoas que realmente estão vivendo. São as celebridades. O resto encontra-se num nível bem mais baixo. Isso tudo é um absurdo sem tamanho. A idéia de uma vida boa foi substituída pela de uma vida a ser invejada. Esse estado de coisas deixa muita gente enfurecida e infeliz.

Veja – Por que mulheres e homens parecem totalmente obcecados por dietas de emagrecimento e exercícios?
Phillips – É uma nova versão do que Freud chamou de histeria. Mas, desde que ele escreveu sobre o assunto, as coisas pioraram. Todos devem estar se sentindo muito enfermos e vulneráveis para se preocupar de forma tão doentia com a saúde. O sexo é outro assunto preocupante. Hoje todo mundo fala de sexo, mas ninguém diz nada interessante. É uma conversa estereotipada atrás da outra. Vemos exageros até com crianças, que aprendem danças sensuais e são expostas ao assunto muito cedo. Estamos cada vez mais infelizes e desesperados com o estilo de vida que levamos. 

Veja – O que é depressão?
Phillips – Para muita gente, é melhor estar quase morto que totalmente vibrante diante de uma situação difícil. A depressão funciona como um escudo para evitar situações conflituosas. Esse tipo de comportamento certamente aumentou. Dito isso, sofremos de outro tipo de problema. É a indústria do diagnóstico. Nos consultórios, qualquer tristeza é chamada de depressão.

Veja – Muitas crianças têm agenda lotada de compromissos. Há tempo para ser criança no mundo atual?
Phillips – Com certeza, não. As crianças entram na corrida pelo sucesso muito cedo e ficam sem tempo para sonhar. Há grande ansiedade da parte dos pais em relação ao futuro. Essa pressão está literalmente enlouquecendo muitas crianças. A decisão sobre a profissão está acontecendo cada vez mais cedo. No século XIV, se as pessoas fossem perguntadas sobre o que queriam da vida, diriam que buscavam a salvação divina. Hoje a resposta é: "ser rico e famoso". Existe uma espécie de culto que faz com que as pessoas não consigam enxergar o que realmente querem da vida.

Veja – Do ponto de vista dos pais, não é legítimo o desejo de sucesso e riqueza para os filhos?
Phillips – Claro. Não acho que as crianças deveriam ser educadas para se tornar revolucionárias. Mas é possível melhorar o que temos. Os pais devem ter como objetivo garantir o futuro de seus filhos e, ao mesmo tempo, deixá-los mais à vontade, com mais tempo e espaço para ser menos focados, menos objetivos. Adiar as decisões sobre o futuro, dar tempo ao tempo.

Veja – O senhor consegue atingir esse equilíbrio com sua filha de 8 anos?
Phillips – Acho que sim. Não fico tentando entender tudo que minha filha faz e diz. Estou mais preocupado em que se divirta. Não acredito num planejamento milimétrico para o futuro de uma criança, como se tudo pudesse ser programado.

Veja – Há alguns anos se fala da necessidade de dar limites aos filhos. Por que os pais acham essa tarefa tão difícil?
Phillips – É assim porque os pais não acreditam nos limites. É preciso acreditar neles para que funcionem. A cultura em que vivemos não facilita esse trabalho. Os pais criam limites que a cultura não sanciona. Por exemplo: alguns pais tentam controlar a dieta dos filhos dizendo que é mais saudável comer verduras do que salgadinhos enquanto as propagandas dão a mensagem diametralmente oposta. O mesmo pode ser dito em relação ao comportamento sexual dos adolescentes. Muitos pais procuram argumentar que é necessário ter um comportamento responsável enquanto a mídia diz que não há limites.

Veja – Como os pais podem resolver esse problema?
Phillips – Resolver o problema é algo muito ambicioso. O que podemos fazer é instruir as crianças a interpretar a cultura em que vivemos. O que está a nosso alcance é ensiná-los a ser críticos. Mostrar que as propagandas não são ordens e devem ser analisadas. Será que realmente precisamos de tal coisa? Será que é a melhor opção? Será que tal comportamento é o melhor? Outro problema é a incapacidade dos adultos de ser adultos. Os pais também devem aprender a ser odiados pelos filhos em algumas ocasiões. Muitas pessoas têm filhos porque acham que o nascimento deles é uma garantia de que serão amados de forma incondicional e eterna. Por isso, têm receio do ódio e da desaprovação deles. Tratam crianças como se fossem adultos. Uma coisa precisa ficar clara de uma vez por todas: embora reclamem, as crianças dependem do controle dos adultos. Quando não têm esse controle, sentem-se completamente poderosas, mas ao mesmo tempo perdidas. Hoje há muitos pais com medo dos próprios filhos.

Veja – Por que a psicanálise é tão popular na América Latina e tão pouco disseminada na Ásia?
Phillips – Imagino que na Ásia o problema seja a religiosidade dos povos. As idéias de Freud vão radicalmente contra a pregação do hinduísmo, do islamismo e do budismo. Isso faz com que a assimilação seja muito complicada. Sobre o sucesso na América Latina, não tenho certeza. Talvez tenha a ver com fatores como a colonização européia e a instabilidade política.

Veja – Os remédios e as terapias alternativas estão acabando com a psicanálise?
Phillips – A psicanálise está apenas começando. A experiência de ser ouvido é muito poderosa. Definitivamente, tem efeito benéfico. É verdade que, num mundo ideal, ninguém precisaria de analista. O diálogo com os amigos daria conta do recado. O problema é que não temos a coragem de contar certas coisas aos amigos. Outras podemos até contar, mas os amigos não sabem como ajudar. 

Veja – Os amigos, pelo menos, não cobram uma exorbitância para ouvir, não é verdade?
Phillips – Essa crítica é totalmente válida. Ninguém deveria escolher a profissão de psicanalista para enriquecer. Os preços das sessões deveriam ser baixos e o serviço, acessível. Deve-se desconfiar de analistas caros. A psicanálise não pode ser medida pelo padrão consumista, do tipo "se um produto é caro, então é bom".


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/03/2009 - 22:30

Comentar - Comentários (3)

Nosso senado

http://3.bp.blogspot.com/_Q_huTKtleWI/SKaiFn6EaII/AAAAAAAACVk/iIaT5CCRLDY/s400/site_905524bfe6f4bf3f4470d58e40ea0efc.jpg

Na entrevista que eu vi no Jornal Nacional, o Senador Heráclito Fortes (Democratas do Piauí) não conseguiu concluir uma frase sem botar a língua pra fora inúmeras vezes, bufar e se embananar todo com as palavras. E, pensando bem, Democratas do Piauí parece mais nome de escola de samba que de partido. (Reflexões de uma eleitora triste enquanto não chega a hora de esquecer da vida no cinema.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/03/2009 - 21:43

Comentar - Comentários (4)

Perguntas que ocorrem depois de 5 minutos diante da TV

.Por que aquela gente das Casas Bahia entra sempre gritando nas nossas casas? Se a propaganda é dirigida aos deficientes auditivos, por que não colocam alguém fazendo a linguagem dos sinais no canto do vídeo?

.O senador Heráclito Fortes goza de perfeita saúde física e, notadamente, mental?

.Qual era a incumbência da Diretoria de Garagens no Senado?

.A Glória Peres faz novelas temáticas com gente fantasiada e dançando pra tirar sarro da cara do telespectador?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/03/2009 - 21:08

Comentar - Comentários (2)

all you need is love

Ouçam o Noel Gallagher cantando essa música e tentem viver a quinta-feira como se nada tivesse acontecido. Eu, pessoalmente, não vou conseguir.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/03/2009 - 08:14

Comentar - Comentários (2418)

Trilha sonora para depois da goleada

  Noel Gallagher - The Dreams We Have As Children


O irmão guitarrista (que também canta -e muito bem) do Oasis, Noel Gallagher, lançou um álbum solo. “The Dreams We Have As Children” saiu encartado no jornal inglês The Times e reúne uma série de gravações ao vivo do Noel no Royal Albert Hall, em Londres, em março de 2007. O repertório tem músicas inéditas e canções do Oasis, além de regravações dos Beatles e dos Smiths. Cinco faixas foram disponibilizadas para download. São elas: "It's Good to Be Free", "Talk Tonight", "Cast No Shadow", "The Importance of Being Idle" e "Don't Look Back in Anger". É só o que toca aqui desde ontem, quando o meu querido amigo Gustavo Azambuja me deu um CD gravadinho de presente.

Olha aí um dos links pra download: http://www.maxalbums.com/mp3_album/198283/Noel%20Gallagher%20/The%20Dreams%20We%20Have%20As%20Children%20/


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/03/2009 - 08:06

Comentar - Comentários (11)

O que dizem os colorados

"Também, do Boyacá, até eu."

"Também, do Sapucaiense, até eu."

" Também, do São José, até eu."

Haja paciência.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/03/2009 - 07:47

Comentar - Comentários (4)

O baby doll da anna

O Sarau Pornô de ontem foi engraçado e apresentou leituras novas (ou nem tanto). O profe Fischer, por exemplo, atacou de Kama Sutra, e agora já é possível identificar os oito tipos de beliscões que se pode aplicar durante o sexo, além de conhecer as particularidades das mulheres de cada região da Índia. Nossa querida amiga Anna me deu de presente um lindo par de patinhos do feng shui pra dar sorte no amor. O presente vai ser muto útil, Anna! Já durante e depois do show da banda de pornô rock Baby Doll, cujo guitarrista, Marcelo Cabeludo, trabalha na mesma agência que eu, a Anna virou a musa do vocalista, o Dr. Love. Foi amor fulminante mesmo. O Dr. Love falava com a Anna durante as músicas, deu o CD da banda pra ela, fazia perguntas, enfim, rolou um clima, ainda que só da parte dele, claro. Sentiu o poder dos patinhos do feng shui?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/03/2009 - 07:50

Comentar - Comentários (20)

Alegria tricolor

Que não seja como a alegria de pobre, que dura tão pouco. E nem vamos falar nos gols perdidos se a gente ganhou o jogo. Coisa boa acordar em um dia feliz!

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/03/2009 - 15:50

Comentar - Comentários (31)

Oasis confirmado em Porto Alegre!

A banda britânica Oasis acaba de confirmar em seu site oficial as seguintes datas da turnê de lançamento do mais novo CD da banda, Dig out your soul, no Brasil:

 RIO DE JANEIRO - Citibank Hall – 7 de maio

SÃO PAULO - Arena Anhembi – 9 de maio

CURITIBA - Pedreira Paulo Leminski – 10 de maio

PORTO ALEGRE - Gigantinho – 12 de maio

Venda de ingressos para os quatro shows já começa no próximo dia 20, exclusivamente para clientes do banco Citibank, e a partir do dia 27 para o público em geral. Os ingressos poderão ser adquiridos pelo site da empresa Ticketmaster ou pelos telefones (11) 2846-6000 (São Paulo) e 0300-789-6846 (outros estados).

(G1)

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/03/2009 - 16:27

Comentar - Comentários (16)

Para Celso Roth II

Amanhã vai ser outro día, amanhã vai ser outro dia, amanhã vai ser outro dia

Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão, não.
A minha gente hoje anda
Falando de lado e olhando pro chão.
Viu?
Você que inventou esse Estado
Inventou de inventar
Toda escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar o perdão.

Apesar de você
amanhã há de ser outro dia.
Eu pergunto a você onde vai se esconder
Da enorme euforia?
Como vai proibir
Quando o galo insistir em cantar?
Água nova brotando
E a gente se amando sem parar.

Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros. Juro!
Todo esse amor reprimido,
Esse grito contido,
Esse samba no escuro.

Você que inventou a tristeza
Ora tenha a fineza
de desinventar.
Você vai pagar, e é dobrado,
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar.

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Ainda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria.

Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença.

E eu vou morrer de rir
E esse dia há de vir
antes do que você pensa.
Apesar de você

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia.

Como vai se explicar
Vendo o céu clarear, de repente,
Impunemente?
Como vai abafar
Nosso coro a cantar,
Na sua frente.

Apesar de você

(Apesar de Você, do Chico Buarque. Bota tema apropriado para esta quarta de esperanças.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/03/2009 - 14:31

Comentar - Comentários (1)

Eu ainda acredito

Vai dar pra gente hoje.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/03/2009 - 14:27

Comentar - Comentários (0)

Para ele também

A um emérito treinador,

com meu sincero respeito,

aqui vão certas questões

de um coração tricolor

sangrando dentro do peito.

Não basta a crise mundial

e o aquecimento global,

por que o senhor nos mata

tirando nossa alegria

Grenal depois de Gre-Nal?

E quando a Nação reclama

de mais um cruel empate

o senhor, qual um algoz,

escolhe a bela Santa Cruz

pra consumar nosso abate.

Vitórias tivemos, é fato,

segundos no Brasileiro.

Embora, como diz o colorado,

ser segundo colocado

é ser, dos últimos, o primeiro.

O seu nome, treinador,

assim como o de Espinosas e Manos,

não sai da nossa memória

e fulgura na galeria.

No seu caso, a dos enganos.

Sem ser paranormal,

vidente ou sensitiva,

antecipo-lhe problemas

se o senhor não der um jeito

de por nosso time na ativa.

Para isso, não esqueça

do Jonas, aquele bom moço,

que já nos salvou de tantas

e quem sabe, dessa vez,

salve também seu pescoço.

Quarta-feira, treinador,

entre em campo na Colômbia

vestindo seu melhor terno.

Boa sorte ao senhor

ou nos vemos no inferno.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/03/2009 - 21:51

Comentar - Comentários (13)

Soneto da Separação para Celso Roth

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.
De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez o drama.
De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente
Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

(Vinícius de Moraes)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/03/2009 - 19:50

Comentar - Comentários (4)

Enquanto isso, em Campo Grande

N'O Globo: "Lei judicial autoriza os travestis a usarem o banheiro feminino nas escolas municipais."

Tá, mas tem tanto travesti assim nas escolas de Campo Grande que precisou de uma lei pra isso? Mundo, mundo, vasto mundo.

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/03/2009 - 09:08

Comentar - Comentários (9)

O Presidente e o Teólogo

Do Lula sobre o caso da excomunhão: "Acho que, neste aspecto, a medicina está mais correta que o bispo. "

Do padre e professor de Teologia Érico Hammes na Zero Hora de hoje: "Essa situação é muito complexa para sair pronunciando juízos absolutos. É muito escandaloso acusar a mãe e os médicos de terem incorrido em excomunhão, simplesmente. (...) Até os detentos tratam de forma muito diferente um assassino de um estuprador."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/03/2009 - 08:33

Comentar - Comentários (1)

Seria bizarro se não fosse uma tragédia

Sem pecado

Padrasto que violentou menina de 9 anos em PE não será excomungado pelo arcebispo de Recife

O Globo

 

Arcebispo de Recife, que não excomungou estuprador, mas médicos que fizeram aborto em menina de 9 anos em PE - Reprodução Jornal Hoje, TV Globo

SÃO PAULO - O arcebispo de Olinda e Recife, José Cardoso Sobrinho, não excomungou o padrasto que estuprou e engravidou a enteada de 9 anos em Alagoinha, Pernambuco. Grávida de gêmeos, a menina foi submetida a aborto na última quarta-feira e o arcebispo excomungou os médicos que participaram do procedimento e a mãe . Para o religioso, no entanto, Jailton José da Silva, o padrasto, que foi indiciado por estupro e está preso, não está incluído na excomunhão.

