SARAU DA CONFUSÃO  
 

Falta de ordem, de método, de clareza. Perturbação, balbúrdia, barafunda, bololô. Seja como for que você caracterize a confusão, uma coisa é certa: ela pode atrapalhar a vida, mas já inspirou muitos autores e muitas histórias por aí. Nessa terça, portanto, o SARAU ELÉTRICO examina a desordem em todas as suas manifestações, com as leituras e os comentários em perfeito juízo, ou quase, de LUÍS AUGUSTO FISCHER, CLÁUDIO MORENO e KATIA SUMAN. Participação do poeta DIEGO GRANDE ajudando a organizar a suruba. SARAU DA CONFUSÃO.

Já dizia Salvador Dali: a confusão liberta a criatividade.

Olha aí a sua chance de comprovar.

 

Canja do argentino PABLO GRINJOT

 

SARAU DA CONFUSÃO – 25.09.12

Ocidente – 21h – 10 pila

 

 

Apoio CASA DE IDEIAS

www.casadeideias.com