SARAU DA TOLERÂNCIA  
 

O SARAU ELÉTRICO entra na campanha anti-homofobia e faz uma sessão

onde vale dançar homem com homem e mulher com mulher. Só não vale intolerância.

Nas leituras, autores e textos gays e também obras de heteros simpatizantes,

heteros inteligentes e afins. Uma noite em que só não se admite coisa ruim,

mas daí não é preconceito: são os princípios da casa.

Com os profes e espadas LUÍS AUGUSTO FISCHER e CLÁUDIO MORENO, o

poeta militante DIEGO GRANDO e a quase drag KATIA SUMAN.

A canja é o luxo do gaúcho: o ator JOÃO CARLOS CASTANHA, personagem

do documentário que abalou a Berlinale.

SARAU DA TOLERÂNCIA. Porque literatura é isso aí: liberdade, minha gente.

 

Canja: CASTANHA

 

SARAU DA TOLERÂNCIA – 15.04.14

Ocidente – 21h - 15 pila

 

ouça o sarau na www.radioeletrica.com