- Ele (o padrasto) cometeu um pecado gravíssimo, mas não está excomungado. Segundo a Igreja, o aborto é um crime mais grave ainda. A pessoa que comete o estupro, assalta ou faz tantos delitos graves que acontecem não é penalizada com a excomunhão. Mas o Código Canônico é bem claro com o aborto. Ele estabelece, em seu Cannon número 1.398, a excomunhão automática para quem o pratica. No caso da menina, permanecem excomungados os médicos, a mãe, que autorizou, e todas as pessoas que participaram do aborto - disse o religioso, acrescentando que a vítima só não está excomungada por ser uma criança.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/03/2009 - 08:23

Comentar - Comentários (2)

A igreja e a pedofilia

Todo mundo deve saber, mas é o tipo da notícia que a gente precisa espalhar. O arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, excomungou a equipe médica que fez o aborto na menininha de 9 anos, grávida de gêmeos, que foi estuprada pelo padrasto. A menina, de 33 quilos e menos de 1m40, poderia ter ruptura de útero, hemorragia e bebês prematuros, além do risco de desenvolver diabete, hipertensão, eclâmpsia e de se tornar estéril. A mãe da menina também foi excomungada.

Pensando bem, a atitude do arcebispo é coerente com a omissão da igreja diante de todos os casos, comprovados, de padres pedófilos pelo mundo.

E depois a igreja não sabe por que está perdendo seus fiéis para outras religiões.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/03/2009 - 15:20

Comentar - Comentários (5)

Ao menos uma alegria

O Oasis confirmou a turnê no Brasil em maio. E parece que vai ter show até em Porto Alegre, lá pelo dia 12. Tãrãrã.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/03/2009 - 15:00

Comentar - Comentários (0)

Sobre os Corneteiros

O amigo Leandro voltou do jogo de ontem indignado com os gremistas corneteiros da Social do Olímpico. Quando eu ia na Social sentia a mesma coisa, parece que ali se reúnem todos os técnicos de futebol mais sábios do mundo, todos dando palpites durante os 90 minutos. E xingando o time a cada instante. Lá em casa, acabamos passando para as cadeiras (ou virando cadeirantes, como diz a minha cria) muito por causa disso, mas é chato também. A média de idade é bem mais alta e além da turma reclamar do que acontece no campo, reclama também de quem fica de pé para assistir a partida. Começo a achar que ir ao jogo é chato mesmo, ou então isso é reflexo da nossa maravilhosa fase Celso Roth. Que, como era de se esperar, não decepcionou a nação tricolor e deixou escapar a vitória ontem. Desculpa a corneta, Leandro, mas deu para o nosso brigadiano de estimação.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/03/2009 - 14:58

Comentar - Comentários (1)

estreando no blog: andrea grings

"Fora, Celso Roth. "


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 22:04

Comentar - Comentários (16)

Duda Tajes encontra um bom trabalho para o Roth

"Tiraria o brigadiano do serviço burocrático e o colocaria pra fazer revista no portão onde entra a Geral."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 17:46

Comentar - Comentários (0)

Patrick Matzenbacher. Tem certeza?

"Quero muito que o Celso Roth continue no Grêmio. Em 2008 ele fez uma boa campanha com um plantel medíocre. Em 2009 o time está melhor e tem tudo para ir mais longe."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 15:37

Comentar - Comentários (6)

Edu e Bina, da Loop Reclame

 "Segue o  Caminho das Índias e vai!"


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 15:36

Comentar - Comentários (0)

Gustavo Barletto aconselha

"Ô Celso, tão dizendo que o Faixa de Gaza Futebol Clube tá precisando de gente. Eu não perdia essa, hein..."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 15:34

Comentar - Comentários (1)

Celso Roth Facts (um oferecimento do colorado Eduardo Boldrini)


1.Celso Roth joga par ou ímpar com o espelho e perde. PEDINDO PAR!
2.O novo PES 2010 terá um novo modo: Very Hard, Hard, Médium, Easy,
Very Easy, Amateur e Celso Roth Mode
3.Os criadores de PES e Winning Eleven não colocam técnicos nos jogos
porque teriam que fazer Celso Roth, e o atributo “mentality” só vai
até o 1
4.O maior feito na carreira de um jogador de futebol não é fazer 1000
gols. É ganhar um título com o Celso Roth no comando do time
5.Se Celso Roth ainda não fez merda, é porque ele ainda não definiu a
escalação
6.Celso Roth não ganha a partida nem quando o outro time está com 6
jogadores em campo
7.Roth jogou roleta russa com um revólver completamente descarregado e
perdeu
8.Se o Roth tem 1000 reais na carteira e você tem 5 reais, você tem
mais dinheiro que o Roth
9.Roth perdeu o “Chuck Norris game”
10.Celso Roth perde mesmo quando faz Royal Flush
11.Roth jogou jogo da velha consigo mesmo e perdeu
12.Em Shrek, o papel do burro caberia inicialmente ao Celso Roth. Mas
o IBAMA protestou, alegando que era uma ofensa aos burros.
13.Celso Roth tem QI negativo
14.Os jedis podem controlar a mente de Celso Roth
15.Se você acertar em algo um dia, fique tranqüilo, você obviamente
não é Celso Roth
16.Celso Roth perdeu a virgindade depois do filho
17.Se você procurar no google por “Celso Roth ganha um título”, nenhum
resultado será encontrado, por motivos óbvios.
18.Celso Roth leva 90 minutos pra passar uma hora
19.A famosa frase de Einstein “Apenas uma coisa eu tenho certeza que
é ilimitada: a ignorância humana” foi dita depois que ele conheceu
Celso Roth
20.Roth perdeu para ele próprio jogando Football Manager
21.Celso Roth faz uma cebola chorar
22.Deus ora para que Celso Roth fique inteligente.
23.Celso Roth foi reprovado num vestibular onde apenas ele participou.
24.Dizem que a ilha de “Lost” na verdade é o cérebro de Celso Roth
25.Quando Celso Roth nasceu, o doutor em vez de dar um tapa nele, deu
no pai dele
26.Quando Saddam Hussein estava para ser morto ele poderia escolher
entre ser enforcado ou ver Celso Roth treinando seu time. Ele preferiu
a primeira opção.
27.Roth não é politicamente correto. Ele nunca está correto. NUNCA
28.Nos tempos de ditadura no Brasil as pessoas escolhiam se preferiam
ser afogadas e levar choque, ou ver Celso Roth treinando o seu time.
29.Celso Roth já teve outras carreiras além de treinador. Em 1929, ele
trabalhava na Bolsa de Valores.
30.Quando Celso Roth lê um livro, o livro fica burro
31.Para cada burrice cometida no mundo, Celso Roth comete mais oito
32.O diabo criou o inferno porque não suportava mais o Celso Roth
33.Conte até dez... Esse é o tempo que Roth demora pra fazer merda. 42
vezes.
34.O tamagochi do Celso Roth já veio morto.
35.Quando pensou que estava errado, Celso Roth acertou pela primeira
vez na vida.
36.Outras carreiras de Celso Roth? Ele já dirigiu um barco chamado
titanic, e recentemente pensou em mudar de profissão, ao tentar ser
piloto de avião da TAM
37.Celso Roth inventou a palavra “burrice”
38.Mandar o Roth pro inferno não adianta nada, muito pelo contrário,
pois você compra uma briga feia com o diabo.
39.Na bandeira do Brasil, as bolinhas vermelhas significam o número de
vezes que Celso Roth ganhou um título
40.Celso Roth só possui membros inferiores, afinal, ele nunca é
superior em nada
41.Sorte de hoje: Você não é Celso Roth
42. Se parece com galinha, cheira como galinha e tem gosto de galinha,
Celso Roth diz que é um bife
43.Celso Roth não tem reflexo no espelho. O reflexo tem vergonha de
aparecer
44.O cúmulo da burrice não é Celso Roth. E sim contratar ele para o
seu time
45.O teclado de Celso Roth não tem a tecla “Ctrl”. Ele nunca está no
controle!
46. Como disse o presidente americano Roosevelt: "Não temos nada a
temer a não ser o próprio medo. E Celso Roth treinar o nosso time.”
47.O estádio dos Aflitos tem esse nome desde que Celso Roth decidiu
treinar o Náutico
48.Dunga decidiu ser treinador quando Celso Roth disse que ele tinha
potencial
49.Quando Celso Roth fuma maconha, o baseado fica doidão
50.Jogando Counter Strike, Celso Roth morreu com um Flash Bang.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 15:28

Comentar - Comentários (1)

Manda, Guilherme Grossi

"Falta vestiário. Falta comando. Falta coração nesse time. Tira o Celso e bota o Felipão."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:57

Comentar - Comentários (0)

Guilherme Altreider aponta um caminho

"Ele podia ser técnico do Inter  ;-)"


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:53

Comentar - Comentários (3)

SM incorpora o pai Baramm

"ózifio eu daria a ele um destino dos meió, com o pescoço destroncado, acompanhado de um copo de mel, pinga e um monte de pipoca em volta. Ali onde seu Carlos Barbosa cruza com a dona Azenha.... saravá"


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:38

Comentar - Comentários (1)

Com a palavra, a Sabrina

"Quer saber?? Eu mandava o Roth pra ser técnico da seleção da Argentina. Não do Boca. Desculpa aí Jimena! Até sugeri no blog do Grêmio pra fazerem uma promoção: pra onde vc mandaria o Celso Roth??"


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:37

Comentar - Comentários (3)

Fala o leandro Tricolor

"Cláudia, o duro é que provavelmente o Roth vai ganhar do Boiacó corococó, se classificar na 1ª fase da Libertadores, porém, como sempre, na hora do vamos ver ele vai inventar algo e botar tudo a perder... Assim como o Tcheco vai jogar bem umas partidinhas e na hora H vai sumir e ficar reclamando o tempo inteiro. Complicado também é: quem substituiria o Roth? Nossa verdadeira cruzada deve ser por 2 avantes. ATENÇÃO: mulheres gremistas tem entrada liberada no jogo desta quinta-feira."


"Tava me dando conta de mais um detalhe sobre os 2 Grenais. Os mesmos esquemas (3x6x1) foram utilizados. Qual a diferença então? William Magrão. Tudo bem, lá ele marcou contra, mas o Taisson e Nilmar tiveram a mesma liberdade pra jogar? Em ambos Grenais o 2º gol foi feito em jogada em cima de um jogador: Adílson. Os erros do Roth não absolvem a Direção tricolor. Temos SEIS atacantes e não há UM volante de contenção confiável. Onde está o nosso Dinho? Nada. E o Ruy(m) Cabeção que nem reserva tem?? Se conseguirmos passar da 1ª fase na Libertadores ainda poderemos fazer 3 alterações nos inscritos da Libertadores. Tenho inúmeras restrições ao Roth, mas agora, um pouco melhor da ressaca de domingo, tenho sérias dúvidas se a troca de treinador AGORA é a melhor solução para nós que estamos rumo ao TRI da Libertadores..."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:36

Comentar - Comentários (0)

A Ale opina

"Manda ele em um cruzeiro com os pingüins do filme Madagascar. Ou negocia ele como técnico do Boca da Argentina, se é que pode isso. rsrsrs"


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:34

Comentar - Comentários (0)

Diz a anna

"Estava pensando... não entendo muito de futebol, então me digam que títulos tem o Sexy em sua carreira. Bueno, o que importa: não é hora de testes, a Libertadores já começou e empatamos o 1º jogo, em casa. Fora Roth, o Grêmio precisa de alguém novo, linha dura, que nos leve ao título. Acho que time a gente tem, mas sem um técnico decente fica difícil. Vai acabar como em 2008: nós sem nada e os colorados com o Gauchão (que é melhor que nada, não?). Bjos e força gremistada, esse ano vai ser difícil."


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 14:33

Comentar - Comentários (0)

Assunto fixo do blog: que destino vamos dar a Celso Roth?

Votem, votem. O luminar do futebol deve ficar no time, como querem Katia Suman, Ale e Cláudio Coloradaço, ou deve sair, como exige a gremistada toda? Depois eu vou imprimir as respostas, registrar lá no cartório da Mostardeiro e entregar no Olímpico. Chega de palhaçada.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 10:25

Comentar - Comentários (841)

Do insuperável Paulo Sant'Ana sobre o superável Celso Roth

Cachorro que come ovelha, só matando.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/03/2009 - 07:50

Comentar - Comentários (2)

É melhor torcer a favor ou contra no dia 11?

Permanência de Roth passa pelo jogo contra o Boyacá Chicó

Técnico será cobrado pela atuação do Grêmio no Gre-Nal

A performance do Grêmio no Gre-Nal de domingo e a mudança para o 3-6-1 abalaram o prestígio do técnico Celso Roth no Estádio Olímpico. As alterações no esquema tático foram criticadas pelo vice de futebol André Krieger e pelo presidente Duda Kroeff, mas Roth segue no comando gremista, pelo menos até o jogo contra o Boyacá Chicó, no dia 11 de março, pela Libertadores. Se perder para o Boyacá, o treinador pode ser demitido.

Antes do jogo na Colômbia, a equipe porto-alegrense terá dois compromissos pelo segundo turno do Gauchão. Na quinta-feira, o adversário é o Ypiranga, no Olímpico, em partida antecipada da segunda rodada da Taça Fábio Koff. No domingo, o Grêmio enfrenta o Santa Cruz fora de casa. A tendência é de que Roth escale o time titular contra o Ypiranga e um time misto contra o Santa Cruz.

Roth será cobrado ainda nesta semana sobre o esquema 3-6-1 e a substituição do lateral Jadílson pelo zagueiro Héverton, um minuto depois do gol de empate no Gre-Nal, marcado por Alex Mineiro. De acordo com o repórter André Silva, da Rádio Gaúcha, a opção pelo 3-6-1 teria ocorrido antes mesmo do jogo contra o Universidad de Chile, pela Libertadores, quando o Grêmio jogou no 3-5-2 e apresentou grande poderio ofensivo, apesar do empate em 0 a 0.

(Da zerohora.com)

 



Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/03/2009 - 22:58

Comentar - Comentários (3564)

Depois da Hecatombe

Uma combinação de atraso maior que o permitido, congestionamento e todo mundo brigando dentro do carro nos impediu de ver o Gre-Nal como convidados no Beira-Rio, e terminou com a família toda arrasada diante da televisão. Com uma certeza: com o Celso Roth lá, a gente não vai chegar a lugar nenhum.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/03/2009 - 18:11

Comentar - Comentários (9)

Urgente! Inter confirma NOIR!

Noir... para a Libertadores!

(Reclamações com o Theo, meu herdeiro universal. A piadinha é dele e eu adorei. Se alguém não lembrar, Noir é um atacante argentino que o Inter anunciou, anunciou, e no fim o cara não veio.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/02/2009 - 22:08

Comentar - Comentários (15)

O Oscar

Assisti em uma tevê tão pequena que nem deu pra entender direito os detalhes das roupas (é fútil, mas eu gosto). E ainda bem que, na tarde de ontem, vimos o Milionário em um cinema superlotado por aqui, pra concordar com a montoeira de prêmios que o filme levou na noite.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/02/2009 - 16:40

Comentar - Comentários (7)

Especialmente para a pesquisa da Katia Suman

Aqui em Punta, metade das privadas têm assento e metade fazem o estilão direto na louça.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/02/2009 - 13:58

Comentar - Comentários (12)

Fechando o guichê

Pra quem gosta, bom sambão. Pra quem não curte muito, bom descanso. E pra todo mundo, esse texto do Verissimo sobre a data. Até quinta.

GUIA DO CARNAVAL

Luís Fernando Veríssimo

O turista que chega para assistir ao nosso Carnaval pode ter alguma dificuldade em entender o que está vendo e ouvindo nas ruas, nos bailes, nas transmissões de TV etc. e perderá muito do significado da nossa maior festa popular. Por isso estou republicando este pequeno guia para sua orientação e um glossário com as principais palavras e frases que ele ouvirá durante sua estada.

Atenção, turista.

Para começar, o que é “Carnaval”?
Bem, o Carnaval (pronuncia-se car-nah-val) já existia na Europa quando o Brasil foi descoberto, só que com roupa. Ele veio nas caravelas portuguesas junto com o nosso descobridor, Pedro Alvares Cabral (pay-dro al-va-rays ca-brawl), e aqui incorporou elementos nativos como bateria, baianas, bicheiros, cambistas e, claro, a principal contribuição do Novo Mundo ao rito milenar, a miçanga (miss-ang-ah). No calendário cristão, como se sabe, o Carnaval é a festa do “adeus à carne” que precede a Quaresma. No Brasil é a mesma coisa, só que a gente dá adeus à carne, dá adeus, mas ela não vai embora.

Quanto dura o Carnaval?
O Carnaval é um tríodo de quatro dias: Sexta, Sábado, Domingo, Segunda e Terça. Tem uma vez por ano, menos na Bahia, onde o atual Carnaval é o de 1948, que ainda não terminou.

O que são “escolas de samba”?
As escolas de samba (“samba schools”) são escolas públicas que, com a falta de apoio dado à educação no Brasil, foram obrigadas a buscar outras fontes de renda e hoje vivem de vender fantasias para turistas e depois desfilar para o turista não pensar que foi logrado.

Eu posso desfilar numa “escola de samba” sem saber sambar?
Sim, mas aí terá que ser Madrinha da Bateria. Não, Nigel, você não.

Como se chega ao Teatro Municipal?
Estudando, estudando muito.

Não, quero dizer para o baile.
Não existe mais baile do Municipal. Nem a revista Cruzeiro, nem o Evandro Castro Lima, nem lança-perfume Rodo e, olha, eu mesmo já estou desaparecendo de um lado.

Eis algumas expressões que você, turista, ouvirá durante os folguedos (fowl-gay-dos):

Oba (oh-bah) – Palavra de origem nativa. Ouvida pela primeira vez quando os tupinambás viram seu primeiro europeu, que em seguida comeram. Desde então ficou como manifestação prazerosa da expectativa de comer alguém ou alguma coisa, mesmo hipoteticamente (he-po-tay-etc.).

Epa (eh-pah) – O oposto de “oba”. Usada por quem ouve um “oba” e se apressa a esclarecer que não pode ser com ele.

Evoé! – “Oba!” em Juiz de Fora.

Ai! - Expressão de dor. Como “ouch” em inglês, “ai-o” em italiano, “merde” em francês e “grossenwienerzschzipel” em alemão.

Ui! – Expressão dúbia (doo-bia). Tanto pode ser de dor como de alguém cuja espinha dorsal está sendo riscada sugestivamente com um picolé. De qualquer maneira, mantenha-se a distância.

É um assalto! – Significa que você está sendo assaltado, por um meliante (may-lee-anti) ou por um político. Dá para distinguir o político porque, antes, ele pede o seu voto.

Polícia! – Termo de retórica, com pouca utilidade real.

E aqui está um pequeno dicionário com frases práticas que poderão ser úteis ao turista no Carnaval, caso ele se perca do guia:

Where is the american (ou italian, ou french etc.) consulate? – Estou apertado. Deve ter sido o angu. Onde tem um toalete por aqui?

How much? – Quanto?

WHAT?! – Tá doido!

No, I do not want to hold your ganzá – Manera, pô.

Do you take dollars? – Quer casar comigo?

Vous êtes très jolie – Quanto?

Voglio conoscere il vero Brasile – Bota uma pinga aí

Help! – Ziriguidum (zee-ree-gui-doom)!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/02/2009 - 17:34

Comentar - Comentários (2)

Se fosse um mero torcedor, chamariam de maloqueiro

Do presidente do Inter, Vitório Piffero, sobre o pedido do Grêmio para transferir o Gre-Nal por alguns dias (cairia em uma segunda-feira) e não sobrecarregar tanto o time, que recém terá estreado na Libertadores: "Eles se dão bem na segunda. Segunda-feira nao é dia de série A". Isso que eu chamo de classe internacional.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 19/02/2009 - 11:46

Comentar - Comentários (11)

Já escrevi para a Jimena

E eu sou louca de não falar com essa guria logo?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/02/2009 - 16:03

Comentar - Comentários (14)

Clube da Saudade

Queridos amigos, voltei de mais um recesso parlamentar. Fiquei uns dias fora e encontrei o blog em plena atividade, inclusive com o contato da Jimena, para quem escreverei em seguida. Claro que eu quero publicar na tua maravilhosa terra, hermana Jimena! Peraí que já falamos!

Pois a entrevista do caderno Donna foi por causa da peça Dez (Quase) Amores, que volta no Porto Verão Alegre nos próximos dias 17, 18 e 19. E me fez relembrar o meu grande sonho infanto-juvenil, que era ser chacrete e usar aquelas lindas botas prateadas até as coxas. Roda, roda roda e apita, um minuto de comercial (alguém aqui já era nascido nesse tempo?)!

Anna, Sabrina, Rodrigo, Clarissa, Leandro, Ricardo e Sérgio na versão ganso (?), beijo pra vocês.

Recomendação de leitura: o romance O Leitor, que deu origem ao maravilhoso filme de mesmo nome com a Kate Winslet (só não precisava do empalhadão do Ralph Fiennes, mas quem sou eu pra achar isso...). Ganhei, aliás, do nosso amigo Marcello Berg, sempre um gentleman. O autor do livro é Bernhard Schlink, editora Record. Vale cada letra.

Logo mais eu volto.

Beijo e saudades de tudo.

 

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/02/2009 - 16:02

Comentar - Comentários (24)

Pior que deputado e senador juntos

Minha frequência aqui no blog anda péssima. De envergonhar aquele tal Quintanilha, campeão de faltas no Senado. Uma vergonha. Pior que fiquei procurando assunto para postar e nada. Alguns drops, então.

.A série Conversas no Cofre do Santander Cultural encerrou no dia 29 com a casa cheíssima pra ver o José Miguel Wisnik falar de futebol-cabeção. Mas tudo muito pop e divertido, de uma leveza profunda, que é como o Wisnik se refere ao próprio livro, Veneno Remédio. Destaque para a presença do grande colorado profe Fischer.

.Mais milímetros de chuva em um dia que no ano inteiro.  Essa foi a situação da minha cabeça ontem, pegando tempestade sem táxi, guarda-chuva ou dignidade em São Paulo.

.Filme bacana: O Leitor, mais uma história sobre o nazismo, dessa vez misturando literatura e uma história de amor que não existiria sem os livros. Pode não ter nada a ver, mas fiquei com saudade do Sarau.

.Quem tem filho em idade pra isso, ou irmãos menores, ou espírito pra coisa, amanhã, provavelmente, vai se irmanar no mesmo perrengue: pegar a estrada lotada pra ir ao Planeta Atlântida. Não conheço esses rapazes, mas os tais Vítor e Léo valem o sacrifício?

.Ou, como diz o Guto, um amigo pegador que eu tenho: freeway congestionada não é transtorno, é oportunidade.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/02/2009 - 19:46

Comentar - Comentários (2010)

De luxe

Hoje tem show do Frank Jorge no Sarau. Mais um homem cujo único defeito é ser colorado. (E o mesmo vale para o convidado da noite, o Carlo Pianta)

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/01/2009 - 09:35

Comentar - Comentários (14)

Dois leitores, dois autores

Para o Vinícius e o Maurício, que foram ontem ao encontro Conversas no Cofre do Santander Cultural,  onde a sapiência do professor Fischer e a minha pouca ciência receberam o Giba Assis Brasil para falar de literatura & cinema (e foi muito legal).

Maurício, lembrei do poema: Cantares da Sulamita, do Dalton Trevisan. O trecho que li está no livro A Gorda do Tiki Bar, da L&PM.

Vinícius, essa é a ordem em que eu li o Philip Roth, mas não é uma ordem cronológica. Comecei com Pastoral Americana (maravilhoso), que é de 1998 e ganhou o Prêmio Pulitzer. Aí enfileirei os outros dois que seguem a mesma linha, romances sobre a sociedade americana puritana e seus confilitos: A Marca Humana (de 2000, ótimo) e Casei com um Comunista (de 1999. Muita gente não gosta, mas eu adorei). Então li Complô contra a América, que não faz parte da trilogia anterior, mas bem poderia estar nela. Não é o meu preferido, mas não existe Philip Roth ruim, então vale (e muito) a leitura. Aí li O Complexo de Portnoy (1969), que é fantástico. O livro inteiro é o personagem Alexander Portnoy falando com o psiquiatra dele sobre sua relação com a mãe judia, o sexo, as mulheres, a família. Bom, esse é um dos livros mais perturbadores que eu já li na vida. Aí vieram os dois mais recentes (e que tu já leu), sob o tema da velhice: O Animal Agonizante e Homem Comum. Desculpa a profusão de elogios, mas o Philip Roth merece e os dois romances são absurdamente bons. Os seguintes:  Adeus, Columbus (o primeiro livro do PR, de contos, lançado originalmente em 1959) e O Avesso da Vida, onde já parece Nathan Zuckerman, o mesmo personagem que vai morrer em Fantasma Sai de Cena (e que, segundo o próprio PR, é o derradeiro livro dele -tomara que o cara mude de idéia). Em espanhol li El Pecho, que não foi lançado no Brasil (acho que já vi a edição em inglês na Cultura, mas não tenho certeza -talvez tenha sido na Travessa do Rio, não lembro direito) e El Profesor de Deseo, os dois com o personagem David Kepesh, o mesmo d'O Animal Agonizante. Talvez eu tenha esquecido de algum título, mas acho que essa é meu set list do PR até o momento. No final de 2008 saiu ainda Entre Nós, um livro de ensaios e entrevistas com escritores feitas pelo Philip Roth.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/01/2009 - 17:03

Comentar - Comentários (12)

Meu cachorro me sorriu latindo

Como diz o Rei: Eu voltei pras coisas que eu deixei. Muitas desculpas pela ausência prolongada, com as desculpas de sempre: trabalho, correria, mais trabalho e etc. Fiquei de informar aqui o livro de onde saiu o tradicional conto Sildenafil, aquele do marido que toma Viagra e sofre com os efeitos colaterais (se bem que a mulher do cara sofre bem mais...): Umidade, do Reinaldo Moraes, Companhia das Letras. Meus destaques de ontem: o Fischer lendo o Cardoso e a interpretação magistral da Katia Suman para o já clássico Caderninho de Nomes, do Rubem Fonseca, agora com a Andressa do conto falando em falsete. O convidado especial, Fabricio Carpinejar, veio direto do Beira-Rio e, na minha opinião, foi copiado pelo jogador D'Alessandro, que esculpiu o símbolo do Inter na parte de trás da cabeça -veículo de comunicação tradicional do Fabrício. A carta-testamento do Fabrício para o próximo locatário da casa 8 de um condomínio de Xangri-lá foi outro ponto alto da noite. Aí vai ela, transcrita diretamente de http://www.fabriciocarpinejar.blogger.com.br.

Quinta-feira, Janeiro 15, 2009


CARTA AO PRÓXIMO INQUILINO
Arte de Arthur Bispo do Rosário

Fabrício Carpinejar



Não fui informado como você está sendo agora. Não tive a mesma sorte. Preencho a lacuna da imobiliária para que sofra menos do que eu. Sei que deve ter visto as fotografias da casa 8, apartamento simpático a uma quadra do mar, com dois quartos, dois banheiros, sala, cozinha e garagem. Localizada num condomínio creme, com poucos vizinhos. Sei também que deve ter reparado que tudo parecia no seu lugar. O apartamento não costuma se mexer na primeira visita.

Mas espere que ele se movimenta. Não conclua que é uma casa maldita: nenhum corpo foi enterrado nela. Não encontrei assombração e espírito maligno pedindo para mandar um sedex a um familiar sádico.

A casa se desloca como um estômago de uma baleia encalhada. Ela lhe dará trabalho. Muito trabalho. Aposto que já pagou adiantado - valerá como teste de seu senso de humor.

Não busque entender a ordem dos espaços. A geladeira fica na sala, distante da cozinha. A máquina de lavar foi alojada no segundo andar, dentro do banheiro. O varal é atravessando o quarto das crianças, na varanda. Não vai parar um minuto, garçom em sua própria residência, no vaivém da bandeja de roupas, de copos, de prendedores.

Acredita que exagero. Não experimente o liquidificador - não mexe a hélice, expelindo uma fumaça de motor queimado e faíscas assustadoras. Calma, a síndica pode emprestar um aparelho. Mais adiante, descobrirá que o chuveiro é um despertador. Depois de cinco minutos, a energia desaparece e a água gela. Desista de caçar uma ferragem aberta para trocar a resistência. Não é o caso. Brincará de mapa de tesouro. O objetivo é achar a caixa de luz. Esqueça os lugares mais evidentes, o hall de entrada e o corredor de acesso. Vai revirar o apartamento como um ladrão desesperado. A caixinha está no centro da sala (como?), acima da televisão, coberta por um prato pintado pela dona (quem mais senão a própria autora seria capaz de expô-lo?).

Com vontade de ir aos pés, perca a vergonha. Perca o nojo. Aviso educadamente: perca sua imortalidade. Não se despedirá do cagalhão com a cordinha da descarga, mesmo que suspire com a sucção do vaso, o borbulhar do pinho-sol e aceite a confortável sensação de impunidade.

Ao preparar o jantar, pisará num círculo do lado esquerdo. Pois é. É uma inofensiva tampa branca. Não subestime. Torço que - pelo menos - não esteja acompanhado da namorada e poupe seu destino de uma insuperável vergonha. Aquela marcação é uma fossa, que subirá e inundará o piso todo o dia. Voltará a enxergar o seu cagalhão. Agora no primeiro andar. Há um elevador de merda na residência. Unicamente a merda usa o elevador. Será obrigado a descer de escada. Ela chegará mais rápido. Não me faça perguntas difíceis. Não entendo a estratégia de um esgoto do lado do fogão. Muito menos memorizei claramente a combinação, arrisco hipóteses. Lavar a louça e ocupar o banheiro entope o poço. É um ou outro. Assim como a inundação cloacal resulta da simultaneidade da máquina de lavar com o chuveiro.

Trata-se de um apartamento com manhas, trejeitos, chaves de segurança. Feito para uma alma solitária. Três ou quatro pessoas na casa é o mesmo que dividir um banheiro químico. Compre estopas, detergente e seja amigo de infância do rodo. Tomadas pelo cheiro imundo, as moscas voam de ré.

Quando deitar para dissipar a série de desastres, prepare-se para o último golpe. Não invente de transar na cama de casal. Ela quebrará. Suporta somente sessenta quilos em repouso. O encaixe cede e a armação se desmancha. Dormirá no chão, uma garrafa vazia num engradado de madeira.

Afora isso, o resto está ótimo. Desejo um feliz veraneio. E, por favor, não quebre a corrente, avise o próximo inquilino. Quem sabe poderemos formar uma associação de sobreviventes da casa 8.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/01/2009 - 11:11

Comentar - Comentários (17)

Uma coisa e outra outra

For me Formidable também lembra She, do Charles Aznavour, que lembra o Elvis Costello no final de Um lugar Chamado Notting Hill. O clipe é podre, mas o momento é lindo: http://www.youtube.com/watch?v=Oyck6zyDCMM&NR=1


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/01/2009 - 16:38

Comentar - Comentários (25)

For me formidable

Cena bacana do filme Sete Vidas: Emily, a mulher doente que precisa de um coração, canta For Me Formidable para o Will Smith/Ben Thomas. Um toque de romantismo que inspira passar o domingo todo ouvindo Charles Aznavour cantando em inglês com sotaque francês: you are the one for me, for me, for me, formidable. Não achei com ele cantando no palco, mas aí vai um link pra ouvir: http://br.youtube.com/watch?v=NXIgqfQCo3U


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/01/2009 - 11:38

Comentar - Comentários (1578)

Mais dois filmes

.Gomorra, a história da Camorra, a máfia napolitana. O Marcello, maior cinéfilo aqui do blog, não gostou, mas eu vou (humildemente) discordar dele. O filme é baseado no livro do jornalista napolitano Roberto Saviano, que vive sob proteção policial porque foi jurado pela Camorra. O diretor italiano Matteo Garrone mostra uma região inteira vivendo do crime organizado, mais ou menos como a gente sabe que acontece em locais como o Complexo do Alemão, no Rio. O tom é de quase documentário, o filme é feio e opressivo e a história, claro, só pode acabar mal para todo mundo. E mais: na semana passada, três atores do filme foram presos por seu envolvimento com a Camorra. Vale a ida ao cine (e o Marcello que me desculpe a indicação).

.Sete Vidas, o novo drama do Will Smith. Eis aí um ator que (acho) só vai parar de lançar um filme triste por ano quando, enfim, ganhar um Oscar. Dessa vez ele é um sujeito deprimido que resolve salvar sete vidas a partir de uma desgraça acontecida na própria vida dele. O filme é bem amarrado e, apesar do assunto, não chega a ser apelativo. No meu caso, foram duas horas chorando no cinema e uma tristeza que ficou grudada pelo resto da noite. Uma ideia (sem acento é dose) interessante, justificativa para uma das sete vidas do filme ser escolhida pelo Will Smith/Ben Thomas: "você é um homem bom mesmo quando não tem ninguém olhando".


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/01/2009 - 09:54

Comentar - Comentários (0)

O dia em que a terra parou

Mais uma refilmagem que não diz a que veio. E que recria, com milhões de dólares, um filme que virou cult pela precariedade de recursos e efeitos e até um certo toque trash. Sem falar que, no original, a parada da Terra era bem mais surpreendente. Em todo o caso, o Keanu Reeves é sempre uma boa visão, seja como humano ou alienígena. (No trailer que passou antes no Unibanco, Operação Valquíria, eis que surge Tom Cruise de tapa-olho como um oficial nazista que tentou matar Hitler. Aí já parece um pouco demais...)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 10/01/2009 - 19:52

Comentar - Comentários (1836)

Da periferia do Rio para o show do Oasis. E levados pelo Noel

Pra mim foi, disparado, a notícia mais legal da semana. Dois adolescentes da Vila Valqueire, na periferia do Rio de Janeiro, venceram um concurso mundial para escolher o melhor cover do último CD do Oasis. Os dois foram escolhidos pelo próprio Noel Gallagher, que elogiou a versão dos guris no site oficial do Oasis. O prêmio: assistir a um show da banda em qualquer lugar do mundo. A notícia completa, e o vídeo vencedor, estão em http://jbonline.terra.com.br/nextra/2009/01/07/e070117372.asp.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 10/01/2009 - 13:07

Comentar - Comentários (1)

Frank Jorge. Sempre melhor

Últimos românticos existem muitos por aí, mas apenas um usa calças de tergal amorosamente vincadas. E nenhum outro, se ousasse misturar o rock, o brega, o new wave, o êiêiê e a surf music, jamais conseguiria um resultado tão erudito (no melhor sentido) e tri popular (no melhor sentido ainda).

Mas aqui estamos falando de Frank Jorge, conhecido de todos desde os Cascavetes, e que já experimentou de tudo (mas sempre coisa boa) na Graforréia Xilarmônica, Caubóis Espirituais, Tenente Cascavel, Histórias do Rock e muitos projetos. O inspirador e diretor da pioneira Faculdade do Rock da Unisinos, que em tempos passados foi "a voz" da Feira do Livro de Porto Alegre, intrigando as mocinhas ao anunciar os autógrafos do dia: será que é o Frank Jorge? O gaúcho de Uruguaiana que mineiros, cariocas, paulistas e nordestinos adoram ouvir. E gravar, como provam Pato Fu, Los Hermanos e demais admiradores ilustres.

O último romântico que orgulha a raça está de disco novo.

Frank Jorge Volume 3, CD que completa a trilogia FJ ao lado dos anteriores Vida de Verdade e Carteira Nacional de Apaixonado, é definido assim pelo próprio Frank: os emos não vão entender patavinas. Se requer uma certa cultura chinelística brasileira, com momentos a la Reginaldo Rossi, Roberto Carlos e Eduardo Dusek, também apresenta suas letras irônicas, ora naïf, ora sem-noção mesmo, em melodias sofisticadas e trabalhadas, mas nunca pretensiosas.

Volume 3 foi gravado em apenas quatro sessões no Estúdio Tambor, do Rio de Janeiro, o que dá bem a idéia das dificuldades que um último romântico de qualidade encontra no seu caminho. A produção é de Rafael Ramos, produtor também da Cachorro Grande, Los Hermanos, Nação Zumbi e Pity, entre outros. Pedro Verissimo faz vocal em duas faixas e o trompetista Altair Martins participa em Eu Demiti um Amigo.

Ainda nas palavras do Frank, Volume 3 não é sertanejo-universitário: é um CD honesto. É o que aconteceria se o Roberto Carlos encontrasse o Reginaldo Rossi e o Eduardo Dusek para tomar chopp e comer bolinho de bacalhau. Melhor, só se saísse em LP.

Que venda bem, toque muito e alegre nossos ouvidos carentes.
 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 10/01/2009 - 12:58

Comentar - Comentários (8)

Depois da poesia do Profe Moreno, Carlos Drummond de Andrade

Era manhã de setembro

Era manhã de setembro
ela me beijava o membro

Aviões e nuvens passavam
coros negros rebramiam
ela me beijava o membro

O meu tempo de menino
o meu tempo ainda futuro
cruzados floriam junto

Ela me beijava o membro

Um passarinho cantava,
bem dentro da árvore, dentro
da terra, de mim, da morte

Morte e primavera em rama
disputavam-se na água clara
água que dobrava a sede

Ela me beijava o membro

Tudo que eu tivera sido
quanto me fora defeso
já não formava sentido

Somente a rosa crispada
o talo ardente, uma flama
aquele êxtase na grama

Ela a me beijar o membro

Dos beijos era o mais casto
na pureza despojada
que é própria das coisas dadas

Nem era preito de escrava
enrodilhada na sombra
mas presente de rainha

tornando-se coisa minha
circulando-me no sangue
e doce e lento e erradio

como beijava uma santa
no mais divino tranporte
e num solene arrepio

beijava beijava o membro

Pensando nos outros homens
eu tinha pena de todos
aprisionados no mundo

Meu império se estendia
por toda a praia deserta
e a cada sentido alerta

Ela me beijava o membro

O capítulo do ser
o mistério de existir
o desencontro de amar

eram tudo ondas caladas
morrendo num cais longíquo
e uma cidade se erguia

radiante de pedrarias
e de ódios apaziguados
e o espasmo vinha na brisa

Para consigo furtar-me
se antes não me desfolhava
como um cabelo se alisa

e me tornava disperso
todo em círculos concentrícos
na fumaça do universo

Beijava o membro
beijava
e se morria beijando
a renascer em setembro.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/01/2009 - 15:37

Comentar - Comentários (16)

O primeiro de 2009

 

 

Começou o ano, chega de moleza e bola pro mato, que o jogo é de campeonato. Falando em bola, minhas primeiras imagens de 2009, pra dar sorte, são recuerdos de uma família gremista no Maracanã em pleno último dia de 2008. Os rapazes da foto (comigo o Pedro, meu sobrinho, e o famoso filho Theo. O moço solitário é meu irmão Duda Tajes) se apresentaram devidamente fardados para o passeio. Eu declinei porque o nosso manto sagrado, tecido com glórias, conquistas, superação e fio sintético, era quente demais para a canícula carioca. Depois de virar o ano na praia entre milhões de pessoas, e ver que as cenas de fogos explodindo que passam na Globo são bem menos piegas ao vivo, a família gremista está de volta pra matar os leões de 2009. E deseja um ano cheio de coisas boas pra todos os amigos queridos. E hoje tem Sarau, oba!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/01/2009 - 11:45

Comentar - Comentários (26)

Na quinta

.Passei a quarta longe do blog e só ontem, tarde da noite, li um comentário descendo o cacete no Sarau no blog do Fischer. Debate cultural zero, acusa o(a) bem-humorado(a) anônimo(a). Turma de meia-idade pagando de alternativa. O que me parece mais estranho é alguém que não gosta da coisa se dar ao trabalho de entrar no blog e deixar lá sua construtiva opinião. O mínimo que se espera é que as críticas venham assinadas, ou não são críticas: são lixo. Sem falar que alguém que vem a público reclamar comprometimento cultural do Fischer deve ser muito sem-noção mesmo.

.Fabrício Sortica, grande vencedor do manto sagrado tricolor no concursito do blog: parabéns! E muito obrigada ao nosso patrocinador colorado, o Marcello.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 18/12/2008 - 08:04

Comentar - Comentários (9)

Sem querer dar uma

Não é pra nos gabar, mas o post que o Profe Fischer fez no blog dele em honra das companheiras do Sarau e das moças em geral é apenas o máximo. Por isso ele é o nosso Profe querido.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/12/2008 - 14:54

Comentar - Comentários (18)

Leandro 'Tricolor' Porto manda ver

No ano do centenário do Inter
nossas sinceras homenagens ao co-irmão.
Se eles queriam uma Suruga não sei por que ir até o Japão
Pois aqui mais próximo tem o Sofazão...

E no ano do centenário colorado
As palmas vão tomar conta de festas diferentes
Uns celebrando o seu aniversário
Outros dando a terceira mão de azul no continente.

Por isso não te esqueças, querido co-irmão
Não importa quão feia seja a peleia
jamais nos matarão!
E em 2009 o Grêmio vai sair campeão!

Parabéns colorado,
Mas uma coisa já segue acordado:
No centenário do Internacional
O Grêmio será bi-campeão Mundial!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/12/2008 - 14:48

Comentar - Comentários (2)

Fabricio Sortica se puxa

 

Nesse blog sempre Gre-Nal

fez-se mais um desafio

no ano do Internacional

o que fará o Tricolor

pra não perder o seu brilho?

 

Das estrelas da competição

o Colorado cumpriu sua senda

o Grêmio na constelação

primeiro foi vice-campeão

depois batizou sua estrela.

 

Chegando 2009

Inter 100 anos ficará

Grêmio se bom jogador

a Libertadores conquistará.

 

Dois gaúchos, co-irmãos

brigando e sofrendo lado a lado

jogando, torcendo e cantando na paz

farão Sampa e Rio serem rebaixados.

 

Na febre do esporte bretão

que a dupla siga valente

contra os outros, sempre co-irmãos

mas, uma vez batendo de frente

a cada novo Gre-Nal

O Grêmio, sempre Imortal

será campeão novamente!

 
 

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/12/2008 - 07:53

Comentar - Comentários (5)

Arrasaram: Gustavo Barletto e Guilherme Grossi

O Inter vai na cola do que o Grêmio sempre faz
É só um ganhar o mundo, que o outro se acha capaz
No lugar do vermelho, só falta o preto e o azul
As cores de quem dita a moda aqui no Rio Grande do Sul
Talvez esse seja o verdadeiro prêmio
Trocar de nome e virar Grêmio.

Basta o Grêmio inventar
Que lá vai o Inter remendar
Para curar isso, não tem reza
Não tem preza ou ordem do presidente
Tanto que eles comemoram centenário
Seis anos depois da gente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/12/2008 - 18:57

Comentar - Comentários (8)

Concorrente 3: Anna tri-tricolor

CENTENÁRIO COLORADO/VAMOS TODOS CELEBRAR/100 ANOS DE BATALHAS/TENTANDO DO GRÊMIO GANHAR./ INTERNACIONAL, TANTOS TORCEDORES ILUSTRES/ KÁTIA, PROFES FISCHER E MORENO ENALTECEM AS VITÓRIAS COLORADAS/ MAS, NO BLOG DA QUERIDA CLAUDIA TRICOLOR/SEMPRE VENCE O GRÊMIO, NOSSO MAIOR AMOR!!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/12/2008 - 18:50

Comentar - Comentários (1)

Procuram-se poetas gremistas

O concurso termina amanhã, junto com o ano do Sarau. Cadê vocês?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/12/2008 - 14:44

Comentar - Comentários (3)

Concorrente 2: todo o lirismo de Katia Suman

O Internacional faz 100 anos/ Um século de bravura/ Festa pras mina e pros manos/ 2009, pode acreditar/ vai ser uma loucura/ E pra completar/ o Grêmio vai tomar no ânus.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/12/2008 - 19:47

Comentar - Comentários (1542)

O primeiro concorrente valendo Brahma: Caipiromm

vou fazer uma moda // pra mode ganhar meu brinde // entaoce tenho que escrevinhá bem rimado prá agradá um colorado // que coisa essa tar globalização // de ferro ferreiro tá assando churrasco em espeto de pau // e um encarnado lançando concurso com prêmio do arqui-rival // Nao sei se o seu marcello se agradou das minhas rimas // nao sou tantã das palavras //muito menos comparar com a beleza da gisele // mas, se porventura for do seu agrado // meu numero é tres xis e tres éle // ...bem espaçado!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/12/2008 - 18:15

Comentar - Comentários (6)

Já que ninguém começa...

No ano do centenário
Momento extraordinário
Do grande Internacional
O Grêmio monumental
Há de curar nossas dores
Ganhando a Libertadores
E, de brinde, o Mundial.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/12/2008 - 18:12

Comentar - Comentários (5)

Javier Barden

A Scarlett Johanssen é linda e a Penélope Cruz é a Amy Winehouse saudável. Mas não tem pra ninguém quando o Javier Barden aparece em Vicky Cristina Barcelona, um bom filme do Woody Allen, ma non troppo, na minha opinião. Embora todo e qualquer filme do Woody Allen seja bom sempre. Já o Javier Barden, sério. Aquilo lá orgulha a raça masculina em particular e a humanidade, como um todo. (Comentário de cinema superficial e galinha enquanto não começa uma reunião em pleno domingo.)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/12/2008 - 11:17

Comentar - Comentários (9)

Intimação da Katia Suman

"Pô, Claudete, essa entrega podia ser no próprio Sarau, terça, dia 16. O último do ano. Será que a galera não se puxa até terça?"

De maneiras que a entrega do prêmio fica antecipada para terça, e o Marcello terá que anunciar o resultado do certame na terça mesmo, e entregar o grande prêmio. Todo mundo se puxando que o prazo é curto, minha gente. E a vida, mais ainda...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/12/2008 - 11:10

Comentar - Comentários (4)

Certame cultural-recreativo-esportivo

Pois o nosso querido sócio colorado Marcello comprou uma camisa do Grêmio, que vai para quem der a melhor resposta para a seguinte questão:

O que vai acontecer com o Grêmio no ano do centenário do Inter?

Só tem um detalhe: a resposta tem que ser em foma de... poesia! E vai ser escolhida, claro, pelo Marcello.

Como terça é o último Sarau do ano, e depois o ano praticamente encerra, o prazo para as respostas é até dia 18, quinta. Depois a gente combina a escolha da melhor e a entrega do prêmio do certame.

Que a  inspiração tricolor esteja com todos.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 14/12/2008 - 09:41

Comentar - Comentários (3)

Depoimento da semana: Anna e Madonna

Nossa amiga Anna Alice Schuh foi ao show da Madonna em Buenos Aires e conta pra gente aqui no blog.

"O show é algo que não dá para explicar direito, por mais que te digam, só vendo para acreditar no que eles montam. Nós ficamos 3 horas na fila, debaixo de um sol escaldante, até que abrissem os portões. Entramos no estádio (do River) e demos de cara com o palco, uma estrutura imensa com 2 Ms enormes, um de cada lado, que parecem cravejados de cristais. Durante o show esses Ms vão mudando de cor, um efeito lindo. 

Entramos no estádio às 18hs e às 20hs começou a tocar um DJ, que transformou a espera em festa, uma hora de música e o povo dançando, muito legal. Depois, mais espera... a gente sabia que o show começava às 22hs, mas 10 minutos antes começou a chover... e ela atrasou a entrada, entrou às 22:20.

Quando ela entrou... bom, o povo gritava o nome dela e ela nem aí... disse um "what's up, Buenos Aires" e começou o show, que é estritamente profissional e cronometrado, a sensação que dá é que ela não toma conhecimento do público, vai lá e faz o que tem que fazer. É impressionante mesmo assim, o que ela faz, com 50 anos, é fora do comum, pula corda, se contorce, e ainda canta. Mas dá para notar que tem um playback por trás, ela canta, mas tem um  apoio de voz gravado (também, pular como ela pula e cantar não tem como mesmo), fora as backings, que cantam com ela quase que o tempo todo. Mas nada disso tira o encanto dela, que muitas vezes parece antipática; mas ela pode ser o que quiser, o público não se importa, e as vezes em que ela se comunica com a platéia todos deliram, a sensação é que ela está falando contigo diretamente.  
Nós fomos na platéia normal, tentamos nos enfiar para perto do palco, mas não deu, muita muvuca e muito calor. Ficamos mais para trás e não deu para vê-la muito, vimos mais pelo telão. Consegui vê-la realmente muito pouco, em uma das músicas uma amiga me levantou nos ombros e pude vê-la. Como sempre fui fã, para mim foi emocionante, ela estava sozinha no palco, cantando Boderline e tocando guitarra. Ela é linda, tem um corpo fora do comum... Mesmo vendo pelo telão é uma energia que não dá para explicar direito. E é bom que tem os telões, porque o palco é cheio de detalhes que eu acho que seria difícil de ver mesmo mais de perto. No centro do palco tem uns 3 telões de cristal líquido nos quais vão passando imagens diversas, e em algumas músicas outros cantores aparecem e cantam com ela (a Britney Spears, o Justin Timberlake e outro rapper que não sei o nome). Nos intervalos em que ela troca de roupa esses telões a substituem e é um show de efeitos. A música "rain", por exemplo, é instrumental e os efeitos dão uma sensação de que está mesmo chovendo no palco, é muito lindo. Ah, e tem os efeitos de raio laser que saem do palco, em diversas cores, às vezes a gente não sabia para onde olhar.  
 
O momento mais emocionante do show é quando ela canta "Don't cry for me Argentina", e nos telões é mostrada a bandeira da Argentina. Claro que ela não deve cantar isso nos outros shows, creio que em cada cidade ela adapta algo para a platéia. Os argentinos são loucos pela Madonna, e nessa hora muita gente chora (só de lembrar agora me arrepiei), a gente se emocionou também. Ela cantou ainda uma outra música do filme Evita (you must love me), e nessa hora eu não me aguentei e chorei, era uma choradeira na platéia... Mas logo depois vem Like a Prayer, e o estádio vem abaixo, mesmo depois de horas no sol, de pé, espera, sede, chuva, a gente acha energia e pula e canta com ela. Aliás, o bom de assistir o show do campo é que dá para dançar o tempo todo, como se fosse uma mega festa cuja trilha sonora é exclusivamente Madonna, com Music, Like a Virgem, Ray of Light... uma maravilha!

(...) Pena que eu não pude ir com a camiseta do Grêmio, dei de presente para um irlandês que cruzou o meu caminho numa boate portenha (...). A bandeira, fomos com ela até o estádio, mas nos avisaram que não nos deixariam entrar com ela pq é muito grande, então deixei no ônibus. Mas tinha vários gremistas por lá."
 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/12/2008 - 02:46

Comentar - Comentários (16)

No ano que vem tem mais

Terminou que fui ao jogo e não dei azar. Meus parentes abriram uma exceção na lenda de me achar um urubu de mau agouro. Azar mesmo foi ficar recebendo torpedos de alguém que eu não conheço, tirando com a minha cara e atrapalhando o meu jogo. O Goiás não conseguiu parar o São Paulo e o gol impedido dos bambis valeu o título. Bem na hora em que um aviãzinho com a faixa "Inter Campeão de Tudo" começou a sobrevoar o Olímpico, o Soares fez o segundo gol. Quando o jogo do São Paulo terminou, nossa torcida inteira levantou e começou a aplaudir os jogadores. Impressionante, emocionante, arrepiante.

Libertadores, aí vamos nós.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/12/2008 - 10:47

Comentar - Comentários (1787)

Manto sagrado e all star azul

Tô pronta.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/12/2008 - 14:08

Comentar - Comentários (13)

Essa tarde vale a vida

O Humberto Gessinger falou uma coisa bacana no programa Camarote de sexta, transmitido direto do Olímpico Monumental, e que reprisa na segunda, dia 8, às 12h15, na TVCOM: o segundo lugar, ao contrário do que muitos dizem, não é o primeiro dos últimos. O segundo lugar é honroso, sim, ainda mais pra quem entrou totalmente desacreditado nessa história.

Ainda assim, a esperança de ser o primeiro está viva. Do lado azul, tem que controlar a euforia, o salto alto, a ansiedade, a soberba, essas bobagens todas que sempre atrapalham a vida. Do lado de lá, é torcer para que a euforia, o salto alto, a ansiedade e a soberba atrapalhem a vida do São Paulo. Sem falar nos ingressos para o show da Madonna.

E vale uma camiseta oficial tricolor sorteada no Sarau Futebol de terça, se tudo der certo.

Merda pra nós.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/12/2008 - 08:47

Comentar - Comentários (3)

E essa do Wagner Tardelli?

Do UOL: A Confederação Brasileira de Futebol anunciou neste sábado, em seu site oficial, que o árbitro Wagner Tardelli foi afastado do jogo entre Goiás e São Paulo por causa de uma suposta tentativa de manipulação do resultado da partida. No mesmo comunicado, a entidade prometeu tomar medidas legais e se pronunciar oficialmente na próxima segunda-feira. O caso envolve envelopes com dinheiro e ingressos para o show da Madonna.

Segundo meu irmão Duda, esse mesmo Wagner Tardelli já roubou do Inter. Tá, mas vai ficar tudo por isso mesmo?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/12/2008 - 08:40

Comentar - Comentários (1)

No ar, o blog da Katia Suman

E o post de estréia não podia ser melhor. Um texto com o alto (bota alto nisso) padrão de qualidade Katia Suman!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/12/2008 - 18:30

Comentar - Comentários (1)

Este blog parabeniza os amigos colorados

Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/12/2008 - 07:20

Comentar - Comentários (19)

Novidade no blog: entrevista com Nico Nicolaiewsky

A partir de agora e nas próximas semanas, vai rolar sempre aqui uma pequena entrevista para a turma do blog. E a primeira é com o grande compositor, cantor e gremista Nico Nicolaiewsky.

Todo mundo sabe que o Nico forma, com o Hique Gomez, uma das duplas mais bem sucedidas da música brasileira. O espetáculo deles, Tangos & Tragédias, que estreou em 1984, desde 1987 lota todas as sessões nas temporadas de verão em Porto Alegre.

No último final de semana o Nico reapresentou, no Theatro São Pedro, o excelente espetáculo Onde está o amor?, que é acompanhado por um excelente CD de mesmo título. E aqui ele responde a três perguntinhas, enquanto a gente torce por uma próxima reprise do show. Mais informações no site www.ondeestaoamor.com.br.

PERGUNTA: A tua música tem alguma influência das coisas que tu já leu?
NICO: Eu leio bastante , principalmente romance. Acho que as letras das minhas musicas se definem melhor com as coisas que eu não li. Expl ico. Eu não gosto e não leio poesia que seja muito "poética", tipo valorizar mais o som das palavras do que a idéia que leva o sujeito a escrever. As minhas letras são assim com poucos adjetivos e tentando a clareza e a sintese. Me incomoda uma letra que eu não entendo.

PERGUNTA: Como é que surgiu o projeto Onde está o amor?
NICO: Surgiu da questão que eu me coloquei de como seria eu fazendo música pop, experimentando dentro dos limites da musica pop. Descobrindo como ser eu mesmo numa forma de expressão com um alto grau de impessoalidade como é a música pop.

PERGUNTA: Que livro te impressionou mais nos últimos tempos?
NICO: Eu fiquei lendo nos ultimos 6 meses "História social da arte e da literatura", do Arnold Hauser.É um livro grosso, mas eu demorei tanto porque fiquei saboreando as colocações do autor, às vezes polêmicas, mas sempre claras , profundas e belas, como quando ele fala na tensão entre a "elegância f ormal e a franqueza emocional".

E viva o Grêmio.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/12/2008 - 10:21

Comentar - Comentários (1582)

Outro texto do Carpinejar (em dupla com o Mario Corso)

GUERRA DOS FARRAPOS

Fabrício Carpinejar e Mário Corso

 

Quando recebemos um e-mail para aumentar o pênis, repassamos no ato para André Krieger (Grêmio) e Vitório Píffero (Inter).

Os dirigentes gremista e colorado trocaram farpas infantis na última semana. Um menosprezando a conquista do outro. O diretor de futebol tricolor André Krieger e o presidente do Inter Vitório Píffero perderam a chance de ficarem calados. Lembram dois meninos levantando as calças e comparando o tamanho dos seus pertences:

"A Sul-Americana é maior do que vaga da Libertadores!"

"Não, a Libertadores é maior do que a Sul-Americana!"

Só que eles não são crianças mimadas torcendo para times diferentes, mas dirigentes adultos e deveriam ter maior responsabilidade na guerra de microfones. 

São os responsáveis pela mobilização das duas maiores torcidas do Rio Grande do Sul. Não estão nem se preparando emocionalmente para um clássico. Não há mais Gre-Nal à vista. As provocações surgem gratuitas, danosas, incendiando um ódio explosivo e desnecessário nas torcidas organizadas. É acender o fósforo em posto de gasolina. Transformam títulos nacionais e internacionais num permanente Gauchão. Parecem que competem entre si, não existem os demais adversários. É megalomania fratricida.

Estamos fartos de torcedores mortos. Antes de gremistas e colorados, as vítimas tinham uma história além do futebol. Tinham família. Tinham trabalho. Tinham esperança.

Não há vida que seja recompensada com um corpo embrulhado numa bandeira.

A violência fora de campo reproduz as atitudes dos dirigentes. Veremos a mesma ausência de diplomacia, de esclarecimento, de respeito e educação nas ruas. O problema é a dosagem, quando a brincadeira escorrega para a ofensa. Não há corneta que não vire trombone.

Ao invés de amar seu time, os dirigentes estão incitando seus seguidores à odiar o rival.

Por declarações doentes como estas que muita gente tem deixado de freqüentar a arquibancada. Depois não podemos reclamar da má fama do esporte.

Não desejamos que nossos filhos escolham seus amigos pelas camisas que vestem. Gostaríamos de voltar a freqüentar a torcida visitante no Olímpico. Não queremos ter medo de entrar num ônibus em dia de jogo ou de atravessar a avenida Goethe durante uma comemoração.

Se a paixão é cega, somos voluntários para a doação de córneas. Tomamos a decisão de torcer para o Grêmio na disputa do Brasileirão. Queremos que o nosso time seja campeão da Sul-Americana na quarta (3/12) e que o rival seja tri-brasileiro no domingo (7/12). Amamos  nosso estado mais do que qualquer coisa.

Quem já morou um tempo fora do RS, sabe o quanto que os gaúchos são perseguidos. Está na hora de dar o exemplo e os próprios gaúchos pararem de se perseguir.

ENTENDA AS PROVOCAÇÕES

* O dirigente colorado disse que o feito colorado na Argentina havia sido completo, sobre um time "que não perdia há 43 jogos em casa e que tinha a fama de virar jogo com sete jogadores em campo". Piffero se referia ao empate em 3 a 3 entre Grêmio e Estudiantes, pela Libertadores de 1983, no antigo Estádio José Luis Hirsch. O time gaúcho vencia o jogo por 3 a 1, mas cedeu o empate para uma equipe com quatro jogadores a menos.

* O dirigente gremista ironizou a luta colorada pelo título da Copa Sul-Americana. Para provocar o Inter, citou o fato de o campeão da competição continental garantir vaga em uma disputa chamada Suruga Cup, contra o campeão japonês.
- O Inter fez a parte dele e venceu. Vai receber como prêmio a disputa da Copa Suruba - provoca Krieger.

NO BLOG ROLO COMPRESSOR
http://rolocompressor.zip.net/

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 01/12/2008 - 14:44

Comentar - Comentários (8)

imortal

Pode até não dar na final. Mas é imortal.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/11/2008 - 19:04

Comentar - Comentários (10)

Queime depois de ler

Ontem vi o novo filme dos Irmãos Cohen. É muito, mas muito, mas muito bom. E eu nem faço parte da turma que gosta dos filmes deles incondicionalmente. Não tem como contar a história sem falar demais, então é melhor só dar umas pistas. Dá pra dizer que os personagens do Brad Pitt e da Frances McDormand não sabem que a Guerra Fria acabou e que toda a confusão começa com a perda de um CD onde estariam gravadas as memórias do ex-agente da CIA Osborne Cox (John Malkovich, um dos homens mais perfeitos já nascidos, cada vez mais a cara e a careca do Pedro Juan Gutierrez) pela mulher dele, interpretada pela Tilda Swinton. Tem ainda o George Clooney no papel de amante da Tilda e comedor de plantão. Todos os atores são ótimos. Filmaço para o findi.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 29/11/2008 - 10:24

Comentar - Comentários (8)

Bem feito

zerohora.com

Polícia Civil prende envolvidos em briga de torcidas do Grêmio

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta sexta-feira a Operação Contra-ataque, tendo como alvo suspeitos de envolvimento na briga entre as torcidas Máfia e Geral do Grêmio, ocorrida após o jogo contra o Coritiba, no Estádio Olímpico, em 16 de novembro. No confronto, Lucas Balardin, 19 anos, e Marçal Santos, 30, acabaram baleados. Dos nove mandados de prisão preventiva, quatro resultaram em prisões. Cinco pessoas estavam foragidas. Foram cumpridos ainda 15 mandados de busca e apreensão em Porto Alegre, Canoas e Esteio.

O único preso que havia sido identificado é o torcedor Bruno Ortiz, 23, encontrado em casa no bairro Cavalhada. Ele é suspeito de ser um dos responsáveis por incitar a torcida Geral no conflito contra a Máfia. Policiais foram também à casa do autor dos disparos que atingiram Balardin e Santos, no bairro Rubem Berta. A residência, porém, estava vazia. O suspeito, de 25 anos, continuava sendo procurado.

A operação foi realizada hoje porque a Polícia Civil obteve informações de que as duas torcidas estavam se provocando para um possível confronto durante o Gre-Nal de juvenis a ser realizado no sábado, no Olímpico. O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) coordenava a ação policial. Os nomes dos demais presos deveriam ser divulgados por volta das 9h, mas a polícia decidiu não revelá-los.

O advogado de Ortiz, Mauricio Silveira, disse que provará a inocência dele. De acordo com o defensor, o carro usado para a fuga dos responsáveis por atirarem em Balardin e Santos não pertence ao seu cliente.

Na casa de outro torcedor, na Rua Coronel Neves, no bairro Medianeira, policiais encontraram um fuzil 762 e um revólver calibre 44. O suspeito foi preso e alegou que as armas eram do pai dele. No local havia ainda material de torcedores colorados, que teria sido roubado e guardado como troféu, suspeitam os investigadores.

No total, foram apreendidos nove computadores e dois laptops. A polícia verificará se os equipamentos contêm material racista — uma das motivações do conflito é uma bandeira com o ídolo gremista Everaldo, que era negro. A Polícia Civil pediu à Brigada Militar para que aumente a segurança para o Gre-Nal de sábado.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 28/11/2008 - 13:44

Comentar - Comentários (4)

Ora, pois

Nos jornais de hoje: depois de muitas ameaças de não pagamento aos grevistas, chega o contracheque dos professores estaduais e, com ele, a surpresa. Pagaram os grevistas e cortaram o salário dos pobres dos professores que não aderiram à paralisação. Eis aí uma notícia para se ler com sotaque lusitano e ao som da trilha dos Trapalhões.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/11/2008 - 16:07

Comentar - Comentários (9)

Uma coisa que se precisa dizer sobre o Internacional Inter de POA

Diferente de outros times que a gente conhece, sempre se pode confiar que os co-irmãos do Aterro farão aquilo que se espera que eles façam. A torcida do Inter vai para o estádio ou para a frente da TV com razões para acreditar que seu time vai ganhar quando é preciso. E, nesses casos, quase sempre ganha mesmo. Já os gremistas jamais têm essa certeza, ou esse consolo. O Jorge Furtado fez uma observação genial sobre a nossa sina: sempre que parece que o Grêmio vai perder, ele ganha. E vice-versa, o que explica bem porque a gente é vice. Mas não adianta cornetear, o jeito é juntar os cacos e dar outra chance sempre. O amor de verdade é assim.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/11/2008 - 14:07

Comentar - Comentários (1927)

Reclamatória Trabalhista do Pênis

(Direto dos arquivos do Professor Moreno e atendendo aos pedidos da Anna e do Marcello, lá vai.)

RCLAMATÓRIA TRABALHISTA
Eu Pênis, venho perante V. Exª dizer e requerer o que segue:

1º - Faço esforço físico no cumprimento de minhas funções;
2º - Trabalho em grandes profundidades;
3º - Mergulho de cabeça em tudo que faço;
4º - Não descanso em finais de semana ou feriados nacionais;
5º - Trabalho em ambientes extremamente úmidos;
6º - Não recebo horas extras;
7º - Trabalho em ambientes sem iluminação e sem ventilação adequada;
8º - Trabalho sob altas temperaturas, sem climatização;
9º - Meu trabalho me expõe a doenças contagiosas.

ISTO POSTO, venho por meio desta requerir que V. Exª se digne em conceder-me aumento de salário pelas razões expostas acima.

SENTENÇA
Sr. Pênis, após revisão do seu pedido e, considerando seus argumentos, a 1ª Vara do Trabalho decide julgar IMPROCEDENTE seu pedido, fundamentando nos seguintes fatos:

1º - O Sr. não trabalha 8 horas ininterruptamente;
2º - Dorme durante o expediente após curtos períodos de trabalho;
3º - Não segue sempre as ordens da gerência;
4º - Não permanece em seu local de trabalho;
5º - Costuma visitar outras repartições;
6º - Não toma iniciativa. Precisa ser pressionado e estimulado para
começar a trabalhar;
7º - Deixa seu ambiente de trabalho bagunçado e sujo ao final do expediente;
8º - Nem sempre observa as normas de segurança necessárias, tal qual, usar equipamento de proteção individual;
9º - Se aposenta muito antes dos 65 anos;
10º - É incapaz de trabalhar em turnos dobrados;
11º - Às vezes abandona sua posição de trabalho antes de completar a sua tarefa;
12º - E se tudo isso não bastasse, temos observado que o sr. entra e sai do seu local de trabalho carregando um saco de aparência bastante suspeita.

Custas ao final não dispensadas.
Cumpra-se após o trânsito em julgado.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/11/2008 - 07:42

Comentar - Comentários (19)

O programa do Iotti no Sarau

Tá no site da RBS, a Janine passou o link : http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=42029&channel=45


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/11/2008 - 09:23

Comentar - Comentários (20)

Post auto-explicativo

Foi bom enquanto durou. Acabou-se o que era doce. Todo amor um dia chega ao fim. Quem espera nem sempre alcança. Na beira do rio Piedra eu sentei e chorei.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/11/2008 - 07:41

Comentar - Comentários (12)

Dez (Quase) no Teatro de Camara

Assisti a peça do Bob Bahlis na pré-estréia, na quinta-feira passada. A partir do primeiro livro que eu escrrevi e a L&PM corajosamente publicou, o Bob pensou em uma história que vai acompanhando a protagonista através do tempo, com referências a fatos que todo mundo lembra, músicas que todo mundo dançou, modas que todo mundo usou. A peça tem momentos tri-engraçados e o trio Cláudia Meneghetti-Fábio Monteiro (o loiro)-Marcelo Naz (o altão moreno), que o Bob já tinha lançado na peça anterior dele, Homens, dá um show. A curiosidade é que este é o primeiro trabalho profissional da atriz que faz o papel de Maria Ana, a Rafaela Cassol, e a atriz fica em cena o tempo todo.  Bota desafio nisso. Sou suspeita pa falar, mas recomendo. Quem for ver, me diz depois  o que achou!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/11/2008 - 08:33

Comentar - Comentários (20)

Duas semanas de desaparecimento

Desculpas sinceras a todos os amigos.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 22/11/2008 - 08:24

Comentar - Comentários (3)

Aniversariante do dia: Fabrício, o ex-samurai virtual

Um beijo na noite para o aniversariante do dia (que estreou ontem no Sarau), o nosso amigo Fabrício Sortica. E milhões de coisas boas-ótimas sempre!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 12/11/2008 - 22:16

Comentar - Comentários (55)

Problemas hoje!

Queridos amigos do Blog, hoje eu não vou ao Sarau. Bem na estréia do Fabrício. Milhões de desculpas sinceras e tristes e as combinações ficam valendo para a próxima terça!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 11/11/2008 - 10:17

Comentar - Comentários (16)

Ainda devendo um post decente

Hoje eu vi o jogo na formação de sempre e de All Star azul. E assim vai ser até o fim. Uma vez imortal, imortal até nunca morrer. Dá-lhe!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/11/2008 - 20:27

Comentar - Comentários (20)

Quem tem blog, tem tudo

Anna, Marcello, Sérgio, Fabrício, Rodrigo, Sabriníssima, Ale e Ricardo: estou aqui de All Star novo e feliz da vida com vocês! Esse foi um post rápido só pra agradecer, que o dia foi de correria. Logo mais faço um post decente. Beijão e valeuzão!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/11/2008 - 18:04

Comentar - Comentários (35)

Time atropelado

Pior que fui ao jogo com o meu irmão Duda e o Theo. Nunca passei tanto frio e desgosto. Sério: depois de 7 de dezembro, penduro as chuteiras e serei uma nova pessoa, alguém que não sofre mais com essas coisas de futebol e amor ao time. Na hora dos jogos, vou ler um livro que eu ganho mais.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/11/2008 - 06:22

Comentar - Comentários (43)

Raposa atropelada

Falando em atropelamento, alguém viu nossos amigos Lília e Márcio, os mineiros que passaram por aqui no jogo Cruzeiro X Grêmio?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 03/11/2008 - 06:18

Comentar - Comentários (6)

Viram esse post do Rodrigo?

"MOMENTO SÉRIO: Se a Katia e a Claudia me permitirem, queria denunciar a pouca segurança que há ali no cruzamento da Sarmento Leite com a Osvaldo Aranha. Quase perdi a minha vida ali, na saída do Sarau. Um ônibus, a toda velocidade, vinha em final de serviço e quase me pega em cheio, coisa de meio metro de distância. As profecias da Janine quase se concretizaram. Pela probabilidade das leis físicas, um choque desses não me levaria ao HPS, mas sim ao IML e diretamente para o Crematório Metropolitano. Socorro , Brigada Militar e Detran. Façam alguma coisa!!! Perdão pelo desabafo, mas eu poderia não estar mais aqui digitando isso. Beijos e abraços em todos! Rodrigo, postado em 1º/11/2008."

O negócio anda feio mesmo. Teve aquele caso do amigo do Theo, atropelado na Nilo, cuja atropeladora se recusa a contribuir com as despesas que a mãe do menino continua tendo (o garoto teve que se submeter a outra cirurgia e ainda não se recuperou). Essa merecia um bom processo por danos materiais e morais. Sexta outro menino de 17 anos foi atropelado e morreu (a notícia estava na ZH). A gente sabe que o motorista portoalegrense não dá passagem pra ninguém, fica ofendido se é ultrapassado (principalmente se for um homem ultrapassado por uma mulher) e não é exatamente respeitador das leis do trânsito. Mas agora parece que a situação está se agravando. Que coisa.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 02/11/2008 - 13:53

Comentar - Comentários (9)

Mineiros em geral e All Star

.Confesso: o jogo de quarta me deixou baixo astral mesmo. Eu realmente era mais feliz quando não me interessava por futebol. Fiquei de longe, só vendo as conversas do blog. Mas agora chegou a hora de reagir. Aposto todas as minhas fichas no Guiñazu. E lá vamos nós outra vez

.Beijo aos amigos mineiros Lília e Márcio, que desmentiram a tradição da sua terra e não ficaram nada quietinhos: passaram por aqui pra cornetear a gremistada.

.Faltou dizer uma coisa sobre o All Star: no colégio, quem usa ou é emo ou é rotulado de emo pelos colegas. Depois a bobagem passa e todo mundo passa o resto da vida de All Star. Esses moços, pobres moços...

.A mesa do Blog no último Sarau foi digna de uma foto, que a gente não fez. Muito obrigada, foi superlegal ver a turma toda lá!

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 31/10/2008 - 15:58

Comentar - Comentários (1743)

Secando na chuva

Patético Paranaense 1 X 0 Cruzeiro. Deus é gremista.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2008 - 20:19

Comentar - Comentários (60)

Fluminense 3 X 0 Palmeiras

Agora só falta o Gabeira ganhar lá no Rio.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2008 - 18:16

Comentar - Comentários (6)

Em cima de muro

Não que eu tenha nada contra o Fogaça. Parece um cara legal e até já votei nele pra Senador, há dez mil anos. E é gremista, o que sempre me causa simpatia. Tendo o PT expulsado minha candidata do primeiro turno, Lucianão Genro, até cogitei votar no Fogaça dessa vez. Mas fica pra próxima. E chega de confissões políticas nesse espaço, que ninguém merece isso em um sábado de chuva.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2008 - 18:15

Comentar - Comentários (4)

A melhor coisa da campanha eleitoral de Porto Alegre

Spot de rádio que ouvi na Ipanema. É mais ou menos assim:

LOC: Você tem 15 segundos pra lembrar três obras do Fogaça.

Efeito de reloginho vai marcando o tempo. Nos segundos finais, entra um ator com voz de mongolão.

ATOR: Três obras? Deixa eu ver... Tem Vento Negro... E também tem Porto Alegre é Demais... Bah, véio, eu acho ele só tem essas duas obras aí!

Foi depois desse spot que eu decidi meu voto.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2008 - 18:10

Comentar - Comentários (3)

Uma rara manifestação política deste blog

Não que eu não goste de política, apenas não sinto nada pelos candidatos que a vida tem me apresentado nos últimos tempos. Em compensação, se carioca eu fosse, nem dormiria direito nessa noite esperando pra eleger o Gabeira. A todos que não são tão indiferentes ao futuro prefeito de Porto Alegre quanto eu, boa votação amanhã. Vou de Maria do Rosário, mas sem convicção alguma.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 25/10/2008 - 18:04

Comentar - Comentários (5)

Dez (Quase), a peça/Contracapa de hoje

UMA (QUASE) SUPERMULHER

  • O diretor de teatro Bob Bahlis testou mais de 30 atrizes até chegar à moça aí do lado. RAFAELA CASSOL foi a escolhida para encarnar a protagonista de Dez (Quase) Amores, comédia baseada no livro de Claudia Tajes que entra em cartaz no dia 20 de novembro, no Teatro de Câmara Túlio Piva.

    Como no livro, a peça mostra os encontros e desencontros românticos da protagonista Maria Ana – vividos na infância, adolescência, amadurecimento e (quase) maturidade.

    – A Rafaela é aquele tipo de atriz que chega tímida, pequenina, e quando entra em cena, o carisma e talento a transformam numa supermulher – derrama-se Bahlis falando da atriz nascida em Três de Maio e formado em teatro pela UFRGS.

    Dez (Quase) Amores também vai virar filme: os direitos do texto da Claudia foram comprados por uma atriz brasileira conhecida – o nome ainda é segredo...


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/10/2008 - 15:24

Comentar - Comentários (30)

Cousas na segunda

.A excursão Tajes ao fiasco português terminou hoje de manhã com seus dois integrantes, Theo e Duda, chegando em um vôo com duas horas de atraso. O pobre tem que sofrer até o fim.

.Tem uma notícia da peça Dez (Quase) Amores, baseada no livrito de outra integrante dos Tajes e concebida/escrita/dirigida/produzida pelo diretor Bob Bahlis na Contracapa de hoje. Vou copiar e colar em um post.

.Nosso candidato a Personalidade do Fato Literário, o Profe Fischer, estreeou uma página muito bacana no Caderno de Cultura da ZH do último sábado, 18 de outubro. Quem ainda não sabe por que votar nele, pode conferir o estilo do candidato na contracapa do caderno, que agora se chama Pesqueiro. Os dois outros concorrentes a Fato Literário são tão merecedores quanto o Fischer, a professora Zilá Bernd e o grande artista multitalentoso Vítor Ramil. O voto no Profe, além de reconhecer os serviços prestados por ele à cultura, tem um caráter absolutamente parcial. Vamos votar?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 20/10/2008 - 15:12

Comentar - Comentários (4)

Aos amigos colorados

A todos que se manifestaram nessa hora difícil, e certamente isso pesou para reverter (ainda que temporariamente) a roubalheira, um beijo em nome da gremistada do blog. E ao Fabrício Carpinejar, mil obrigadas e nossos mais sinceros amassos tricolores.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/10/2008 - 22:15

Comentar - Comentários (19)

Deus é pai

STJD concede efeito suspensivo a Léo, Réver e Morales

Jogadores poderão atuar na partida de domingo contra a Portuguesa, em São Paulo

A indignação do Grêmio deu resultado. Na tarde desta quinta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aceitou o pedido de efeito suspensivo solicitado pelo clube e os jogadores Léo, Réver e Morales estão aptos a jogar contra a Portuguesa, às 18h10min de domingo, em São Paulo.

O departamento jurídico do Grêmio entrou com o recurso na sede do tribunal, no Rio de Janeiro, por volta das 17h. Depois, ficou de plantão aguardando a decisão do vice-presidente do STJD, Virgílio Val, que exerce interinamente a presidência da entidade. O resultado já era esperado pelos advogados.

— Se fosse para indeferir, seria mais rápido. Então, estou com esperança — havia dito um dos advogado do clube, José Mauro do Couto Filho, antes do anúncio.

A repercussão negativa das penas aplicadas aos jogadores do Grêmio ajudou o Grêmio. O presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, teria telefonado para Virgílio Val para falar sobre o assunto. Dirigentes da CBF e representantes da TV Globo, que detém os direitos de transmissão do Brasileirão, também teriam manifestado preocupação com o caso.

Julgados na quarta-feira passada, os três jogadores do Grêmio receberam punições pesadas por incidentes ocorridos na partida contra o Botafogo, no último dia 4. Léo foi suspenso por 120 dias, Morales por oito jogos e Réver por três. Com o efeito suspensivo, os três poderão jogar normalmente até o julgamento no Pleno do STJD, em data ainda indefinida.

(zerohora.com)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/10/2008 - 22:04

Comentar - Comentários (2)

Um grande texto de um grande colorado

STJD DEU TÍTULO AO GRÊMIO

Fabrício Carpinejar

 

Sou colorado. O que me permite total isenção para comentar as penalizações do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quarta (15/10) sobre os jogadores do Grêmio pelas brigas na partida contra o Botafogo.

A sanção não foi rigorosa. Foi desproporcionalmente patética. Dois dos principais jogadores do tricolor cortados do campeonato e um outro suspenso por três rodadas.  Leo está fora do restante da finaleira (120 dias de suspensão), assim como o centroavante Richard Morales (oito partidas). Réver, por sua vez, está punido com três jogos.

E lembrar que Diego Souza do Palmeiras terminou absolvido por uma situação parecida.

O STJD desmontou a equipe do Grêmio, líder absoluto, o que seus adversários não conseguiram fazer até o momento em campo.

Um campeonato sério, justo de pontos corridos, volta a ser decidido no tapetão. Por que jogar? O tribunal tornou-se a verdadeira súmula do juiz. Súmula fria, política e sem a pressão do público.

O Inter sofreu o inferno em 2005. Roubaram seu Brasileirão ao anular - pasmem - 11 partidas do Campeonato Brasileiro apitadas por Edilson Pereira de Carvalho, além da arbitragem suspeita que não marcou um pênalti descarado em Tinga no duelo com o Timão. O colorado perdeu justamente a soma de pontos que lhe daria o título. E o Corinthians ganhou justamente a repescagem de pontos que o habilitava ao título.

Os gaúchos não são paranóicos por lazer. Quando tentam se recuperar, lá vem o martelo mudar as regras do jogo. São paranóicos porque realmente estão sendo perseguidos.

O que eu quero explicar com toda essa lamentação: o STJD  acabou de dar o título ao Grêmio. Sim, o Grêmio será tricampeão.

Não há maior incentivo do que uma injustiça. Não há maior motivador emocional do que a injustiça. Não há um preparador físico mais exigente do que a injustiça. Não há melhor psicólogo do que a injustiça. Não há técnico mais sábio do que a injustiça. Os jurados escolheram o réu errado. A sentença vai dinamitar a torcida azul, branca e preta. Os atletas passam a correr pelos três ausentes. O Grêmio não é mais o favorito, é um favorito injustiçado, o que o torna imbatível a partir de hoje.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/10/2008 - 14:35

Comentar - Comentários (7)

Depois dizem que gremista é paranóico

Léo, 120 dias. Rever, 3 jogos. Morales, 8 jogos. Palhaçada.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/10/2008 - 10:53

Comentar - Comentários (3)

Desculpem a falta de tempo

Hoje de noite vou escrever, prometo. E comentar os comentários também. Alguém foi no Sarau do Faraco pra me contar?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 16/10/2008 - 10:49

Comentar - Comentários (6)

Presente de aniversário da série inacreditável

Presente de aniversário que o meu aguerrido filho pediu: ver Portuguesa e Grêmio no Canindé, o estádio da Portuguesa, em São Paulo. Lá vamos nós, junto com o meu irmão Duda, que vem a ser o padrinho da minha cria. Pelo menos não é em excursão do tipo bate-volta. O que faz o amor.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/10/2008 - 23:57

Comentar - Comentários (33)

O Sarau do Faraco

Sarau de luxo, com um convidado que a gente batalhou muito para ter. Só que caiu no mesmo dia do aniversário do meu filho Theo. Vou perder, portanto. Os amigos me contam depois?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/10/2008 - 23:50

Comentar - Comentários (1)

Uma idéia sempre repetida pelo Pedro Juan

A literatura tem obrigação de ser convincente. A vida, não.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/10/2008 - 23:48

Comentar - Comentários (6)

Carpinejar y Pedro Juan

Segunda, 13 de outubro, dia de Fronteiras do Pensamento com os escritores Fabrício Carpinejar e o Pedro Juan Gutierrez. Dois estilos completamente diferentes de escrever e de se apresentar. O Fabrício apareceu pilchado e de unhas pintadas. Falou sobre a família e as palavras e, entre as suas muitas e muitas e muitas idéias, explicou a importância de se usar as palavras com alegria e de uma forma não previsível. Palavra não se joga por aí de qualquer jeito, ele disse, assim como não se mistura papel com vidro com lata com plástico. Teoria bem bacana. Ele também falou sobre o ser canalha (muito diferente de ser cafajeste, que é uma subespécie do canalha) e, lá pelas tantas, o Pedro Juan disse que aquilo parecia machismo. " Machismo romântico" , não concordou muito o Fabrício. Já o cubano Pedro Juan é a sobriedade em pessoa. O primeiro livro que o interessou e despertou nele a vontade de escrever foi Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, no original), do Truman Capote, pela forma como era escrito, sem parecer literatura. Pedro Juan tem pouquíssimos livros publicados em Cuba e muitos censurados pelo mundo. Pessoalmente, tenho todos, até os que não saíram por aqui, se me desculpam o exibimento. Fiquei com vergonha de carregar a coleção completa para os autógrafos, mas os quatro que levei agora têm a assinatura de um dos meus autores queridos.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 13/10/2008 - 23:47

Comentar - Comentários (7)

Bons sonhos azuis pra todos

A promessa de não falar nada até o fim será cumprida. Mas não tem como impedir os sonhos nesta fria noite feliz.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 09/10/2008 - 00:18

Comentar - Comentários (25)

Mande sua frase

Não precisa ser frasista juramentado pra fazer uma frase genial, de vez em quando. Quem tiver alguma na manga, portanto, mande pra cá!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/10/2008 - 17:32

Comentar - Comentários (34)

Anti-Ajuda no Sarau

O Sarau da Anti-Ajuda, Aforismos e Desaforos, inspirado pelo livro de mesmo nome do poeta (e frasista) Dois Santos dos Santos, foi bem engraçado. Pra não ficar muitos dias sem postar (é que me faltam assuntos interessantes), aí vai uma seleção das frases que eu levei. Na seqüência vou postar algumas do DS dos S pra turma. E que a noite de quarta passe logo (os tricolores hão de me entender) e passe muito bem pra gente.

Algumas do Ivan Lessa

Amar é... ser a primeira a reconhecer o corpo dele no IML."

O brasileiro tem os dois pés no chão, e as duas mãos também.

A cada quinze anos, o Brasil esquece os últimos quinze anos.

Os brasileiros, para não perder a forma, devem ser montados ao menos uma vez por semana.


E outras da Dorothy Parker:

Mulheres e elefantes nunca esquecem.

(Quando lhe disseram que sua arqui-rival, Clare Boothe Luce, era muito gentil "com os seus inferiores") "E onde é que ela encontra alguém inferior à ela?

(Crítica assinada por DP no New York Times)"Este não é um romance para ser posto casualmente de lado. É para ser atirado longe com toda força".

"Dinheiro não pode comprar saúde. Eu mesma me contentaria com uma cadeira de rodas cravejada de diamantes".


Anti-ajuda para todos

1 - Você não é completamente inútil. Ao menos, serve de mau exemplo para algumas pessoas.
2 - Você não é parte da solução, é parte do problema.
3 - Errar é humano, mas achar em quem colocar a culpa é mais humano ainda.
4 - O importante não é saber, mas ter o telefone de quem sabe.
5 - Quem sabe, sabe. Quem não sabe é chefe.
6 - É bom deixar a bebida. Só tente se lembrar onde.
7 - Existe um mundo melhor, mas é caríssimo.
8 - Trabalhar nunca matou ninguém, mas... pra que se arriscar?
9 - Há duas palavras que abrem muitas portas pra você: PUXE e EMPURRE.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 08/10/2008 - 16:49

Comentar - Comentários (1)

O eleitor pergunta

Se todo mundo sabe que a Nilo Peçanha, do Anchieta até uma quadra abaixo do McDonald's, é ponto nobre pra assaltos, furtos e violências variadas, por que será que as autoridades municipais não fazem nada? Já que não tem policiamento, os delinqüentes da vila que começa na esquina da Panvel ameaçam livremente crianças, adolescentes e adultos que circulam por ali. Triste também é ver as crianças da vila na rua até a madrugada, abordando os carros que entram no McDonald's, pedindo dinheiro nos bares e expostas a tudo o que de pior pode rondar uma criança. Porto Alegre é mesmo demais.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/10/2008 - 15:57

Comentar - Comentários (18)

Recados

.O Rodrigo reclamou que alguns comentários dele estão sendo excluídos. Nas ferramentas a que eu tenho acesso pra postar até tem como excluir ou editar textos que eu incluo, mas só os meus. Nos comentários que a gente faz não dá nem pra corrigir alguma atrocidade, uma vez enviado o texto. Então não sei o que pode estar acontecendo, mas garanto que não tem AI-5 aqui no blog. Se alguém tiver uma informação técnica pra esclarecer o assunto (o Sérgio, por exemplo), por favor, diga aí.

.Dessa vez a rodada foi boa, apesar do Palmeiras. Mas bom mesmo foi ver o co-irmão confirmar mais quatro gols, agora contra. A gente tava precisando disso.

.Depois dos jogos, perguntei para a minha cria se tinha sensação melhor que o Grêmio ganhar e o Inter perder. E ele: tem, é o Grêmio ganhar e o Inter perder na mesma partida. Guri sábio. Em 2009 a gente se vinga.

.Voto confirmado, agora é esperar que o próximo Prefeito, ou Prefeita (de preferência), deixe a nossa cidade mais segura (e mais limpa, e com menos crianças nas ruas, e mais bonita, se não for pedir demais). Sexta-feira, às sete da noite, fugindo de uma tentativa de assalto na frente do McDonald's da Nilo Peçanha, meu filho e dois amigos se atiraram no meio da rua. O Theo Tajes e seu amigo Tomás escaparam ilesos, mas o Greg não teve tanta sorte. Foi atropelado por uma caminhonete Hilux, teve um pé e o joelho esmagados, passou por uma cirurgia seríssima na noite de sexta e agora é tratar por muito tempo (e torcer) pra não ficar nenhuma seqüela. Porto Alegre é demais.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 05/10/2008 - 15:44

Comentar - Comentários (12)

Carpinejar no Sarau e Martha no Praia de Belas

Hoje tem lançamento do livro de crônicas Canalha!,  do Fabrício Carpinejar, no Sarau. E ainda com o programa Camarote TVCom transmitido direto do Ocidente. Vai ser bacana e quem puder, pinte por lá. O Carpinejar é sempre um espetáculo garantido. Eu, que não ia, recebi um e-mail dele e agora vou.

E antes do Sarau dá tempo de pegar o lançamento de Doidas & Santas, da Martha Medeiros, às 19h em um bate-papo no Conversas no Praia e, a partir das 20h, na sessão de autógrafos na livraria Saraiva.

Boa terça pra todo mundo e até. E muito obrigada pelo consolo dos comentários no desesperado post anterior.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 30/09/2008 - 09:37

Comentar - Comentários (1894)

Depois

Vimos o jogo na formação de sempre, meu filho, meu irmão e eu. Dessa vez, minha cunhada estava junto. Mudamos a casa, ontem foi no apê do Duda, e minha cria acha que foi o que deu azar. Não se mexe em time que estava ganhando, ou empatando, vá lá. Desisti depois do quarto gol e fiquei no escuro, com a cabeça coberta por almofadas, a la avestruz acovardada, para não ouvir os foguetes e gritos dos galácticos. Falando nisso, nunca mais voto no Paulo Odone. Além de ser de um partido de direita que eu odeio, ainda fala merda com uma facilidade que devia envergonhar um senhor tão respeitável e gordo. Buenas, a vida continua. Meu filho não quis ir à aula hoje. Deixei matar, apesar do guri estar cheio de faltas não justificadas, ou melhor: ele justifica dizendo que só mata as matérias em que vai bem, mas o boletim cheio de NAs me deixa sem saber que matérias são essas. Eu, o arrimo da família, não posso faltar ao trabalho. Estou aqui, esperando a hora de sair e ouvir a galáctica flauta. E amanhã tem Moreno, Fischer, Katia e Carpinejar. Talvez eu mate, é bem provável que isso aconteça. Ao contrário do meu filho, eu só mato as matérias em que estou mal. Beijo pra todo mundo e ainda não morremos. Ainda.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 29/09/2008 - 07:54

Comentar - Comentários (22)

Homenageada de hoje

É a nossa amiga Anna, que ontem esteve no Sarau e ficou de pé no balcão. Dessa vez faltou mesa. Respondendo a pergunta, o conto que a Katia leu é do livro Falo de Mulher, da Ivana Arruda Leite. E vamos ter fé, Anna. Mais a gente não fala que é pra não dar azar (todo torcedor é um crente, em todos os sentidos da palavra). Ah: beijo também para a fiel Caravana de Guaíba, o Lucca Rossi, a Elisa e mais uma nova componente!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/09/2008 - 11:53

Comentar - Comentários (22)

Momento de sabedoria

"No fim tudo dá certo. Se ainda não deu certo, é porque ainda não chegou ao fim." Momento de sapiência do Fernando Sabino que o blog dedica à maravilhosa nação tricolor.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/09/2008 - 22:06

Comentar - Comentários (19)

Os homens que eu amo hoje, domingo 21

Perea, Orteman e Morales. Mas o Perea é o mais de todos sempre.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 21/09/2008 - 18:23

Comentar - Comentários (0)

Mais sobre o ladrão que roubou o carro e encontrou a criança

Na zerohora.com dá pra ouvir o telefonema do ladrão, que a BM divulgou. Ele tinha acabado de roubar, é verdade, mas é comovente a indignação do homem com a negligência dos pais do menino. Começa pela forma como o ladrão se apresenta ao telefone para o policial: "eu vou ser muito sincero contigo, eu acabo de roubar um carro". Histórias assim ainda dão a esperança de que nem tudo está perdido. Mas claro que isso não incui os pais da criança.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/09/2008 - 17:21

Comentar - Comentários (22)

Uma história incrível

Ladrão de carro encontra criança dormindo no banco traseiro

Depois de furtar um carro nesta madrugada em Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul, um ladrão percebeu que uma criança dormia no banco traseiro e ligou para a Brigada Militar informando onde abandonaria o carro. O automóvel foi encontrado com o menino de cinco anos ainda dormindo. A mãe e seu companheiro estavam em um bar. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) da cidade e será investigado pela 2ª DP.

Por volta das 2h, o bandido levou um Monza azul ano 1983 que estava estacionado próximo do número 897 da Avenida Brasil, no centro de Passo Fundo. Minutos depois, percebeu a criança dormindo no banco de trás. Ligou para o 190 e informou que deixaria o carro na Rua 7 de Agosto, 488, no bairro Operário. Segundo o oficial do 3º Regimento de Polícia Montada que atendeu a ocorrência, o ladrão teria reclamado da irresponsabilidade do casal.

Quando a Brigada Militar encontrou o Monza, o garoto ainda estava dormindo. Como o carro estava com documentos vencidos, acabou sendo guinchado. A criança foi levada para a DPPA, junto com a mãe e seu companheiro, encontrados em um bar no Centro. O plantão do Conselho Tutelar da Microrregião 2 foi acionado.

Na delegacia, foi registrada ocorrência de furto. Conforme o plantonista da DPPA, o menino foi embora com a mãe, mas ela deveria se apresentar às 10h no Conselho. Contatada pela reportagem às 7h, a plantonista do Conselho preferiu não falar sobre o caso. Disse que seria tratado pela coordenação ao longo do dia.

O ladrão não foi encontrado. O caso foi encaminhado para a 2ª DP de Passo Fundo.

(www.zerohora.com)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/09/2008 - 17:14

Comentar - Comentários (3)

Cidadão Honorário do Sarau

É o nosso amigo colorado (ninguém é perfeito) Marcello, que não falta a um Sarau. O Sérgio também era, mas tomou um DI (pra quem não foi malandro nos anos 80: Destino Ignorado). A turma agradece a presença constante!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/09/2008 - 10:06

Comentar - Comentários (6)

Sobre os sumiços cada vez mais freqüentes

É tanto trabalho pra fazer, e todo ele atrasado, que anda complicado atualizar a coisa aqui. Mas os comentários da turma valem o passeio pelo blog. Muito obrigada pela força e beijo pra todo mundo.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/09/2008 - 08:21

Comentar - Comentários (1904)

O Mistério do Samba

Filme bacana que vai entrar em cartaz logo (acho eu) na cidade. O Mistério do Samba, documentário do Lula Buarque de Holanda e da Carolina Jabor, conta a história da Velha Guarda da Portela e tem participações da Marisa Monte e do Paulinho da Viola, entre outros portelenses ilustres. Dois velhinhos roubam o filme: seu Argemiro, que morreu em 2003, e Tia Eunice, que ensina o miudinho para a garotada da Escola. Vale muito a pena.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/09/2008 - 08:19

Comentar - Comentários (5)

Foi triste

Mas pelo menos o Inter ajudou a salvar a nossa pátria no domingo (!). Feliz aniversário tricolor a todos os gremistas. E a luta continua.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/09/2008 - 08:12

Comentar - Comentários (9)

Coisas em um fim de semana cinzento

.Os jornais do Rio e de São Paulo dizem que o Grêmio jogou mal demais contra o Fluminense e etc. Como se tivesse alguém jogando lindamente por esses dias. A nação tricolor aqui de casa saiu satisfeita com o empate e mais não comenta porque é melhor nem falar. Dá-lhe.

.O pior filme na categoria filmes-sobre-diabos-bonzinhos-e-irônicos: Hellboy. Minha cria queria ver, fomos, mas não deu pra ficar até o fim. Nem ele, que tem 15 anos e toda a boa vontade do mundo pra histórias bizarras, conseguiu agüentar.

.O pior serviço de todos os tempos: o da NET. Sou uma das raras pessoas felizes que, depois de passar horas ao telefone e suportar todos os constrangimentos a que o atendimento telefônico da NET submete seus clientes, conseguiu cancelar a assinatura da TV aqui de casa. Não foi fácil e devo o êxito à minha alma gremista, que não se entrega nunca. Depois disso assinei a Sky e nunca, nunca mais me incomodei com nada. Nunca mais fiquei sem sinal, nunca mais ligaram nas horas mais impróprias tentando me vender coisas que eu não preciso comprar, nunca mais me deixaram esperando na linha até cair a ligação. Pra quem teve NET, a Sky é o verdadeiro paraíso. Recomendo muito. O único problema é que a banda larga da Sky é uma parceria com a Brasil Telecom. E essa, pelo menos nas minhas experiências pregressas, é tão ruim quanto a NET. Até tentei usar, mas era como ter internet discada em casa. Impossível. Assim, continuo refém da NET por causa do Vírtua, que não pára de dar problema. Depois de muito tempo de espera ao telefone e de um upgrade por telefone também(imagino que seja como a operação pelo espaço dos espíritas), ficou agendada uma visita da manutenção pra ontem, 6 de setembro, entre 8h e 10h (eu precisava sair pra trabalhar depois disso). A manutenção não veio e, por iniciativa própria, remarcou pra hoje, 7 de setembro, entre 8h e 12h. Agora adivinha se veio alguém.

.Bom domingo pra todo mundo!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 07/09/2008 - 12:13

Comentar - Comentários (2151)

Olhos Evasivos de Cartomante, mais um texto perfeito do Carpinejar

O Inter cumpriu algo que a maioria dos clubes não faz: recusar propostas milionárias do exterior. Três vezes, uma com Guiñazu, duas agora com Nilmar.
 
Pagou seis milhões de euros para que o atacante colorado permanecesse, comprou mais 40% do seu passe, totalizando o domínio de 70%.

Foi uma prova de amor, foi uma prova de reconhecimento, foi um esforço hercúleo para os padrões nacionais.

Nilmar não gostou, sacrificou a chance de silenciar, confessou chateação com o fim do negócio. Só um adolescente fala sem medir as conseqüências. Sacrificou um momento precioso para firmar sua ligação com a torcida. Esquece que o brasileiro sofre do complexo de Dom Pedro: quer escutar da boca de seu ídolo que ele gostaria de continuar ao seu lado.
 
Tudo bem: o Palermo é da primeira divisão, ele receberia uma bolada,  jogaria contra os astros da Liga Italiana, entre eles os brasileiros Kaká e Ronaldinho Gaúcho, desfrutaria de uma vitrine para propagandas e merchandising . O problema dos jogadores não é o excesso de ambição, é o excesso de infância. Vivem brincando de Banco Imobiliário.

Antes o sonho era comprar uma casa para a mãe. Atualmente isso é pouco. Muito pouco. Não desejam resolver sua vida, mas definir a vida dos seus filhos. Uma temporada depois, será pouco de novo. Muito pouco. Daí pensam em solucionar a vida dos netos. Um campeonato depois, isso será pouco. Muito pouco. Em seguida, procuram sustentar a vida dos bisnetos, e não terminam de abastecer toda a árvore genealógica. 

Futebol é brincadeira de adulto, o problema é que os jogadores são praticamente crianças e adolescentes. Guris emergem da contenção das bases para dezenas de zeros à direita. Com a promessa de grana e fama, ficam abobados. Como qualquer um diante do resultado positivo de uma Mega Sena. Não avaliam o passado, somente enxergam o futuro.


O jogador brasileiro está contaminado da mediunidade financeira. Com olhos lânguidos e vazios para frente, deixam de enxergar o goleiro.

A janela fechou: quem quiser sair terá que ser pela porta da frente.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/09/2008 - 22:52

Comentar - Comentários (8)

Um homem para qualquer torcedor admirar

A vida complicou e anda difícil postar. Faltou agradecer a presença da Janine, Sabrina, Anna, Marcello e Rodrigo no Sarau de terça. Bem, viramos  mesmo uma turma! E como a maioria é gremista (e que isso não ofenda os amigos colorados), vai entender o objetivo deste post: homenagear o grande e inesquecível Sandro Goiano, que nunca deveria ter ido embora do Grêmio. O Sandro Goiano, que morava perto do Olímpico e gostava de ir a pé para o estádio para conversar com os torcedores pelo caminho. Pois o Sandro Goiano disse que faria tudo para parar o Palmeiras hoje. Nem sei se ele jogou, mas valeu a vontade. Sport 3 X 0 e o Palmeiras mais longe do Tricolor. Se eu fosse dirigente, traria o Sandro Goiano de volta para ter sempre a raça dele por perto.

Eu adoro o Sandro Goiano. Um grande exemplo para os jogadores esses que vão-não vão para o exterior, e sobre os quais o Fabricio Carpinejar escreveu uma bela crônica, lida pela Katia na terça passada. Vou procurar e posto aqui.

Outro homem que eu adoro: o Perea. Como é comovente o sofrimento dele quando fica muito tempo sem marcar. Que se recupere rápido da lesão e faça logos os gols que deixam a vida dele, e a nossa, muito mais bacana.

Hoje eu estou na fase torcedora-agradecida-emocionada.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 04/09/2008 - 22:48

Comentar - Comentários (6)

Este post vai pra Janine

Sabe a mesa do blog? Quando eu cheguei, a Janine já estava nela (não exatamente nela, que deu uma confusão na reserva, mas a Janine estava em uma mesa). E o Marcello estava em outra mesa. Eu não sabia se devia fazer a ligação entre os dois, mas acho que devia ter feito e fiquei todo o tempo me arrependendo da falta de iniciativa. Pior que o namorado da Janine não foi com ela. Depois vi um casal junto na mesa, talvez amigos que ela encontrou? E digo mais: a Janine ainda me deu um presente (se fosse um pote de arroz-de-leite eu tinha morrido empalhada como o cristão e o curdo da Zobeida! Me atraquei muito!) e um texto superquerido. A gente tenta o encontro qüinqüenal do blog qualquer terça dessas. E, por enquanto, um supervaleu e um beijão pra Janine.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 27/08/2008 - 00:04

Comentar - Comentários (2015)

Data querida

Dia 14 de agosto fechei meu primeiro ano de Sarau. Tãrãrã.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/08/2008 - 12:01

Comentar - Comentários (12)

A mesa do Blog

Vai estar reservadita hoje. É só chegar. Até lá!


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 26/08/2008 - 11:57

Comentar - Comentários (2)

Finaleira do Concurso

Sabrina Jung e Duda Tajes terminam o certame empatados e cada um vai levar o seu livrito. Sabrina, manda o endereço aí!

Já o Fabrício pergunta por que eu sou gremista. Pensei, pensei e não cheguei nem perto de uma resposta tão legal quanto as do pessoal. Daí hoje, vendo o jogo na TV, eu acho que me respondi: sou gremista porque nenhum outro time do mundo jamais faria o que o Grêmio faz com a gente. Para o bem e para o mal.

(Dá-lhe!)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 24/08/2008 - 21:43

Comentar - Comentários (13)

Homem no Escuro

Ontem, na Cultura, o Luis Fernando Verissimo lançou O Mundo é Bárbaro, crônicas sobre tudo isso que a gente vive (ou que nos atolam) nesse velho e complicado mundão. Cheguei a tempo de perder o autógrafo, mas garanti o livro. Já estava de saída quando vi Homem no Escuro, o novo romance de Paul Auster, maravilhoso com a sua sobrecapa de papel corrugado (é isso?) preto.

Como Philip Roth nas suas obras mais recentes, o Paul Auster escreve aqui sobre um homem velho. No caso, August Brill, crítico literário aposentado de 72 anos. Não li ainda e já gostei. Assim que terminar, faço um post com minha opinião desespecializada e parcial.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/08/2008 - 19:49

Comentar - Comentários (2500)

Dou-lhe uma, dou-lhe duas

e dou-lhe três: se ninguém mais votar nas respostas do nosso Gre-Nal, os vencedores serão o Duda Tajes (e não foi nepotismo) e a Sabrina Jung. Alguém mais se habilita?


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 23/08/2008 - 19:03

Comentar - Comentários (11)

Melhor nem falar

A coisa vai tão bem, mas tão bem, que é melhor deixar quieto. Dá medo até de pensar. (Dá-lhe!)


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 17/08/2008 - 20:06

Comentar - Comentários (20)

Bossa Nova para o Marco

Aí vai o texto que o Marco pediu. O autor, Edson Aran, é jornalista, escritor e tem mais uma profissão que muita gente daria um braço (senão as duas mãos!) pra ter: é o editor da Playboy, Tem muitos outros textos bacanas dele em www.sitedoaran.com.br.

BOSSA NOVA PARA PRINCIPIANTES

Tenha mulheres! Praias! Barquinhos!

1. Se você acha que amar é tolice, bobagem e ilusão, é Bossa Nova. Se amar foi sua ruína, é samba-canção. Se a ingrata deu pro Assum Preto, pro Pintassilgo e pro Ditão, é música sertaneja.

2. Se você acordou de amanhã se sentindo miserável, não é Bossa Nova. É blues.

3. Se a última fileira do teatro consegue te escutar , não é Bossa Nova. Se a primeira também não escuta, é show do Philip Glass.

4. Se você vai à praia de tardinha para ver o barquinho, é Bossa Nova. Se você só viu barcão, solzão, canção, campeão ou outra coisa terminada em "ão" , é samba-enredo. Menos improvisação. Aí é jazz.

5. Música com maçã, Iansã e febre terçã geralmente é coisa do Djavan. Mas se tiver pau, pedra e um resto de toco, é o fim do caminho.

6. Se você veio da Bahia, mas um dia ainda volta pra lá, a rodoviária fica logo ali. Valeu.

7. Se você fica deprimido quando pensa no amor ,é Bossa Nova. Se você pensa no amor e fica deprimido,, é impotência.

8. Se você é cantora e mostra o joelho é Bossa Nova. Se mostra a bunda, é axé music. Se mostra que só sabe gemer com voz fina e estridente é a Sandy. Ou o Júnior. Uma das duas.

9. Se as mulheres jogam calcinhas no palco quando você canta, definitivamente não é Bossa Nova. Se você é homem e tira a calcinha no palco, é Tropicalismo. Se você é mulher e entra no palco sem calcinha, é a Britney Spears.

10. Se ela passa num doce balanço a caminho do mar,é Bossa Nova. Se a sua alegria atravessou o mar, é outra coisa.

 


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/08/2008 - 07:06

Comentar - Comentários (11)

Mais um desaparecimento

Dessa vez sumi deixando até o Gre-Nal no meio. Vamos escolher quem vai ganhar o livrito pela melhor resposta votando aqui neste post? A urna eleitoral aguarda os votos da turma.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 15/08/2008 - 06:59

Comentar - Comentários (11)

O poeta colorado: Fabrício Carpinejar

" eu sou colorado
porque fico vermelho com teus elogios."

Por isso que o livro novo dele se chama Canalha.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2008 - 22:13

Comentar - Comentários (9)

Um motivo de preocupação

Ando falando (e pensando) mais no Celso Roth que no Philip Roth. Cacete.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2008 - 22:11

Comentar - Comentários (6)

De bom tamanho

Pode parecer papinho, mas é uma opinião sincera. De times morrinhas como o Figayrense e o Patético Paranaense (corruptelas que aprendi com minha cria e que eu adoro repetir), tem que ganhar de goleada mesmo. Três, quatro, sete, quanto mais melhor. Mas do pobre do Ipatinga, unzinho já é mais do que suficiente. Não precisa humilhar os caras. Imagino que essa não foi a motivação do time para ganhar de tão pouquinho, mas ficou bom  para todo mundo assim. Bons sonhos azuis para a torcida tricolor.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2008 - 22:10

Comentar - Comentários (4)

Katia Suman, uma estrela colorada

"Eu não me lembro por que sou colorada, mas nunca me imaginei gremista. Em casa o pai, ex-jogador, se fazia de salame e não abria o jogo. Poderia dizer que eu nasci assim, eu cresci assim, co-lo-ra-da-a! Sempre colorada-a! Sacou a musiquinha, né?"

As raízes baianas dela influenciaram na resposta.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2008 - 18:13

Comentar - Comentários (1)

Por que o professor Fischer é colorado?

"Ora: porque o coração é vermelho. A sério: porque meus parentes todos são, pelo lado Fischer e pelo lado Loch. Nunca houve sequer cogitação de outra alternativa no meu coração. Que é vermelho. Entende?"

Esse é um típico caso de colorado que a gremistada do blog adora.


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2008 - 15:59

Comentar - Comentários (0)

Sérgio Moreira, o telegráfico

"eu sou gremista ponto não consigo explicar vírgula é dom ponto"


Postado por: Claudia Tajes
Postado em 06/08/2008 - 09:10

Comentar - Comentários (1)

Jorge Furtado, gremista e inspirado